Abrir menu principal

Wikipédia β

Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América

(Redirecionado de Alternativa Bolivariana para as Américas)
Disambig grey.svg Nota: Se procura a câmara dos deputados baiana, veja Assembleia Legislativa da Bahia. Se procura outros significados para a sigla ALBA, veja Alba.
'
Alianza Bolivariana para los Pueblos de Nuestra América – Tratado de Comercio de los Pueblos
Emblem of the Bolivarian Alliance for the Americas.png
Emblem of the Bolivarian Alliance for the Americas.png

Localização da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos

Membros da ALBA-TCP.
Cidade mais populosa Caracas
Língua oficial Espanhol, Inglês, Quíchua, Aimará e Guarani.
Governo Organização internacional
Fundação  
 - Acordo Cubano-Venezuelano[1] 14 de dezembro de 2004[1] 
 - Tratado de Comércio dos Povos 29 de abril de 2006 
Área  
 - Total 2 625 829 km² 
População  
  73 453 238 hab. 
 - Densidade 27,97 hab./km² 
PIB (base PPC) Estimativa de 2008
 - Total US$ 669 206 bilhão (21.º)
 - Per capita US$ 9 110 64 (82.º)
Moeda SUCRE[2]
Fuso horário -4 a -6
Cód. Internet
Website governamental www.alianzabolivariana.org

A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (do espanhol Alianza Bolivariana para los Pueblos de Nuestra América – Tratado de Comercio de los Pueblos) ou simplesmente ALBA (anteriormente Alternativa Bolivariana para as Américas)[3] é uma plataforma de cooperação internacional baseada na ideia da integração social, política e econômica entre os países da América Latina e do Caribe.

Fortemente baseada na cooperação latino americana em que visa a redução de desigualdades sociais, e ao contrário de acordos de comércio livre como a Área de Livre Comércio das Américas (ou ALCA, uma proposta de mercado comum para as Américas que foi defendida pelos Estados Unidos durante a década de 1990), a ALBA-TCP representa uma tentativa de integração económica regional que não se baseia essencialmente na liberalização comercial, mas em uma visão de bem-estar social, troca e de mútuo auxílio econômico. Os países membros da ALBA-TCP discutem a introdução de uma nova moeda regional, o SUCRE.[2] Em 24 de junho de 2009, o bloco foi rebatizado para Aliança Bolivariana para as Américas, em substituição ao Alternativa original.[3]

Índice

HistóriaEditar

Foi constituída na cidade de Havana, capital de Cuba, em 14 de dezembro de 2004, como um acordo entre Venezuela e Cuba, tendo as assinaturas dos presidentes de ambos países na época, Hugo Chávez e Fidel Castro.[1] Este início deu-se pela colaboração de Cuba ao enviar médicos para ajudar no território venezuelano e pela colaboração da Venezuela ao abastecer Cuba com seu petróleo.

Em 29 de abril de 2006, a Bolívia (tendo Evo Morales como seu presidente) somou-se ao grupo a partir do Tratado de Comércio dos Povos, termo que foi acrescentado ao nome oficial do bloco, que resultou na sigla ALBA-TCP.

Atualmente a ALBA-TCP é composta por oito países, sendo que quatro deles possuem governos de cunho socialista. Além de Venezuela, Cuba, Bolívia, aderiram ao bloco: Nicarágua, Dominica, Equador, Antigua e Barbuda e São Vicente e Granadinas.[3][4]

MembrosEditar

Ban BrA Nome comum Nome oficial Data de adesão
 
Antígua e Barbuda Antígua e Barbuda 24 de junho de 2009
 
Bolívia Estado Plurinacional da Bolívia 29 de abril de 2006
 
Cuba República de Cuba 14 de dezembro de 2004
  Dominica Comunidade da Dominica 20 de janeiro de 2008
 
Equador República do Equador 24 de junho de 2009
 
Nicarágua República da Nicarágua 23 de fevereiro de 2007
  São Vicente e Granadinas São Vicente e Granadinas 24 de junho de 2009
 
Venezuela República Bolivariana da Venezuela 14 de dezembro de 2004
ALBA-TCP Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América –
Tratado de Comércio dos Povos
14 de dezembro de 2004

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Alba: caminho real para a integração - Agência IPI, 27 de Dezembro de 2004
  2. a b Comisión del ALBA aprobó el Sucre como moneda común - TeleSURtv.net, 15 de abril de 2009
  3. a b c ALBA pasa a ser Alianza Bolivariana de los Pueblos de América - Venezoelana de Televisión, 24 de junho de 2009
  4. DECLARACIÓN DE LA VI CUMBRE EXTRAORDINARIA DEL ALBA – TCP - Site Oficial da ALBA-TCP, 24 de junho de 2009

Ligações externasEditar