Amazonas Futebol Clube

O Amazonas Futebol Clube (também chamado de Amazonas FC, ou simplesmente Amazonas) é um clube de futebol brasileiro, sediado em Manaus, capital do estado do Amazonas. Tem como mascote oficial a Onça-pintada e como cores oficiais o Amarelo e o Preto.

Amazonas
AmazonasFC.png
Nome Amazonas Futebol Clube
Alcunhas Onça Pintada da Zona Leste
Aurinegro Amazonense
Torcedor(a)/Adepto(a) Amazonense
Mascote Onça-pintada
Fundação 23 de maio de 2019 (3 anos)
Estádio Estádio Municipal Carlos Zamith

Arena da Amazônia

Capacidade 5,000

44,000

Localização Manaus, Brasil
Presidente Wesley Couto dos Santos
Treinador(a) Rafael Lacerda
Material (d)esportivo SJ Sports
Competição Campeonato Amazonense
Copa do Brasil
Brasileirão - Série C
Ranking nacional Campeonato Amazonense
Brasileirão - Série C
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

HistóriaEditar

O Amazonas teria sido idealizado por volta de 2017, dois anos antes de sua fundação, período em que foi planejado até sua fundação oficial em 23 de Maio de 2019. A ideia foi encabeçada por Wesley Couto, com a participação de pessoas como o então vereador de Manaus, Willian Abreu[1] e Roberto Peggy. Willian abreu teve passagem como diretor de futebol no Rio Negro[2] e Roberto Peggy foi presidente do Nacional no biênio 2017-18, [3] fazendo valer assim a continuada história dos clubes jovens de Manaus que sempre tem entre seus fundados integrantes de diretorias passadas de clubes tradicionais da capital. Além disso, os fundadores trouxeram para ser o primeiro diretor de futebol o ex-jogador Lecheva, que alternadamente esteve no clube de 2019 a 2021.[4]

Já na altura de sua fundação, o clube já apresentava-se estruturado com sede, alojamentos e local para treinos. Além disso, planejava a construção de seu próprio centro de treinamentos na Avenida Constantino Nery. Para aquele inicio audacioso, o clube planejava uma folha salarial modesta, de em torno de R$50 mil,[4] mas já fazendo ensaios de contratações audaciosas como a do jogador Juan.[5] O clube inicialmente teve uma política de investir em medalhões do futebol brasileiro, trazendo também nomes como Maikon Leite (em 2020),[6] Ibson[7] e Walter,[8] (em 2022).

Primeiros passos, a Série B estadual de 2019Editar

Fundado em 2019, o clube disputou a sua primeira competição oficial no mesmo ano, o Campeonato Amazonense de Futebol de 2019 - Segunda Divisão. O clube apresentou por meio de seu diretor de futebol e também técnico Lecheva o elenco com cerca de 30 jogadores, a maioria nomes conhecidos no futebol da região norte, além de jogadores oriundos do interior do estado.[9]

A estreia oficial aconteceu em 12 de Outubro de 2019, em partida realizada no Estádio Ismael Benigno onde venceu o Tarumã por 3 a 0.[10] O primeiro gol da história foi marcado pelo atleta Deivison, aos 25 minutos do 1º tempo. Coube a Ivanilson marcar o 2º e 3º gol aos 21 e 31 minutos do 2º tempo.[11]

Na sequência empatou em 0 a 0 com o Clíper, venceu o São Raimundo por 3 a 0 e fechou a fase regular batendo o Holanda pela expressiva marca de 6 a 1, garantindo assim seu acesso à Primeira Divisão estadual em seu ano de estreia.[12] Na final enfrentou o São Raimundo, e novamente venceu o adversário, desta vez por 3 a 1, assim se consagrando campeão amazonense da Segunda Divisão, entrando para o hall de equipes campeãs profissionais com menos de seis mêses de fundação.[13]

Série D 2022 - Primeira competição nacional e acessoEditar

Graças ao terceiro lugar geral no Campeonato Amazonense de Futebol de 2021 o Amazonas garantiu sua primeira participação em uma competição nacional, o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2022 - Série D. Na primeira fase o clube fez parte de um grupo regionalizado com outras 7 equipes.

