Alexia dos Países Baixos

aristocrata neerlandesa

A Princesa Alexia dos Países Baixos (nome completo: Alexia Juliana Marcela Laurentien) é uma princesa por nascimento dos Países Baixos. Ela é a segunda filha do atual rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos e da sua esposa, a rainha consorte Máxima dos Países Baixos.[1]

Alexia
Princesa de Orange-Nassau (mais...)
Prinses Alexia der Nederlanden 2019.JPG
Princesa Alexia em 2019
Nascimento 26 de junho de 2005 (17 anos)
  Haia, Holanda do Sul
Países Baixos
Nome completo  
português: Alexia Juliana Marcela Laurentina
Nome de nascimento neerlandês: Alexia Juliana Marcela Laurentien
Casa Orange-Nassau
Amsberg (agnática)
Pai Willem-Alexander dos Países Baixos
Mãe Máxima Zorreguieta Cerruti
Religião protestantismo
Brasão

Atualmente, é a segunda na linha de sucessão ao trono holandês, logo após a sua irmã mais velha a princesa herdeira Catarina-Amália, Princesa de Orange, e sendo sucedida pela sua irmã mais nova, a princesa Ariane dos Países Baixos.[2]

Família real holandesa
Casa de Orange-Nassau
Royal coat of arms of the Netherlands.svg

SM o Rei *
SM a Rainha *



NascimentoEditar

A princesa Alexia nasceu de parto natural no Hospital Bronovo, na cidade de Haia, no dia 26 de junho de 2005. A até então princesa herdeira consorte Máxima deu à luz uma filha saudável no domingo à tarde, por volta das 14h40 no horário local. A criança pesava 3,490 gramas ao nascer e media 50 centímetros de comprimento. Pais e filha ficaram no hospital na noite do nascimento e regressaram para sua casa em Wassenaar na manhã seguinte.[3]

O primeiro-ministro Jan Peter Balkenende foi um dos primeiros a parabenizar o casal no domingo. O casal também foi felicitado por André Rouvoet, líder do partido político União Cristã, Bas van der Vlies, líder do Partido Político Reformado, entre outros líderes políticos.[3] O Serviço de Informações Governamentais abriu um registro de congratulações em seu próprio site, 4000 parabéns chegaram em um dia. Um registro pode ser assinado a semana inteira no Palácio Noordeinde.[3]

Alexia tem uma irmã maior, a atual a herdeira aparente, a princesa Catarina-Amália, Princesa de Orange (nascida em 2003), e também uma irmã mais nova, a princesa Ariana dos Países Baixos, nascida em 2007.

Anúncio do nomeEditar

No dia 28 de junho, houve o anúncio oficial do nome do novo membro da família real neerlandesa. O então príncipe Guilherme, Príncipe de Orange explicou à imprensa que o nome de "Alexia" tem origem em seu próprio nome "Alexandre" (em neerlandês: "Alexander") e que era um desejo da princesa Máxima. Os outros três nomes se referem a "mulheres de três gerações diferentes", disse ele.[4][5]

O rei enfatizou publicamente que a princesa não recebeu o nome em homenagem a uma de suas tias, Alexia Grinda, uma das duas filhas ilegítimas do príncipe Bernhard van Lippe-Biesterfeld, consorte da Rainha Juliana dos Países Baixos.[5]

BatismoEditar

A princesa Alexia foi batizada em 19 de novembro de 2005 no Dorpskerk de Wassenaar com água do Rio Jordão. O culto foi conduzido pelo pastor Deodaat van der Boon.[1]

Os seus padrinhos são seu tio paterno, o príncipe Friso de Oranje-Nassau, seu tio materno Juan Zorreguieta Cerruti, a rainha Matilde da Bélgica e os amigos de seus pais, Frans-Ferdinand de Beaufort e Alexandra Jankovich de Jeszenice.[6]

Cerca de quinhentos amigos e conhecidos, políticos e dignitários estavam presentes e entre os familiares estavam os pais de Máxima.[6] O vestido de batizado que ela usou foi desenhado por ocasião do batismo da princesa Wilhelmina em 1880. A túnica, feita de renda de Bruxelas, também foi usada no batismo da princesa Juliana, da princesa Beatrix, da princesa Christina e de seu pai Willem-Alexander.[6]

Alexia em 2006
Alexia em 2013
Alexia em 2014

EducaçãoEditar

Assim como suas duas irmãs, Alexia iniciou seus estudos no Bloemcamschool e depoi fez o Ensino Primário no Christelijk Gymnasium Sorghvliet. Em 02 de março de 2021, a Casa de Orange-Nassau anunciou oficialmente que a princesa estudaria no United World College of the Atlantic (UWC Atlantic College), no País de Gales, a partir do final do verão do mesmo ano. A instituição é a mesma onde estudou a princesa herdeira Elizabeth da Bélgica, Duquesa de Brabante e onde estuda a princesa herdeira Leonor da Espanha, Princesa das Astúrias.[7][8][9][2]

Além do holandês, Alexia também fala espanhol e inglês.[10]

Segundo seu perfil oficial, a princesa tem como passatempos o hóquei, tocar violão e cantar.[1]

Deveres reaisEditar

O seu pai e a sua mãe tentam evitar expor demasiadamente Alexia e suas duas irmãs na mídia, como forma de "proteção" de sua privacidade. Mesmo com isso, Alexia ainda assim faz diversas participações públicas em eventos oficiais da realeza organizados pela família real holandesa.

