Alice's Restaurant

filme de 1969 dirigido por Arthur Penn
Disambig grey.svg Nota: Se procura a canção, veja Alice's Restaurant (canção). Se procura o álbum, veja Alice's Restaurant (álbum).

Alice's Restaurant
O restaurante de Alice (PRT)
Deixem-nos viver (BRA)
 Estados Unidos
1969 •  cor •  111 min 
Direção Arthur Penn
Roteiro Arlo Guthrie
Venable Herndon
Arthur Penn
Elenco Arlo Guthrie
Pat Quinn
James Broderick
Pete Seeger
Lee Hays
Género comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Alice's Restaurant (br: Deixem-nos viver[1]) /pt: O restaurante de Alice) é um filme de 1969 adaptado de uma canção de Arlo Guthrie.[2] A canção é a obra mais famosa de Guthrie, um blues baseado em uma história real que começou no dia de Ação de Graças de 1965.[3] O filme reproduz os acontecimentos da canção, além de outras cenas.[4]

ElencoEditar

  1. Arlo Guthrie - Arlo Guthrie
  2. Pat Quinn - Alice Brock
  3. James Broderick - Ray Brock
  4. Pete Seeger - Pete Seeger
  5. Lee Hays - Lee Hays
  6. Michael McClanathan - Shelly
  7. Geoff Outlaw - Roger Crowther
  8. Tina Chen - Mari-chan
  9. Kathleen Dabney - Karin
  10. William Obanhein - William Obanhein
  11. Seth Allen - Evangelista
  12. Monroe Arnold - Blueglass
  13. Joseph Boley - Woody Guthrie
  14. Vinnette Carroll - Palhaço
  15. Sylvia Davis - Marjorie Guthrie
  16. Simm Landres - Detetive Jacob ou Jake
  17. Eulalie Noble - Ruth
  18. Louis Beachner - Dean
  19. Donald Marye - Diretor do funeral
  20. Shelley Plimpton - Reenie
  21. M. Emmet Walsh - Sargento do grupo W
  22. Ronald Weyand - Policial
  23. Eleanor Wilson - Landlady
  24. Simon Deckard - Médico
  25. Thomas DeWolfe - Garçom
  26. Judge James Hannon - Juiz James Hannon
  27. Graham Jarvis - Professor de música
  28. John Quill - Policial
  29. Frank Simpson - Sargento
  30. Alice Brock - Suzy.[5]

SinopseEditar

Em 1965, o jovem músico novaiorquino Arlo busca escapar do alistamento militar para a Guerra do Vietnã matriculando-se em um conservatório musical na distante Montana. Seu cabelo comprido e atitude hippie lhe causam problemas com a polícia e moradores locais e ele acaba por voltar para casa depois que seus professores não aceitam que toque música moderna. Seu pai, o famoso cantor folk Woody Guthrie, está no hospital sofrendo de uma doença degenerativa e ele vai visitá-lo. Alí está também o cantor Pete Seeger e os dois tocam juntos no quarto.

Arlo sai do hospital e vai ao encontro de um casal amigo seu, a ex-bibliotecária Alice e o motociclista veterano Ray Brock. Eles lhe mostram seu novo lar, uma antiga igreja em Great Barrington, Massachusetts, no qual constroem um abrigo chamado de Congregação Triângulo, destinado a ajudar adolescentes hippies e outros tipos boêmios e desajustados. Arlo revê também seu amigo de escola Roger e o artista e motociclista Shelley, um ex-viciado em heroína. Além da igreja, Alice inaugura um restaurante próximo a Stockbridge. Frustrada com as atitudes liberais de Ray, Alice tem um caso com Shelley e depois os deixa para visitar Arlo em Nova Iorque. Ray e Alice se reconciliam, o que não é aceito por Shelley, e todos se reúnem na congregação para comemorarem o "Dia de Ação de Graças" .

Nesse ponto o filme segue a canção que inspirou o roteiro: Após o jantar do feriado, Arlo pega sua kombi vermelha e junta o lixo acumulado no local e o transporta para o lixão da cidade. É impedido pois o acesso ao local foi fechado devido ao feriado. Ao avistar um outro lugar ele despeja o lixo mas é denunciado às autoridades. O "Oficial Obie" (interpretado pelo próprio chefe de polícia William Obanhein, que participou do caso real narrado na canção), prende Arlo enquanto os homens tiram 27 fotos do "crime".

Depois de encerrado o caso, Arlo inicia um namoro com uma garota asiática de nome Mari-chan. Ele finalmente é convocado para o alistamento militar em Nova Iorque e inicia uma série de procedimentos médicos, psicológicos e físicos narrados por ele de forma a acentuar o surrealismo da situação.

Referências

  1. Epipoca. «Deixe-nos Viver». Consultado em 6 de outubro de 2009. Arquivado do original em 16 de julho de 2007 
  2. IMDB. «Alice's Restaurant» (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2009 
  3. National Public Radio. «Arlo Guthrie, Remembering 'Alice's Restaurant'» (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2009 
  4. IMDB. «Plot Summary for Alice's Restaurant» (em inglês). Consultado em 6 de outubro de 2009 
  5. Epipoca. «Ficha técnica». Consultado em 6 de outubro de 2009 [ligação inativa]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.