Abrir menu principal

Amante Muito Louca

filme de 1973 dirigido por Denoy de Oliveira
Amante Muito louca
Cartaz de Ziraldo para o filme
 Brasil
1973 •  cor •  95 min 
Direção Denoy de Oliveira
Roteiro Fernanda Ferraz / Denoy de Oliveira
Elenco Tereza Raquel
Cláudio Corrêa e Castro
Stepan Nercessian
Jô Soares
Carvalhinho
Género comédia
Idioma língua portuguesa
Página no IMDb (em inglês)

Amante Muito Louca é um filme brasileiro de 1973, do gênero comédia, dirigido por Denoy de Oliveira.[1]

Apesar do estilo pornochanchada, é uma comédia de costumes muito bem realizada e premiada, uma sátira cruel e bem-humorada da classe média brasileira do início dos anos 70.

SinopseEditar

Conta a história de um gerente bancário, com uma esposa submissa e dois filhos adolescentes vagabundos. Ele possui um "fusca" e uma casa na praia, e também uma amante completamente maluca. O gerente entra em desespero quando, durante as férias na praia, a amante resolve ir atrás dele e acaba se envolvendo com seu filho.

ElencoEditar

Principais prêmios e indicaçõesEditar

Festival de Gramado 1974

  • Venceu nas categorias de Melhor Atriz (Tereza Raquel) e Melhor Direção[1]
  • Stepan Nercessian recebeu o Prêmio Especial do Júri e prêmio de Ator Revelação[1]
  • Prêmio da Crítica de Melhor Filme[1]

Prêmio Governador do Estado de São Paulo 1975

  • Prêmio de Melhor Direção[1]

Prêmio Coruja de Ouro 1973 (INC)

  • Melhor Atriz: Tereza Rachel[1]

Troféu APCA 1975 (APCA)

  • Venceu nas categorias de Melhor Diretor e Melhor Cenografia[1]
  A Wikipédia tem o portal:

Referências

  1. a b c d e f g «Amante Muito Louca». Cinemateca Brasileira. Consultado em 24 de agosto de 2018 
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.