Como forma de tentar controlar o assedio dos fotógrafos e repórteres, os seus pais frequentemente realizam uma sessão fotográfica para a mídia, na intenção de terem privacidade após o evento de oportunidade de fotos. A mais famosa é na ocasião das férias de inverno na cidade de Lech na Áustria.[11][12][13]

Em 30 de abril de 2013, ela participou da cerimônia de coroação de seu pai na igreja de Nieuwe Kerk e posteriormente apareceu ao lado do pai, mãe e irmãs na sacada principal do Palácio Real de Amesterdão para saudar o povo.[14]

Desde 2013, no mês de abril, ela participa regularmente dos festejos do feriado do "Dia do Rei".[15][16]

SaúdeEditar

Em fevereiro de 2016, durante as férias de esqui com sua família na cidade de Lech na Áustria, a princesa Alexia sofreu uma queda e quebrou o fêmur direito. Ela foi transportada de helicóptero para o Medical University of Innsbruck e passou por uma cirurgia para reparar a lesão. Depois de alguns dias no hospital, ela foi liberada e precisou usar muletas enquanto recuperava-se. Atualizações sobre a condição da princesa Alexia foram publicadas no site oficial da Casa Real. O acidente ocorreu na mesma área da avalanche que vitimou fatalmente o seu tio e padrinho paterno, o príncipe Friso, em fevereiro de 2012.[17][18][2]

Títulos, estilos e armasEditar

O título e o estilo completos de Alexia são:

  • 26 de junho de 2005 - presente: Sua Alteza Real, a princesa Alexia dos Países Baixos, princesa de Orange-Nassau

Por decreto real, a Alexia nasceu oficialmente como uma Princesa dos Países Baixos e uma Princesa de Orange-Nassau, com o tratamento de "Sua Alteza Real" oficialmente.

Brasão da princesa Alexia dos Países Baixos
Notas

A princesa Alexia usa o mesmo brasão de armas de suas irmãs, a Princesa Catharina-Amalia, Princesa de Orange e a princesa Ariane.[19]
Brasão
Dividido em quartos: 1º e 4º fundo Azure ou, um leão com coroa também ou gules armados e lânguidos, segurando em sua pata destra uma espada argento ou, e em suas canhotas sete flechas argento apontadas e unidas ou, que é do Reino de Os Países Baixos; 2º e 3º ou, um chifre azure aberto e amarrado gules, que é da primeira Casa de Orange; uma entrada ou portão para um castelo de três torres gules ladeado de cada lado por um árvore e um rio azul fluindo da base, próximo ao portão do castelo, que é a casa de Zorreguieta, na Argentina.
Simbolismo
  O primeiro e o quarto trimestres são o Brasão de armas dos Países Baixos, baseado no brasão de armas da Casa de Nassau.[19]
  O segundo e terceiro trimestres são o brasão de armas do Príncipe de Orange.[19]
  No centro está o brasão de armas da família Zorreguieta.[19]

AncestraisEditar

Referências

  1. a b c Zaken, Ministerie van Algemene (18 de agosto de 2014). «Prinses Alexia - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 8 de dezembro de 2021 
  2. a b c «Princesa Alexia de Holanda». www.bekia.es (em espanhol). Consultado em 8 de dezembro de 2021 
  3. a b c «„Gezonde wolk van een dochter" - Koninklijk Huis» (em neerlandês). RD.nl. 27 Junho 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  4. a b c d e «Alexia Juliana Marcela Laurentien se llama la segunda hija de Máxima» (em espanhol). LA NACION. 28 de junho de 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  5. a b c d e f Wilfried van der Bles (29 junho 2005). «Prins zwichtte voor Máxima: ze heet Alexia» (em neerlandês). Trouw. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  6. a b c «Prinses Alexia gedoopt in Wassenaar» (em neerlandês). Trouw. 19 novembro 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  7. Zaken, Ministerie van Algemene (2 de março de 2021). «Prinses Alexia naar United World College of the Atlantic in Wales - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 2 de março de 2021 
  8. «Caras | Princesas Alexia da Holanda e Leonor de Espanha vão frequentar o mesmo colégio no próximo ano letivo». Caras. 2 de março de 2021. Consultado em 2 de março de 2021 
  9. Coke, Hope. «Princess Alexia of the Netherlands is the latest European royal bound for UWC Atlantic College in Wales». Tatler (em inglês). Consultado em 7 de março de 2021 
  10. «Prinses Alexia begint op middelbare school» (em neerlandês). Hart van Nederland. 21 Agosto 2017. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  11. Zaken, Ministerie van Algemene (27 de janeiro de 2020). «Fotosessie in Lech - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  12. Zaken, Ministerie van Algemene (29 de janeiro de 2019). «Fotosessie in Lech - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  13. Zaken, Ministerie van Algemene (13 de julho de 2018). «Fotosessie zomer 2018 - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  14. G1, Do; Paulo, em São (30 de abril de 2013). «Holanda faz cerimônia de entronização para seu novo rei». Mundo. Consultado em 7 de março de 2021 
  15. Zaken, Ministerie van Algemene (24 de abril de 2020). «Koningsdag 2020 - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  16. Zaken, Ministerie van Algemene (26 de novembro de 2020). «Koningsdag 2021 in Eindhoven - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  17. «Morre o príncipe Johan Friso, da família real da Holanda». G1. 12 Agosto 2013. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  18. «Morreu o príncipe holandês Johan Friso». Público. 12 de Agosto de 2013. Consultado em 1 Janeiro 2019 
  19. a b c d «Wapens van leden van het Koninklijk Huis» (em neerlandês). Casa Real Neerlandesa. 23 Janeiro 2013. Consultado em 1 Janeiro 2020. Cópia arquivada em 6 Maio 2013 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Base de dados no Wikidata