Aliteração

A Aliteração é uma sequência de palavras com a mesma relação semântica [1] onomatopaicos [2] A aliteração vem sendo considerada recurso fônico de intensificação.[3]

A aliteração é usada como recurso de estilo em poesia que possibilita em certas poesias antigas reconstituir uma pronúncia que desapareceu na transcrição.[4]

Exemplos de aliteração: O rato roeu a roupa do rei de Roma. Essa frase tão conhecida é um exemplo claro de aliteração. Nela temos a repetição do som do R no início das palavras, outro exemplo: Três pratos de trigo para três tigres tristes. Essa frase tão conhecida é um exemplo claro de aliteração. Nela temos a repetição do som do T no início das palavras.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Marcelo Rsenthal. Gramática para concursos 3a ed. [S.l.]: Campus. p. 421. ISBN 978-85-352-2489-4 
  2. Renato Aquino (2007). Gramatica Objetiva Da Lingua Portuguesa. [S.l.]: Elsevier. p. 417. ISBN 978-85-352-2341-5 
  3. Enéas Martins de Barros (1988). Estudos de gramática e literatura. [S.l.]: Editora Atlas. ISBN 978-85-224-0328-8 
  4. Dicionário de Lingüística. [S.l.]: Editora Cultrix. 2007. p. 40. ISBN 978-85-316-0123-1