Abrir menu principal
Alexandre Boury
Nome completo Alexandre Sucupira Boury
Nascimento 1959
São Paulo, São Paulo, Brasil
Ocupação Diretor e cineasta

Alexandre Sucupira Boury é um diretor de televisão e cineasta brasileiro[1]

Índice

BiografiaEditar

Alexandre Boury é um cineasta nascido em São Paulo, em 1959, graduado em jornalismo pela Universidade Gama Filho e é o responsável pela direção de todos os filmes de Renato Aragão a partir de 1999.[2]

Em O trapalhão e a luz azul (1999), seu longa de estreia (co-dirigido por Paulo Aragão), Dedé Santana interpretou seu primeiro vilão no cinema[3]

No ano seguinte, dirigiu, ao lado de Marcelo Travesso, Um anjo trapalhão 2000, versão para o cinema de Visita de Natal, especial da Rede Globo que, seguindo o formato de O Auto da Compadecida de 1999, fez o caminho TV-cinema.[3]

Em 2003 dirigiu, novamente ao lado de Paulo Aragão, Didi, o cupido trapalhão.

Fez ainda, em parceria com seu pai, Reynaldo Boury, Didi quer ser criança em 2004.[3]

É irmão da roteirista Margareth Boury e tio do ator Guilherme Boury.[4]

No início de 2011 Alexandre deixou a Rede Globo depois de vários anos de trabalho na emissora e assinou contrato com a Rede Record, onde integrou a equipe de Vidas em Jogo.

CinemaEditar

TelevisãoEditar

Referências

  1. «Filme B». Consultado em 12 de julho de 2010. Arquivado do original em 8 de maio de 2012 
  2. E-Pipoca[ligação inativa]
  3. a b c Imdb[1]/
  4. Arquivos[ligação inativa]
  5. Supercinema

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.