A estreia nacionalEditar

A "Onça-pintada" fez sua primeira partida oficial fora do estado do Amazonas no dia 17 de Abril de 2022, quando viajou a Rio Branco, capital do Acre, para enfrentar o Humaitá. A partida foi disputada no estádio Arena da Floresta e foi vencida pelo aurinegro amazonense pelo placar de 1 a 0, com gol de Rafael Tavares aos 9 minutos do 2º tempo.[14] O clube venceu suas 4 primeiras partidas na competição, vindo quebrar a sequência com um empate na 5ª rodada em 2 a 2 com o conterrâneo São Raimundo, depois de chegar a estar vencendo por 2 a 0.[15] Sua única derrota na primeria fase foi na 11ª rodada, quando perdeu pelo placar de 2 a 1 para o Porto Velho, em Manaus, perdendo assim sua invencibilidade histórica em competições nacionais.[16]. O clube encerrou a primeira fase como líder do grupo com 9 vitórias, 4 empates e apenas 1 derrota.

Segunda FaseEditar

Na segunda fase o Amazonas enfrentou o Juventude-MA, classificado como 4º colocado do grupo A2. Apesar da evidente diferença de campanhas entre os dois, o clube maranhense mostrou seu valor, dificultando as coisas. Na primeira partida no modesto estádio Pinheirão, em São Mateus do Maranhão houve um empate em 0 a 0, trazendo a decisão da classificação para Manaus. No jogo de retorno, disputado no Estádio Municipal Carlos Zamith, a "onça-pintada" abriu o placar aos 11 minutos de jogo com Italo, mas a equipe maranhense conseguiu o empate aos 22 minutos. A partida seguiu assim até o final do tempo regulamentar, obtendo ares dramáticos, caminhando para uma disputa de pênaltis, quando no 5º minuto de acréscimo do 2º tempo, Italo novamente, marcou o gol heroico da classificação, fazendo assim 2 a 1 para o Amazonas.[17]

Terceira FaseEditar

Na terceira fase o clube aurinegro amazonense enfrentou o clube sergipano Lagarto e assim como na fase anterior a vida da "onça-pintada" se complicou. A partida de ida foi realizada no Estádio Barretão, em Lagarto; lá o Amazonas saiu na frente com Ruan, aos 44 minutos do 1º tempo, mas a equipe local empatou aos 26 minutos do 2º tempo.[18] Novamente a decisão se realizou em Manaus. A partida de volta foi realizada no Estádio Municipal Carlos Zamith; o Amazonas abriu o placar aos 20 minutos do 1º tempo com Italo, porem a equipe sergipana empatou nos acréscimos ainda do 1º tempo; parecia que ia se repetir o que acontecera na fase anterior, quando mais da metade do 2º tempo já havia decorrido com o resultado em 1 a 1, porem, aos 32 minutos da 2ª etapa, Italo novamente fez o gol da classificação; a partida se encerrou novamente com vitória do Amazonas por 2 a 1.[19]

Quartas de Final, a conquista do acessoEditar

O clube chegou nas Quartas de Final e estava enfim disputando o sonhado acesso nacional. É necessário lembrar que em caso de não conseguir o acesso, o Amazonas só voltaria a uma competição nacional possivelmente em 2024, já que não se qualificou para as competições de 2023. O adversário dessa vez foi a Portuguesa carioca, com o Amazonas chegando nesta fase como dono da melhor campanha geral.

A primeira partida foi disputada no tradicional Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro. Novamente a equipe amazonense saiu na frente, com um gol de pênalti batido por Rafael Tavares aos 18 minutos do 1º tempo. Os cariocas empataram aos 12 minutos do 2º tempo, e assim se encerrou a partida.[20]

A partida de volta foi novamente disputada no Estádio Municipal Carlos Zamith. Apesar de ser uma partida decisiva e de grande apelo de público, o clube levou a partida para o estádio acanhado primeiro por buscar uma identificação com a região onde este está situado, segundo por conta da falta de disponibilidade da Arena da Amazônia, que encontrava-se alocada para um show da banda Guns N' Roses. Diante de quase 7 mil presentes e 4.900 pagantes, o Amazonas mostrou no 1º tempo o melhor do seu futebol, dominando completamente o adversário, chegando a abrir 3 a 0 no placar. O primeiro gol saiu aos 7 minutos com Yuri, aos 20 minutos saiu o 2º com Rafa e finalmente aos 38 saiu o 3º com autoria de Ruan. O Amazonas levou a partida com tranquilidade até mais da metade do 2º tempo, quando saiu o primeiro gol da Portuguesa. Depois a partida ficou nervosa com a equipe carioca indo pra cima, mas, o resultado foi administrado pelos amazonenses, apesar de ainda tomarem um 2º gol nos acréscimos. Final de partida 3 a 2 pro Amazonas e acesso histórico garantido, em sua primeira participação em competição nacional, sendo o clube mais jovem a conseguir um acesso na atual pirâmide do futebol brasileiro.[21][22]

