Algo de errado não está certo

Algo de errado não está certo
 Brasil
2020 •  cor •  120 min 
Direção Evandro Berlesi
Produção Ana Paula Smolinski
Produção executiva Taison Neves
Roteiro Evandro Berlesi
Elenco Anderson Dravasie
Jerry Lucas
Nelson Freitas
Rogerio Morgado
Danny Gris
Lesi Morato
Werner Schunemann
Música Sacolé de Pus
Felipe Chagas
Direção de fotografia Leandro Sagguy
Ivo Schergl Jr.
Xandy Valles
Edição Evandro Berlesi
Companhia(s) produtora(s) Alvoroço Filmes
Distribuição Elo Company
Lançamento 15 de março de 2020
Idioma português

Algo de errado não está certo é um filme brasileiro de 2020 escrito e dirigido por Evandro Berlesi.[1]

O filme foi produzido através do projeto de cinema independente Alvoroço realizado na cidade de Alvorada, no Rio Grande do Sul, que consiste em produzir filmes de baixo orçamento com a população alvoradense, com equipe, elenco e trilha sonora local. O projeto também é rodado em outras cidades, no caso deste 6º longa, ocorreram gravações em Canoas e Porto Alegre, contando também com participações de atores consagrados como Nelson Freitas, Werner Schunemann, Danny Gris e do comediante Rogério Morgado. [2][3] [4] [5][6] [7]

EnredoEditar

Os detetives Walter Biombo e Tony Dodoy estão investigando o misterioso assassinato do motorista de Uber, Deoclécio Bacia, vítima da “síndrome de Silvio Santos” (não consegue parar de imitar o apresentador). Porém, o que aparentemente parecia ser um crime banal de suicídio passional em legítima defesa, começa a complicar quando surgem misteriosas mortadelas que indicam trata-se de uma conspiração dos alienígenas do passado no pretérito perfeito da obra do shopping de Alvorada.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

O filme foi realizado sem orçamento. Ninguém recebeu cachê. Calcula-se que os pequenos gastos não ultrapassaram o valor de 15 mil reais. Algo de errado não está certo foi o sexto longa-metragem gravado pelo projeto Alvoroço em Alvorada. O primeiro foi Dá um tempo! (2008), o segundo Eu odeio o Orkut (2011), o terceiro Eu odeio o Big Bróder (2013), o quarto O maníaco do Facebook (2016) e o quinto Cidade Dormitório (2018). O filme está em fase de avaliações comerciais. A produção só foi possível devido a um apoio da empresa Naymar Infraestrutura Audiovisual que disponibilizou equipamentos de iluminação para o projeto. E a finalização da obra também contou com uma campanha bem sucedida de crowdfunding. [8] [9]

Referências

  1. «Lançamento do filme com 5 mil pessoas». 20 de março de 2020 
  2. «Participações de famosos». Diário Gaúcho. 2 de novembro de 2019 
  3. «Rogério Morgado em Alvorada». Portal Alvoradense. 1 de julho de 2019 
  4. «Lançamento do filme». Roger Lerina. 15 de março de 2020 
  5. «Novo filme de Evandro Berlesi». 11 de março de 2020 
  6. «Nelson Freitas grava filme em Alvorada». 26 de julho de 2019 
  7. «Werner Schunemann na última diária do filme». 1 de novembro de 2019 
  8. «Exibição na praça». 13 de março de 2020 
  9. «Alvoroço lança crowdfunding». 14 de junho de 2019