Abrir menu principal

Almiro Maia de Loureiro CvCCvAMPBSMPCE (Lisboa, 21 de setembro de 1897 - Lisboa, 7 de setembro de 1965[1]) foi um militar, desportista, dirigente desportivo, político e publicista português.[2][3]

BiografiaEditar

Era filho de Benjamim Maia de Loureiro (Viseu, Ribafeita, 21 de fevereiro de 1865 - ?), Tenente-Coronel, Comendador da Ordem Militar de Avis a 15 de fevereiro de 1919, Comendador da Ordem Militar de Cristo a 17 de maio de 1919 e Comendador da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada a 28 de junho de 1919,[4] e de sua mulher Ângela Ferreira Figueiroa (Porto, São Nicolau, 4 de setembro de 1868 - ?) e sobrinho paterno de Samuel Maia.

Frequentou e concluiu o curso do Colégio Militar, entre 1908 e 1915. Assentou Praça no Regimento de Cavalaria N.° 2, a 23 de julho de 1915. Frequentou, no ano letivo de 1915-1916, na Universidade de Coimbra, sendo já Primeiro-Sargento-Cadete, os preparatórios para a antiga Escola de Guerra, concluindo o curso da mesma Escola em maio de 1917.[2][3]

Foi promovido a Alferes no Regimento de Caçadores N.° 2, onde já era Aspirante a Oficial da Arma de Cavalaria, a 13 de julho de 1917, seguindo para a Província de Moçambique, como Expedicionário Combatente da Primeira Guerra Mundial, donde regressou a 15 de janeiro de 1919.[2][3]

Promovido a Tenente em dezembro de 1921, foi nesse mesmo posto nomeado, em março de 1922, para exercer o cargo de Ajudante de Campo do General Vice-presidente do Conselho Tutelar do Exército de Terra e Mar.[2][3]

Foi colocado novamente no Regimento de Cavalaria N.° 2, em agosto de 1923, e promovido a Capitão, ainda na mesma Unidade, em setembro de 1930.[2][3]

Colocado na Polícia de Segurança Pública de Lisboa, em março de 1931, como Comandante da 3.ª Divisão, acumulou este cargo com o de Comandante da Polícia de Trânsito, desde 1932, cargo que ainda exercia em 1947.[2][3]

Passou à situação de reserva militar em março de 1939, por ter optado pelo serviço na Polícia de Segurança Pública.[2][3]

Manter-se-ia na Polícia até 1957, altura em que deixou o serviço da Polícia de Segurança Pública a 31 de maio de 1957, e assume um segundo mandato na Presidência da Direção da Federação Portuguesa de Futebol, cargo que exerce desde 14 de setembro de 1957 e exercia em 1959.[3][5]

Possuía diversos louvores e condecorações por serviços distintos prestados à Pátria, ao Exército e à Ordem Pública, na Expedição de Moçambique, e em vários serviços do Exército, da Polícia de Segurança Pública, etc:[6][3]

Dedicou grande parte da sua atividade à causa dos desportos em Portugal, que lhe deve muitos e valiosos serviços, tendo desempenhado, entre outros, os seguintes cargos, nos quais a sua dedicação ao desporto também se encontra expressa: [7][3]

Publicou: [7][3]

Em 1938, pronuncia uma comunicação ao I Congresso Nacional de Futebol, em que pinta um quadro negro sobre as condições dos campos de futebol em Portugal.[3]

Em 1942, ingressa na Câmara Corporativa. É Procurador pelas Federações Desportivas, e apenas exerce funções na III Legislatura, até 1946.[7][3]

Colaborou em jornais desportivos, na "Revista da Polícia", etc.[7][3]

Referências

  1. Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 7 Actualização. 390 
  2. a b c d e f g Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 15. 955 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab Manuel Braga da Cruz e António Costa Pinto (Lisboa, 2005). Dicionário Biográfico Parlamentar (1935-1974). [S.l.]: co-edição Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e Assembleia da República. pp. Vol. IV. 858  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Benjamim Maia Loureiro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  5. Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 40 (Apêndice). 69 
  6. Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 15. 955-6 
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s Vários. Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira. [S.l.]: Editorial Enciclopédia, L.da. pp. Volume 15. 956 
  8. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Almiro Maia Loureiro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2 de maio de 2018 
  9. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Almiro Maia Loureiro". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 6 de fevereiro de 2016