Abrir menu principal
Alfa Romeo 2300
Visão Geral
Produção 1974 a 1986
Fabricante Fábrica Nacional de Motores (FNM), Fiat
Modelo
Classe Luxo
Ficha técnica
Motor 4 cilindros em linha, 2.310 cc, duplo comando de válvulas no cabeçote (DOHC)
Modelos relacionados
Chevrolet Opala

A Alfa Romeo 2300 foi um modelo automóvel sedan de 4 portas e 5 lugares, produzido pela Fábrica Nacional de Motores (FNM) e, posteriormente, pela FIAT sob licença da Alfa Romeo Italiana.

Índice

A HistóriaEditar

Em 1967, a Alfa Romeo Brasil adquiriu o controle da estatal FNM, e entre os anos de 1974 a 1986 fabricou no Brasil seu modelo de luxo. Em 1987, a Alfa Romeo passou a ser controlada pela FIAT. Foi o único Alfa Romeo produzido fora da Itália. Foi o mais moderno carro produzido no Brasil na década de 70, sendo vendido até metade dos anos 80. Possuía câmbio 5 marchas, motor de 2300cc, 4 cilindros em linha com duplo comando de válvulas no cabeçote (DOHC), freio a disco nas quatro rodas e comando de embreagem hidráulico, algo impensável no Brasil naquela época.

Nas versões 2300 B (1975), 2300 Rio (1978), 2300 Ti (1978) e 2300 Ti 4 (1985), o motor é alimentado por dois carburadores Solex 40 ADDHE horizontais, rendendo 149 cv, permitindo o alcance de 174km/h de velocidade máxima, igualando aos motores V8 americanos. Veículo confortável com pretensões esportivas, transmitia a imagem de segurança por oferecer cintos de segurança de três pontos para motoristas e passageiros e freios a disco. Oferecia como itens de fábrica painel completo (conta-giros, voltímetro, barômetro, sensor de desgaste das pastilhas de freio), banco traseiro bi-partido, encostos de cabeça para motorista e passageiros, ar condicionado, direção hidráulica progressiva e comandos elétricos das travas, vidros, retrovisores e porta-malas (a partir de 1983). Também possuía abertura elétrica do tanque de combustível, que comportava 100 litros, fornecendo boa autonomia quando os postos fechavam em feriados e finais de semana.

A origemEditar

O projeto Alfa 2300 nasceu na Itália, batizado de projeto 102/12. O modelo ficou pronto em 1971, sendo enviado ao Brasil para testes em 1972. Foi projetado inteiramente na Itália, especificamente para o mercado brasileiro, vendido sob o slogan "O importado fabricado no Brasil", também sendo o único Alfa Romeo fabricado fora da Italia (África do Sul, Portugal e Paraguai eram CKD). Na época estudava-se a adoção de motores 4 e 6 cilindros em linha e V6, tendo alguns modelos testados com essas motorizações, mas devido a crise mundial do petróleo nos anos 70 e do governo militar brasileiro, as dificuldades de importação forçaram a fábrica adotar o motor 4 cilindros, oriundo do Alfa 1900, retrabalhado para deslocar 2310cc, acoplado a uma transmissão de cinco marchas vindo da série 105. Foram trazidos alguns equipamentos da fábrica de Portello, desativada pouco tempo antes. A nova fábrica da recém nascida série 105, havia sido inaugurada em Arese, onde hoje funciona o Museu da marca.

CuriosidadeEditar

A Autodelta fez sob o motor da 2300 o primeiro Twin spark, que passaria depois a ser adotado pela Alfa Romeo em modelos futuros, como a 145 e 156. Muitas peças da Alfa Romeo 2300 e as Alfa Romeo séries 105 são recambiáveis entre si.

Dados técnicosEditar

Modelo Motor Potência Máxima Torque Máximo Alimentação Acceleração 0–100 km/h Velocidade Máxima Fonte
2300 (1974) 2.310 cc I4 103 kW / 140 cv at 5700 rpm 214 Nm / 158 lb·ft at 3,500 rpm 1 Carburador duplo ? segundos 163 km/h
2300 Rio (1978) 2.310 cc I4 96,4 kW / 132cv (DIN) at 5500 rpm 196 Nm / 20 mkgf at 3,000 rpm 2 Carburadores duplos 11,0 segundos 188 km/h
2300 Ti (1976) 2.310 cc I4 110 kW / 149cv (SAE) at 5700 rpm 235 Nm / 173 lb·ft at 3,500 rpm 2 Carburadores duplos 14,0 segundos 174 km/h
2300 Ti 4 (1980) 2.310 cc I4 120 kW / 149cv (SAE) at 5700 rpm

95,7 kW / 130cv (DIN) at 5500 rpm

235 Nm / 173/lbft (SAE) at 3,500rpm

183235 Nm/19mkgf (DIN) at 4,000rpm

2 Carburadores duplos 11,0 segundos 188 km/h Revista quatro rodas

Ver tambémEditar

Referências

  • Revista Quatro Rodas - Março de 1983 - Edição 272
  • Revista Quatro Rodas - Maio de 1979 - Edição 226
  • Revista Quatro Rodas - Fevereiro de 1978 - Edição 211
  • Revista Quatro Rodas - Maio de 1977 - Edição 202
  • Revista Quatro Rodas - Janeiro de 1977 - Edição 198
  • Revista Quatro Rodas - Dezembro de 1976 - Edição 197
  • Revista Quatro Rodas - Outubro de 1975 - Edição 183
  • Revista Quatro Rodas - Abril de 1974 - Edição 165
  • Revista Quatro Rodas Clássicos - Edição especial - nº 14

Ligações externasEditar