Abrir menu principal
Amada enemiga
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 min. (aprox.)
Criador(es) Inés Rodena
País de origem  México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Sergio Cataño
José Acosta
Produtor(es) Carlos Sotomayor
Rafael Urióstegui
Elenco Dominika Paleta
Susana Dosamantes
Guillermo Murray
Enrique Ibáñez
Mauricio Aspe
Cecilia Gabriela
ver todos
Tema de abertura "Amada Enemiga"
(exibição original)[1]

"Desesperadamente Enamorado" por Jordi
(apenas nos EUA)[1][2]

Exibição
Transmissão original 18 de agosto de 1997 - 5 de dezembro de 1997
N.º de episódios 80
Cronologia
Gente Bien
Mi pequeña traviesa

Amada enemiga foi uma telenovela mexicana produzida por Carlos Sotomayor e Rafael Urióstegui para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 18 de agosto e 5 de dezembro de 1997. A trama é um remake da telenovela Mi rival, com história original de Inés Rodena. Foi protagonizada por Dominika Paleta, Enrique Ibáñez e Susana Dosamantes e antagonizada por Guillermo Murray.

SinopseEditar

Regina está muito tempo casada com um homem que tem vários anos a mas que ela. A pesar de terem um matrimonio sereno e feliz, Regina sonha com uma grande paixão. Em uma viagem de negócios para Miami ela conhece Samuel, um homem bem mas novo que ela, imediatamente eles mantém um breve mas tórrido romance.

Ao regressar ao México, Regina descobre horrorizada que Samuel foi contratado para trabalhar na empresa de seu marido. O pior acontece quando a filha de Regina, Jessica, se apaixona pelo novo empregado.

Para salvar a reputação de Regina, Samuel decide se casar com a jovem Jessica. Pouco a pouco, ele vai se apaixonando pela sua esposa, mas logo que ela perde o bebê que esperava, os médicos dizem que ela não poderá engravidar nunca mais.

Então Regina oferece seu ventre para poder dar um filho a sua "amada enemiga". No entanto o marido de Regina, supostamente morto, reaparece criando novas complicações nessa história.

ElencoEditar

Temas de AberturaEditar

Referências

  1. a b c d WikiZero. «Amada enemiga». Consultado em 14 de setembro de 2019 
  2. a b Academic. «Amada enemiga». Consultado em 13 de setembro de 2019 

Ligações externasEditar