Alto Minho

sub-região NUTS 3 de Portugal

O Alto Minho é uma sub-região portuguesa situada no noroeste do país, pertencendo à Região do Norte. Com uma extensão total de 2.219 km2[1] e 231.293 habitantes[2] em 2021, tem uma denisdade populacional de 104 habitantes por km2. É a 19° sub-região mais extensa, a 15° sub-região mais populosa e a 11° sub-região mais densa do país.

Alto Minho
  Sub-região  
Horizonte de Alto Minho
Localização
C.I. Alto Minho.png
Portugal
Administração
Sede Rua Bernardo Abrunhosa, n.º 105, 4900-309 Viana do Castelo
Manoel Batista Calçada Pombal
Características geográficas
Área total 2,219 km²
População total (2021) 231 293 hab. hab.
Densidade 104 hab./km²
Fuso horário GMT
Sítio http://www.cim-altominho.pt

Está compostada por dez municípios e 208 freguesias[3], sendo a cidade de Viana do Castelo a cidade administrativa e o principal núcleo urbano da sub-região. Com 25.158 habitantes na sua área urbana e 85.784 habitantes em todo o município é a maior cidade e o maior município do Alto Minho. A sub-região é limitada a norte e a leste com a Galiza (Espanha), a sul com o Cávado e a oeste com o Oceano Atlântico.

MunicípiosEditar

DemografiaEditar

HabitantesEditar

Através dos Censos de 2021, o Alto Minho registou 231.293 habitantes[2], mais 881 habitantes comparado com o ano de 2019, aonde se registou 230.412 habitantes. Os dados mostram, que é a primeira vez desde 2009 que a população da sub-região veio a registar um aumento em dois anos, já que desde 2009, aonde se registaram 246.690 habitantes, veio a diminuir até 2019.

Número de habitantes do Alto Minho, cada 2 anos[2]
Ano 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021
Habitantes 246.690 244.149 240.134 236.270 232.178 230.412 231.293
Diferença –2.541 –4.015 –3.864 –4.092 –1.766 +881

MunicípiosEditar

O município de Viana do Castelo é o maior município em termos de habitantes, com mais de 85 mil habitantes, a seguir do município de Ponte de Lima com mais de 40 mil habitantes, o município de Arcos de Valdevez com mais de 20 mil habitantes, o município de Monção com mais de 17 mil habitantes e o município de Caminha com mais de 15 mil habitantes.[2]

Número de habitantes de cada município do Alto Minho[2]
Município Habitantes (2021)
Viana do Castelo 85.784
Ponte de Lima 41.169
Arcos de Valdevez 20.720
Monção 17.818
Caminha 15.800
Valença 13.625
Ponte da Barca 11.049
Vila Nova de Cerveira 8.923
Paredes de Coura 8.632
Melgaço 7.773
Alto Minho 231.293

JovensEditar

11,2% da população do Alto Minho são jovens, tendo uma idade inferior aos 14 anos, estando 1,2 pontos percentuais abaixo da média regional com 12,3% e 1,7 pontos percentuais abaixo da média nacional com 12,9% da população sendo jovem. Os municípios com a maior percentagem de jovens do Alto Minho são Valença com 12%, Viana do Castelo e Ponte de Lima com ambos 11,9%, Vila Nova de Cerveira com 11,8% e Paredes de Coura com 11% da população com uma idade inferior aos 14 anos.[4]

Percentagem de jovens por município no Alto Minho[4]
Município Percentagem
Portugal 12,9%
Região do Norte 12,3%
Valença 12%
Viana do Castelo 11,9%
Ponte de Lima 11,9%
Vila Nova de Cerveira 11,8%
Alto Minho 11,2%
Paredes de Coura 11%
Caminha 10,9%
Ponte da Barca 10,4%
Monção 9,6%
Arcos de Valdevez 9,3%
Melgaço 7,4%

