Abrir menu principal

Alexandre I da Iugoslávia

(Redirecionado de Alexandre da Iugoslávia)
Alexandre I
Rei da Iugoslávia
Reinado 3 de outubro de 1929
a 9 de outubro de 1934
Sucessor(a) Pedro II
Rei dos Sérvios, Croatas e Eslovenos
Reinado 16 de agosto de 1921
a 3 de outubro de 1929
Predecessor Pedro I
 
Esposa Maria da Romênia
Descendência Pedro II da Iugoslávia
Tomislau Karađorđević
André Karađorđević
Casa Karađorđević
Nome completo
Alexandre Karađorđević
Nascimento 16 de dezembro de 1888
  Cetinje, Montenegro
Morte 9 de outubro de 1934 (45 anos)
  Marselha, França
Enterro Igreja de São Jorge, Topola, Sérvia
Pai Pedro I da Sérvia
Mãe Zorka do Montenegro
Religião Ortodoxa Sérvia
Assinatura Assinatura de Alexandre I

Alexandre I (Cetinje, Montenegro, 16 de dezembro de 1888Marselha, França, 9 de outubro de 1934) foi o primeiro rei do Reino da Iugoslávia (192934) e antes rei do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos (192129).

InfânciaEditar

Alexandre Karadjordjevitch (Karađorđević) nasceu em Cetinje no Montenegro em Dezembro de 1888, como herdeiro da Casa de Karađorđević. Seu pai era o Rei Pedro I da Sérvia e sua mãe era a Princesa Zorka do Montenegro, filha do Rei Nicolau I de Montenegro. Em 8 de junho de 1922, Alexandre casou-se com a Princesa Maria da Romênia, filha da Rainha Consorte da Romênia, Rainha Maria. O casal teve três filhos: o Príncipe-Herdeiro Pedro e os príncipes Tomislav e André.

Alexandre passou parte da infância em Genebra com o pai, então em exílio na Sérvia, mudando-se em 1899 para São Petersburgo.[1] Em 1904 entrou no Corpo de Pagens em São Petersburgo. Em 1909 com a renuncia do irmão mais velho, Príncipe-Herdeiro Jorge (Đorđe) (1887-1972) que era considerado instável pela maior parte das forças políticas na Sérvia, tornou-se herdeiro do trono. Após dois notáveis escândalos (um dos quais em 1909, quando Jorge chutou sua criada até a morte em um acesso de raiva), o Príncipe Jorge foi forçado a renunciar ao trono e Alexandre tornou-se o próximo na linha de sucessão.[2] Em 1910, ele quase morreu de tifo no estômago e ficou com problemas de estômago pelo resto da vida.

Guerras dos Bálcãs e Primeira Guerra MundialEditar

 Ver artigos principais: Guerras dos Bálcãs e Campanha Sérvia

Na Primeira Guerra dos Bálcãs, em 1912, como comandante do Primeiro Exército, o Príncipe Alexandre venceu batalhas importantes em Kumanovo e Bitola. Mais tarde, em 1913, durante a Segunda Guerra dos Bálcãs, na batalha de Bregalnica. No pós-guerra, o Príncipe Alexandre tomou os lados na complicada disputa de poder sobre como a Macedónia deveria ser administrada. Nesta questão, Alexandre venceu o Coronel Dragutin Dimitrijević ou "Apis". Por causa disso, seu pai, o Rei Pedro, concordou em transferir os poderes reais para o filho. Em 24 de junho de 1914, Alexandre tornou-se regente da Sérvia.

Quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial (para a qual a Sérvia foi usada como pretexto) o Príncipe-Regente Alexandre tornou-se supremo comandante do exército sérvio, comandando com mestria os oficiais como os marechais Radomir Putnik, Živojin Mišić, Stepa Stepanović e Petar Bojović. O exército sérvio se distinguiu nas batalhas de Cer e no Drina (a Batalha de Kolubara) em 1914, ganhando vitórias contra as forças dos invasores austro-húngaros e expulsando-os do país.

