Amaro Gomes Coutinho

político brasileiro
Amaro Gomes Coutinho
Nascimento Paraíba
Cidadania Brasil
Ocupação político
Causa da morte enforcamento

Amaro Gomes Coutinho (Paraíba, c.1774Recife, 21 de agosto de 1817), foi um revolucionário brasileiro. Era coronel do regimento miliciano de brancos.[1]

BiografiaEditar

Era rico proprietário de terras, filho do coronel Amaro Gomes da Silva Coutinho e cunhado do também revolucionário e futuro senador do Império Estêvão José Carneiro da Cunha.[2]

Foi o principal chefe da Revolução Pernambucana (1817) na Paraíba.[3] Iniciou o levante em Itabaiana e logo ganhou a capital, a 16 de março.

Derrotado o movimento pelas tropas governistas, e após a rendição, foi detido e enforcado no Recife em 21 de agosto de 1817, juntamente com seus companheiros Francisco José da Silveira e José Peregrino Xavier de Carvalho,[4] Posteriormente foram esquartejados, e os membros amputados foram distribuídos e expostos em pontos estratégicos em João Pessoa, onde ficaram expostos.[5]

Referências


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.