Alija Izetbegović

primeiro presidente da Bósnia e Herzegovina

Alija Izetbegović (no alfabeto cirílico: Алија Изетбеговић; AFI[alija izɛtbɛɡɔʋitɕ]; Bosanski Šamac, 8 de agosto de 1925Sarajevo, 19 de outubro de 2003) foi um ativista, advogado, escritor, filósofo e político bósnio. Em 1990 tornou-se o primeiro presidente da Bósnia e Herzegovina, cargo que ocupou até 1996, quando passou a fazer parte da Presidência da Bósnia e Herzegovina, onde ficou até 2000. É autor de diversos livros, como Islã entre Ocidente e Oriente e a Declaração Islâmica.[1]

Alija Izetbegović
1.º Presidente da Presidência da Bósnia e Herzegovina
Período 14 de fevereiro a 14 de outubro de 2000
Antecessor(a) Ante Jelavić
Sucessor(a) Živko Radišić
Período 20 de dezembro de 1990
a 13 de outubro de 1998
Antecessor(a) Obrad Piljak (Presidente da Presidência Socialista)
Sucessor(a) Živko Radišić
Dados pessoais
Nascimento 8 de agosto de 1925
Šamac, Reino da Iugoslávia
Morte 19 de outubro de 2003
Sarajevo, Bósnia e Herzegovina
Cônjuge Halida Repovac ​(M. 1949)
Partido SDA

Izetbegović ganhou as eleições de 1990 como candidato do Partido da Ação Democrática. Como presidente da República, tentou manter a Bósnia e Herzegovina como uma república monoétnica independente, mas não conseguiu evitar a guerra civil que eclodiu em 1992.

Em 21 de novembro de 1995, assinou um acordo de paz em Dayton (Estados Unidos) com os presidentes da Croácia e da Sérvia.

Referências

  1. Binder, David (20 de outubro de 2003). «Alija Izetbegovic, Muslim Who Led Bosnia, Dies at 78». New York Times 
  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Alija Izetbegović