Em 1915, o exército sérvio com o idoso Rei Pedro e o Príncipe-Herdeiro Alexandre sofreu várias perdas e se retirou pela Albânia para Corfu, onde foi reorganizado. Depois que o exército foi reagrupado e recolocado em ação, obteve uma vitória decisiva na frente da Macedônia, em Kajmakcalan. O exército sérvio liderou grande parte da reviravolta final dos aliados no outono de 1918.

Rei da IugosláviaEditar

No dia primeiro de dezembro de 1918, em uma cerimônia pré-arranjada, Alexandre, como Regente, recebeu uma delegação do Conselho Popular do Estado dos Eslovenos, Croatas e Sérvios (então parte da Áustria-Hungria), na qual se leu declaração em favor da adesão à Sérvia e Alexandre fez uma declaração em aceite. Isto foi considerado o nascimento do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, fundindo este território austríaco à Sérvia e ao Montenegro.

Em 1921, na morte de sua pai, Alexandre herdou o trono.

Em 6 de janeiro de 1929, em resposta à crise política desatada pelo assassinato de Stjepan Radić, o Rei Alexandre suspendeu a Constituição, dissolveu o Parlamento e introduziu uma ditadura pessoal (a chamada "Ditadura de 6 de Janeiro", Šestojanuarska Diktatura). Ele também mudou o nome do país para Reino da Iugoslávia e alterou as divisões internas das 33 oblasts para 9 novas banóvinas em 3 de outubro.

Em 1931 Alexandre outorgou uma nova Constituição que transferia poder executivo para o Rei. Eleições foram determinadas por sufrágio universal masculino. O voto secreto foi abolido e a pressão para funcionários públicos votarem no partido do governo foi uma constante em todas as eleições sob a Constituição de Alexandre. Além disso, metade da câmara alta era nomeada diretamente pelo Rei e a legislação poderia ser aprovada com o voto de apenas uma das duas casas, se também fosse aprovada pelo Rei.

AssassinatoEditar

 Ver artigo principal: Assassinatos de Marselha em 1934
Filme da chegada a Marselha e assassinato.

Por causa das mortes de três membros de sua família em terças-feiras, Alexandre se recusava a executar qualquer função pública nesse dia da semana. No entanto, na terça dia 9 de outubro de 1934, ele não teve escolha: ao chegar em Marselha para iniciar uma visita de estado à França, para fortalecer a aliança entre os dois países na Pequena Entente. Enquanto andava de carro aberto pelas ruas da cidade com o ministro do exterior francês, Louis Barthou, um revolucionário búlgaro chamado Vlado Chernozemski atirou contra o rei. Barthou também foi atingido, porém, possivelmente por engano, por um policial francês em meio à confusão. [3]

Este foi um dos primeiros assassinatos capturados em filme; o atentado ocorreu bem na frente do operador de imagem, que estava somente a poucos metros de distância e que capturou não só o assassinato mas o que logo se sucedeu; o corpo do motorista (que morreu de imediato) ficou prensado contra os freios do carro, permitindo a continuação da filmagem a centímetros de distância do Rei por alguns minutos.

O assassino Vlado Chernozemski, membro da Organização Revolucionária Interna da Macedônia de Ivan Mihailov e experiente atirador, foi cortado pela espada de um oficial montado francês e morto a tiros por um policial ou linchado pela multidão ou ambas as coisas, conforme as diferentes versões das testemunhas.[3]

A filmagens do assassinato do rei Alexandre I são um dos maiores cinejornais históricos em existência, junto com o filme da coroação do czar Nicolau II da Rússia, os funerais de Rainha Vitória do Reino Unido e do imperador Francisco José da Áustria, e o assassinato de John Kennedy.

O Rei Alexandre I foi sepultado no Memorial da Igreja de São Jorge, que fora construída por seu pai. Como seu filho Pedro II ainda era menor, o Príncipe Paulo da Iugoslávia, primo de Alexandre, assumiu a regência do Reino da Iugoslávia.