IdososEditar

28,1% do população do Alto Minho são idosos, tendo uma idade superior aos 65 anos, estando 5,5 pontos percentuais acima da média regional com 22,6% e 4,7 pontos percentuais acima da média nacional com 23,4% da população sendo idoso. Os municípios com a maior percentagem de idosos do Alto Minho são Melgaço com 42,5%, Arcos de Valdevez com 36%, Monção com 34,1%, Paredes de Coura com 30,8% e Ponte da Barca com 30,1% da população com uma idade superior aos 65 anos.[4]

Percentagem de idosos por município no Alto Minho[4]
Município Percentagem
Melgaço 42,5%
Arcos de Valdevez 36%
Monção 34,1%
Paredes de Coura 30,8%
Ponte da Barca 30,1%
Caminha 29,5%
Alto Minho 28,1%
Vila Nova de Cerveira 27%
Valença 26,5%
Viana do Castelo 25,1%
Ponte de Lima 24,5%
Portugal 23,4%
Região do Norte 22,6%

EconomiaEditar

Principais sectores empregadoresEditar

Os sectores com mais trabalhadores é a indústria transformadora, com 27% de todos os trabalhadores empregados no Alto Minho, seguido pelo comércio com 17,4%, da construção com 13% e alojamentos e restauração com 8,5%.

DesempregoEditar

Dado aos dados dos Censos 2021, a taxa de desemprego situava-se no ano de 2020 nos 4,2%, 2% abaixo da média regional do Norte, que situava se nos 6,2% e 1,6% abaixo da média nacional, que se situava nos 5,8%. Metade dos dez municípios registaram uma taxa de desemprego acima da média do Alto Minho, Valença com a taxa mais elevada com 6,6%.[5]

Poder de CompraEditar

O poder de compra do Alto Minho situou-se nos 80,5, abaixo da média regional do Norte com 93, com Portugal a 100. Só o município de Viana do Castelo ultrapassou a média do poder de compra do Alto Minho e a média regional com 93,8.

SaláriosEditar

O ganho médio mensal no Alto Minho em 2019 foi de 1.013,30€, abaixo da média de 1.100,40€ registado na região Norte e abaixo da média nacional de 1.206,30€. Só os municípios de Vila Nova de Cerveira e Valença ultrapassam a média do ganho mensal do Alto Minho com 1.086,10€ e 1.114,70€.[6]

InfraestruturasEditar

Auto-estradasEditar

O Alto Minho está servida por x auto-estradas

Estradas NacionaisEditar

  • N13 liga Porto a Valença

FerroviaEditar

A linha do Minho é a principal ligação ferroviária do Alto Minho, que liga os municípios de Valença, Vila Nova de Cerveira, Caminha e Viana do Castelo com as localidades dentro dos municípios. As ligações ferroviárias são feitas pela CP Regional, ligando Valença com Viana do Castelo e tem uma frequência de duas em duas horas. Existem também ligações de Interregionais e Intercidades, ambos geridas pela CP, que ligam o Alto Minho com o Porto, através de um tempo de percurso reduzido devido as paragens, Aveiro, Coimbra, Figueira da Foz e Lisboa.

A linha do Minho continuava até Monção, más a linha foi encerrada a partir de Valença em 1990.

EducaçãoEditar

Existem 114 escolas pré-escolares, 85 escolas do primeiro ciclo, 26 escolas do segundo ciclo, 33 escolas do terceiro ciclo e 32 escolas secundárias. Ainda existem oito escolas superiores do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, com escolas nas áreas na gestão, tecnologia, saúde, educação, agricultura, ciência e desporto.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Instituto Geográfico Português, Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013 Arquivado em 9 de dezembro de 2013, no Wayback Machine. (ficheiro Excel zipado)
  2. a b c d e INE (2021). «População do Alto Minho» 
  3. Diário da República, Reorganização administrativa do território das freguesias, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I.
  4. a b c d «Conheça o seu Município». www.pordata.pt. Consultado em 6 de dezembro de 2021 
  5. «Conheça o seu Município». www.pordata.pt. Consultado em 6 de dezembro de 2021 
  6. «Conheça o seu Município». www.pordata.pt. Consultado em 6 de dezembro de 2021 
  7. «Conheça o seu Município». www.pordata.pt. Consultado em 6 de dezembro de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.