SemifinalEditar

Após conquistar o almejado acesso, o Amazonas se classificou às semifinais para buscar o título da competição, porem, a caminhada histórica da equipe amazonense parou por aí, enfrentando o clube mineiro Pouso Alegre a "onça-pintada" acabou sendo derrotada duas vezes pelo placar de 1 a 0. Com isso, o Amazonas terminou a competição com o 3º lugar geral, além disso fez a dobradinha com os dois maiores goleadores da competição, com os jogadores Ítalo e Rafael Tavares como artilheiros marcando com 11 gols marcados cada, além de ser o ataque mais positivo com 46 gols feitos, que lhe garantiu também o melhor saldo de gols, com saldo positivo de 26 gols.[23]

SímbolosEditar

EscudoEditar

O escudo da agremiação, assim como seu uniforme, foram concebidos por Roberto Peggy.[24] O escudo consta de um hexágono convexo irregular com três camadas alternadas em preto(1ª)-amarelo(2ª)-preto(3ª). Na terceira camada, de cor preta, um circulo engole parte da quarta camada que é amarela, esta que possui em sua parte superior um pentágono negro onde se encontra a inscrição Amazonas F.C. em cor branca. Há ainda seis faixas pretas sobre as quais está a cabeça de uma Onça-pintada. Abaixo deste escudo há um pequeno ramalhete dourado.

UniformesEditar

Em sua concepção original, o clube contou com uniformes confeccionados pela empresa JLobo. O padrão apresentado pelo Amazonas foi o seguinte:[25]

  • Primeiro uniforme - camisa, calção e meiões amarelos, com detalhes pretos;
  • Segundo uniforme - camisa, calção e meiões brancos, com detalhes amarelos e pretos;
  • Terceiro uniforme - camisa, calção e meiões pretos, com detalhes amarelos;
  • Primeiro uniforme de goleiro - camisa, calção e meiões azuis, com detalhes pretos;
  • Segundo uniforme de goleiro - camisa, calção e meiões vermelhos, com detalhes pretos;

CoresEditar

Apesar do nome, o Amazonas fugiu da combinação vermelho e azul, já adotada por outros clubes do estado como Fast Clube e Sul América, adotando assim como suas cores oficiais o amarelo, o branco e o preto, ganhando a alcunha de "aurinegro amazonense"

MascoteEditar

O Amazonas escolheu como mascote um animal que é um dos símbolos do seu estado: a Onça-pintada. Isso também se dá devido às suas cores.

RivalidadesEditar

O Amazonas é um dos clubes mais jovens do futebol amazonense e por isso, ainda não possui grandes rivais, uma vez que outros clubes ainda não possuem paginas de destaque em sua história. Porem, dentre todos há maior destaque, ao menos atual, nos confrontos com o São Raimundo. Contra o "Tufão da Colina" o aurinegro fez sua primeira final profissional no Campeonato Amazonense de Futebol de 2019 - Segunda Divisão onde venceu a decisiva por 3x1 e se sagrou campeão. Mais tarde, um novo enfrentamento decisivo, desta vez pelas Quartas de Final da Primeira Divisão de 2021 e desta vez quem levou a melhor foi o adversário: após vencer o primeiro jogo por 2x1 o Amazonas foi derrotado no segundo por 3x1 e foi eliminado.[26]

Em outro episódio importante da história do Amazonas contou com o São Raimundo. Na estreia da Onça em competições nacionais, o clube alviceleste compartilhou do mesmo grupo na primeira fase do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2022 - Série D.[27] O primeiro encontro pela competição foi em 15 de maio, na Arena da Amazônia com empate em 2 a 2, depois do Amazonas chegar a abrir 2 a 0;[28] em 19 de junho um novo empate, desta vez por 1 a 1, em partida disputada no Estádio Ismael Benigno.[29]

TítulosEditar

Estaduais
Premiação Títulos Temporadas
  Campeonato Amazonense de Futebol - Segunda Divisão 1 2019 

ParticipaçõesEditar

Participações em 2022
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última A   R  
  Campeonato Amazonense - 1ª Divisão 3 3° lugar (2021) 2020 2022
Campeonato Amazonense - 2ª Divisão 1 Campeão (2019) 2019 2019 1
  Campeonato Brasileiro - Série C 1 Estreia (2023) 2023 2023
  Campeonato Brasileiro - Série D 1 3° lugar (2022) 2022 2022 1
  Campeonato Amazonense
Ano 2020 2021 2022
Pos.