HonrariasEditar

Condecorações militares Sérvias e Iugoslavas
Sem faixa condecorativa Ordem do Santo Príncipe Lázaro, Colar (Somente Ordem Real)
  Ordem da Estrela de Karađorđe, Grão-mestre
  Ordem da Águia Branca, Grão-mestre
  Ordem da Águia Branca com Espadas, Grão-mestre
  Ordem da Coroa Iugoslava, Grão-mestre
  Ordem da Estrela de Karađorđe com Espadas, Grão-mestre
  Ordem de São Sava, Grão-mestre
Medalhas de Serviço Sérvias
  Medalha de Ouro por Bravura, 1912
  Medalha de Ouro por Bravura, 1913
Sem faixa condecorativa Medalha Comemorativa da Primeira Guerra dos Balcãs, 1912
  Medalha Comemorativa da Segunda Guerra dos Balcãs, 1913
Sem faixa condecorativa Medalha Comemorativa da Eleição de Pedro I como Rei da Sérvia
  Medalha Comemorativa da Campanha da Albânia
Prêmios Internacionais e Estrangeiros
  Ordem de Leopoldo, Grande Cordão (Bélgica)
  Cruz de Guerra 1914-1918, (Bélgica)
  Ordem dos Santos Cirilo e Metódio, Colar (Bulgária)
  Ordem de Santo Alexandre com espadas, Colar (Bulgária)
  Ordem do Leão branco, Colar (Checoslováquia)
  Cruz de Guerra 1914-1918, (Checoslováquia)
  Legião de Honra, Grã cruz (França)
  Médaille militaire, (França)
  War Cross 1914-1918, (França)
  Ordem do Redentor, Grã cruz (Grécia)
  Cruz de Guerra 1914-1918, (Grécia)
  Ordem Suprema da Santíssima Anunciação, Colar (Itália)
  Ordem dos Santos Maurício e Lázaro, Cavaleiro da Grã-Cruz (Itália)
  Ordem da Coroa da Itália, Cavaleiro da Grã-Cruz (Itália)
  Ordem Militar de Saboia, Cavaleiro da Grã-Cruz (Itália)
  Ordem do Grifo, Grand Cross (Mecklemburgo)
  Ordem de São Pedro de Cetinje, Cavaleiro (Montenegro)
  Ordem do Príncipe Danilo I do Montenegro, Cavaleiro grã cruz (Montenegro)
  Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém, Colar
  Ordem da Águia Branca, Grã cruz (Polônia)
  Ordem da Polônia Restituta, Grã cruz (Polônia)
  Ordem de Cristo, Grã cruz (Portugal)
  Ordem de Miguel, o Valente, Primeira Classe (Romênia)
  Ordem da Coroa, Grã cruz (Romênia)
  Ordem de Santo André, Colar (Rússia)
  Ordem de Alexandre Nevsky, (Rússia)
  Ordem da Água Branca, grã cruz (Rússia)
  Ordem de São Jorge, Primeira Classe (Rússia)
  Ordem de Santa Ana, Primeira Classe (Rússia)
  Ordem de Santo Estanislau, Primeira Classe (Rússia)
  Ordem do Elefante Branco, Cavaleiro Grande Colar (Sião)
  Ordem do Banho, Cavaleiro Grã cruz (Reino Unido)
  Real Ordem Vitoriana, Cavaleiro Grã cruz (Reino Unido)
  Medalha da Coroação do Rei Jorge V (Reino Unido)

CuriosidadeEditar

  • O Rei Alexandre nasceu em Cetinje, então capital montenegrina, filho duma Princesa do Montenegro, e se considerava um montenegrino. Uma anedota diz que uma vez que membros do parlamento do Montenegro se aproximaram com uma reivindicação de que havia muito poucos ministros do Montenegro, Alexandre teria respondido: Sim, mas vocês têm um rei.
Precedido por
Pedro I
Rei dos Sérvios,
Croatas e Eslovenos

19211929
Sucedido por
Precedido por
Rei da Iugoslávia
19291934
Sucedido por
Pedro II

Referências

  1. «Alexander I» (em inglês). Consultado em 28 de novembro de 2013. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2013 
  2. «Who's Who - King Alexander I» (em inglês). Consultado em 28 de novembro de 2013 
  3. a b «Alexander I of Yugoslavia assassinated» (em inglês). Consultado em 28 de novembro de 2013 


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alexandre I da Iugoslávia