Amon Amarth

Disambig grey.svg Nota: Se procura localidade da Terra Média, veja Montanha da Perdição.

Amon Amarth é uma banda de death metal melódico da cidade de Tumba, Suécia. O grupo, que aborda a temática viking em suas letras,[2] se tornou um dos nomes mais respeitados da cena heavy metal.[3] Após assinarem com a gravadora Metal Blade ainda na década de 1990,[4] lançaram aclamados álbuns que levou a banda a se apresentar em diversos festivais pela Europa, e posteriormente na América e Ásia.[5] Com Berserker, de 2019 (eleito pelo portal Loudwire como um dos 50 melhores discos de metal de 2019[6]), o Amon Amarth já lançou ao todo 11 álbuns de estúdio.[2]

Amon Amarth
Amon Amarth 2005.jpg
Amon Amarth no Metalmania na Polônia, em 2005
Informação geral
Origem Tumba
País  Suécia
Gênero(s) Death metal melódico
Viking metal[1]
Período em atividade 1992–atualmente
Gravadora(s) Metal Blade Records
Afiliação(ões) Eternal Oath, Opeth, This Ending
Integrantes Johan Hegg
Johan Söderberg
Olavi Mikkonen
Ted Lundström
Ex-integrantes Fredrik Andersson
Anders Hansson
Nico Mehra
Martin Lopez
Tobias Gustafsson
Página oficial www.amonamarth.com

HistóriaEditar

Formada originalmente em 1988 com o nome "Skum", tornou-se Amon Amarth em 1992, nome retirado da obra O Senhor dos Anéis de J.R.R. Tolkien, o que significa "Montanha da Perdição" (Mount Doom) em Sindarin, idioma também denominado "a língua dos elfos-cinzentos", "a língua de Beleriand", sendo várias vezes referida nos livros como simplesmente "a língua élfica".

Em 1992, quando a adaptação do novo nome, a banda era composta pelo vocalista Johan Hegg, pelos guitarristas Olavi Mikkonen e Anders Hansson, pelo baixista Ted Lundström e pelo baterista Nico Kaukinen.

A primeira demo da banda, "Thor Arise", foi gravada em 1993, mas nunca chegou a ser editada devido a problemas de som. Seguiu-se uma segunda demo, em Abril de 1994, "Arrival of the Fimbul Winter", da qual foram vendidas todas as cópias editadas.

Em Novembro de 1995, após assinarem um contrato com a editora Pulverised Records, a banda decidiu utilizar no decorrer de cinco dias o "Abyss Studio" de Peter Tägtgren (vocalista e guitarrista da banda Hypocrisy). Assim, foi editado em Abril de 1996 o EP "Sorrow Throughout The Nine Worlds".

Pouco depois o baterista Niko Kaukinen saiu da banda, sendo substituído por Martin Lopez. Com um novo baterista e, mais uma vez, a ajuda de Peter Tägtgren, o álbum de estreia do Amon Amarth, "Once Sent From The Golden Hall", é lançado em 1998 pela editora Metal Blade.

Foram adicionados à banda o guitarrista Johan Söderberg e o baterista Fredrik Andersson em 1999 para a gravação do álbum "The Avenger", devido à saída de Hansson e Lopez. Lopez saiu para se juntar à banda Opeth.[7]

IntegrantesEditar

Linha do tempoEditar

DiscografiaEditar

Referências

  1. Tocket Brasil. «Amon Amarth e Powerwolf». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  2. a b rockmaster.com.br (19 de novembro de 2019). «Resenha: "Berserker" – Amon Amarth». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  3. jornalnopalco (30 de maio de 2017). «Amon Amarth + Abbath». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  4. Destak Jornal (12 de novembro de 2019). «Amon Amarth vem ao Brasil em março». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  5. hardandheavy.com.br. «Amon Amarth no Brasil: Confira datas da tour que percorrerá oito estados». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  6. «The 50 Best Metal Albums of 2019». Loudwire (em inglês). Townsquare Media. 3 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de março de 2021 
  7. Jason Ankeny. «Once Sent from the Golden Hall». AllMusic. Consultado em 1 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2010 
  8. Prato, Greg. With Oden on Our Side album review. - Allmusic.
  9. R7 (28 de maio de 2017). «Em show apoteótico, Amon Amarth quebra tudo em São Paulo». Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  10. «With Oden on Our Side review». www.lordsofmetal.nl. Consultado em 1 de janeiro de 2011 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Amon Amarth
   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.