Referências

  1. Gabriel Ferreira (23 de novembro de 2019). «Presidente do Amazonas FC fala sobre estreia de sucesso e expectativas para 2020». Portal ACritica. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  2. «Rio Negro anuncia vereador William Abreu para cargo de gestor de futebol». GE/AM. 6 de fevereiro de 2017. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  3. «Eleições:Roberto Peggy é o novo presidente do Nacional». Federação Amazonense de Futebol. 10 de dezembro de 2016. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  4. a b «Construção de CT, folha de R$ 50 mil, reforços renomados: conheça o novato Amazonas FC». GE/AM. 2 de setembro de 2019. Consultado em 18 de agosto de 2022 
  5. Rômulo Almeida (2 de setembro de 2019). «Clube da Série B do Amazonas faz proposta para tirar ex-lateral Juan da aposentadoria». GE/AM. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  6. «Com fim de contrato, Maikon Leite se despede do Amazonas FC: "Não sei se é um até logo ou um adeus"». GE/AM. 13 de junho de 2020. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  7. «Após proposta do Capital, Ibson opta por calendário e fecha com o Amazonas». Distrito do Esporte. 24 de novembro de 2021. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  8. Silvio Lima e Rômulo Almeida (16 de maio de 2022). «Walter deixa o Amazonas com apenas dois jogos e período no DM: "Pensava uma coisa e foi outra"». GE/AM. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  9. Rômulo Almeida (20 de setembro de 2019). «Amazonas FC apresenta elenco com 30 jogadores e projeto de inclusão do interior». GE/AM. Consultado em 18 de setembro de 2019 
  10. «1ª Rodada». Federação Amazonense de Futebol. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  11. «Tarumã x Amazonas» (PDF). Federação Amazonense de Futebol. 12 de outubro de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  12. «Daivison faz três, Amazonas goleia Holanda e ascende à elite em seu primeiro ano». GE/AM. 9 de novembro de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  13. «Com menos um, Amazonas domina Tufão e conquista Série B em ano de estreia». GE/AM. 16 de novembro de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  14. «Com gol no 2º tempo, Amazonas vence fora de casa na estreia da Série D e põe fim em série invicta do Humaitá». GE/AC. 17 de abril de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  15. «Amazonas faz 2 a 0, mas São Raimundo busca o empate no segundo tempo». GE/AM. 15 de maio de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  16. «Porto Velho volta a vencer após sete rodadas e quebra invencibilidade do Amazonas». GE/AM. 25 de junho de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  17. «Com gol nos acréscimos, Amazonas vence o Juventude-MA e vai pegar o Lagarto nas oitavas». GE/AM. 31 de julho de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  18. «Lagarto e Amazonas ficam no empate pelo jogo de ida oitavas de final da Série D». GE/SE. 7 de agosto de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  19. «Amazonas vence o Lagarto e vai pegar a Portuguesa-RJ no duelo do acesso». GE/AM. 14 de agosto de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  20. «Tudo em aberto! Portuguesa-RJ e Amazonas empatam na partida de ida das quartas de final da Série D». GE/AM. 20 de agosto de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  21. «Amazonas vence a Portuguesa-RJ e garante o acesso inédito à Série C do Brasileiro 2023». GE/AM. 28 de agosto de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  22. «Amazonas x Portuguesa-RJ». Confederação Brasileira de Futebol. 28 de agosto de 2022. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  23. Rômulo Almeida (25 de setembro de 2022). «Série D: América-RN termina com título, Amazonas tem os artilheiros; Confira as estatísticas». GE/AM. Consultado em 26 de setembro de 2022 
  24. Daniel Prestes (31 de agosto de 2020). «Em nota oficial, Roberto Peggy anuncia sua saída do Amazonas FC». Portal ACritica. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  25. «Amazonas FC divulga uniformes para a Série B do Amazonense». GE/AM. 15 de setembro de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  26. Ignez Alessandra (24 de abril de 2021). «São Raimundo goleia o Amazonas e é o primeiro classificado para as semifinais do Amazonense 2021». Esporte News Mundo. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  27. «Amazonas e São Raimundo estreiam na Série D dia 17 de abril». ACritica. 7 de abril de 2022. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  28. «Amazonas faz 2 a 0, mas São Raimundo busca o empate no segundo tempo». Globo Esporte. 15 de maio de 2022. Consultado em 30 de agosto de 2022 
  29. «Amazonas arranca empate com o São Raimundo-AM no fim e segue invicto na Série D do Brasileiro». Globo Esporte. 19 de junho de 2022. Consultado em 30 de agosto de 2022