Abrir menu principal
Alexandr Kurlovitch
halterofilismo
Nome completo Alexandr Nikolaievitch Kurlovitch
Representante  União Soviética
Equipa Unificada
 Bielorrússia
Nascimento 28 de julho de 1961
Hrodna, Belarus
Nacionalidade Bielorrússia bielorrussa
Morte 6 de abril de 2018 (56 anos)
Hrodna, Belarus[1]
Compleição Peso: 125 kg[2] Altura: 1,85 m[3]
Nível sênior

Alexandr Nikolaievitch Kurlovitch (em russo: Александр Николаевич Курлович, em bielorrusso: Аляксандр Мікалаевіч Курловіч, transl. Aliaksandr Mikalaievitch Kurlovitch; 28 de julho de 1961, em Hrodna - 6 de abril de 2018) foi um bielorrusso, campeão olímpico e mundial em halterofilismo, pela União Soviética e pela Bielorrússia.

Kurlovitch teve sua primeira aparição internacional em 1983, no campeonato europeu e mundial em Moscou, que foram organizados como um único evento. Competindo na categoria superpesado, levantou 450 kg no total olímpico (205 no arranque e 245 no arremesso) e ficou em segundo lugar, atrás do também soviético Anatoli Pissarenko.[3][4][5]

Em 1984, ele e Pissarenko foram detidos no aeroporto de Mirabel, em Montreal, quando funcionários da alfândega encontraram em sua bagagem esteroides anabolizantes. Foram detidos pelas autoridades canadenses, multados por importação de esteroides anabolizantes e suspensos pela Federação Internacional de Halterofilismo das competições. Mas Kurlovitch foi reabilitado em 1987 e retornou à equipe nacional soviética.[2][4]

Nesse ano, ganhou o campeonato mundial em Ostrava, com 472,5 kg no total olímpico, superando o recorde antes do búlgaro Antonio Krastev em 5 kg. Com seu compatriota Leonid Taranenko e Antonio Krastev fora dos Jogos Olímpicos de Seul, Kurlovitch confirmou seu favoritismo e ganhou ouro, com 462,5 kg no total, 32,5 kg a mais do que o segundo colocado, o alemão Manfred Nerlinger.[3][4]

Também ganhou ouro no campeonato mundial em 1989 (460 kg no total) e em 1991 (455 kg). O segundo ouro olímpico veio em Barcelona 1992 (450 kg), competindo pela Equipe Unificada.[3][5]

Kurlovitch estabeleceu ao todo 12 recordes mundiais ao longo de sua carreira — quatro antes da reestruturação das classes peso em 1992 e oito a partir de 1993 (ver também: recordes mundiais do halterofilismo), seis no arranque, dois no arremesso e quatro no total combinado. Somente no campeonato mundial em 1994 estabeceu seis recordes.[3]

Ainda foi campeão europeu em 1989 e em 1990.

Nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, Kurlovitch ficou em quinto lugar,[5] retirou-se das competições e tornou-se árbitro (de competições) de levantamento de peso.[6]

Em 2006 foi eleito para o Weightlifting Hall of Fame.[7] Em 2007 recebeu o Certificado do Mérito da Federação Europeia de Halterofilismo.[8] Era membro do Comitê Técnico da Federação Internacional de Halterofilismo,[9] membro do parlamento bielorrusso e vice-presidente da federação que rege o halterofilismo em Belarus.[10]

Referências

  1. «Aleksandr Nikolaevich Kurlovich suddenly passed away» (em inglês). www.iwf.net. 6 de abril de 2018 
  2. a b «Aleksandr Kurlovich» (em inglês). www.sports-reference.com. Consultado em 24 de junho de 2010 
  3. a b c d e «Курлович Александр Николаевич (тяжелая атлетика)» (em bielorrusso). Comitê Olímpico Nacional da Bielorrússia. Consultado em 24 de junho de 2010. Arquivado do original em 15 de fevereiro de 2010 
  4. a b c «Alexander Kurlovich» (em inglês). Consultado em 24 de junho de 2010 
  5. a b c «Kurlovich Alexander (BLR)» (em alemão). www.iat.uni-leipzig.de. Consultado em 24 de junho de 2010 
  6. «Articles at Lift Up: Alexander Kurlovich» (em inglês). Consultado em 24 de junho de 2010 
  7. «Weightlifting Hall of Fame: list of members» (em inglês). www.iwf.net. Consultado em 17 de junho de 2012 
  8. «People who were awarded EWF Certificates of Merit since 2000» (em inglês). European Weightlifting Federation. Consultado em 24 de junho de 2010. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2017 
  9. «Committees» (em inglês). www.iwf.net. Consultado em 17 de junho de 2012. Cópia arquivada em 29 de março de 2018 
  10. «IWF candidates page 065» (em inglês). www.iwf.net. Consultado em 24 de junho de 2010. Arquivado do original em 20 de outubro de 2011