Abrir menu principal

Amabel Hume-Campbell, 1.ª Condessa de Grey

Amabel Yorke
Retrato de Amabel e sua irmã, Mary, por Joshua Reynolds.
Condessa de Grey de Wrest
Reinado 5 de outubro de 18164 de maio de 1833
Sucessor(a) Thomas de Grey, 2.° Conde de Grey
Baronesa Lucas
Reinado 10 de janeiro de 17974 de maio de 1833
Predecessor Jemima Yorke, 2.° Marquesa Grey
Sucessor Thomas de Grey, 2.° Conde de Grey
 
Cônjuge Alexander Hume-Campbell
Nascimento 22 de janeiro de 1751
Morte 4 de maio de 1833 (82 anos)
  St. James's Square, Westminster, Londres, Inglaterra
Enterro Mausoléu de Grey, Igreja Flitton, Bedfordshire, Inglaterra
Pai Philip Yorke, 2.° Conde de Hardwicke
Mãe Jemima Yorke, 2.° Marquesa Grey

Amabel Hume-Campbell, 1.ª Condessa de Grey de Wrest (nascida Amabel Yorke; 22 de janeiro de 17514 de maio de 1833)[1][2] foi uma aristocrata, artista e escritora de diários britânica. Ela foi a 5.° Baronesa Lucas e 1.° Condessa de Grey de Wrest. Pelo seu casamento com Alexander Hume-Campbell, Senhor Polwarth, foi também senhora Polwarth.

FamíliaEditar

Amabel foi a filha primogênita de Philip Yorke, 2.° Conde de Hardwicke e de Jemima Yorke, 2.ª Marquesa Grey. Os seus avós paternos eram Philip Yorke, 1.° Conde de Hardwicke e Margaret Cocks. Os seus avós maternos eram John Campbell, 3.° Conde de Breadalbane e Holland e Amabel Grey.

Ela teve uma irmã mais nova, Mary Jemima, esposa de Thomas Robinson, 2.° Barão Grantham.

BiografiaEditar

Amabel foi criada e educada na casa dos pais em Wrest Park, em Bedfordshire, pela qual tinha uma afeição especial,[3] e também na casa deles em St. James's Square, na cidade de Londres. Ela amava livros desde os 5 anos de idade.

Amabel, aos 21 anos de idade, casou-se com Alexander Hume-Campbell, de 27 anos, no dia 16 de julho de 1772. Ele era filho de Hugh Hume-Campbell, 3.° Conde de Marchmont e de Elizabeth Crompton.

O casal não teve filhos. Em 20 de maio de 1776, Alexander tornou-se barão Hume de Berwick.[4]

Durante o seu casamento, Amabel morava em casas alugadas em Bedforshire. Mais tarde, adquiriu uma vila em Putney.[3]

Após a morte de sua mãe, ela sucedeu como a 5.° Baronesa Lucas de Crudwell, no condado de Wiltshire. Entretanto, a baronesa não pôde suceder como Marquesa Grey devido a sua extinção na linhagem masculina, e em seu lugar foi criado para ela o título e Condessa de Grey de Wrest, em 25 de outubro de 1816. [2]

Ela aprendeu sobre arte e desenho com Alexander Cozens e James Basire, e sobre gravura com James Bretherton.[3] Ela também tornou-se uma autora de diários, escrevendo principalmente sobre a Revolução Francesa, além de escrever sobre histórias de fadas e realizar tradução de Francisco Petrarca. [3]

A condessa também fez sete esboços de Wrest e Wimpole para um jantar da imperatriz Catarina, a Grande.[3]

Amabel administrava Wrest Park com o auxílio de seu sobrinho, Thomas, mais tarde seu sucessor.[3]

A condessa faleceu em St. James's Square, no dia 4 de maio de 1833, aos 82 anos de idade.[2] Ela foi enterrada no Mausoléu de Grey, em Bedfordshire.

Em dezembro de 1917, mais de 4.000 de suas gravuras, parte da coleção da família, foram doadas para o Museu Britânico.[2][5]

Referências