Ana Maria Volponi

jogadora de voleibol brasileira
Ana Maria Volponi
Voleibol
Nome completo Ana Maria Volponi Freitas
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 29 de janeiro de 1966 (54 anos)
Casa Branca, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 71 kg Altura: 1,81 m
Clube Aposentada
Medalhas
Competidora do Bandeira do Brasil Brasil
Jogos Pan-americanos
Prata Havana 1991 Equipe
Goodwill Games
Bronze Seattle 1990 Equipe
Campeonato Sul-Americano
Prata Curitiba 1989 Equipe
Prata Caracas 1985 Equipe
Campeonato Mundial Juvenil
Ouro Seul 1987 Equipe
Campeonato Mundial Juvenil
Ouro Iquitos1984 Equipe
Competidora de Sadia Esporte Clube
Campeonato Mundial de Clubes
Ouro São Paulo 1991 Equipe
Competidora de Transmontano
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Prata Lima 1996 Equipe
Competidora de Colgate/São Caetano
Ouro São Caetano do Sul 1992 Equipe
Competidora de Sadia Esporte Clube
Ouro Ribeirão Preto 1991 Equipe
Ouro Buenos Aires 1990 Equipe
Ouro Santiago 1989 Equipe
Competidora de Pirelli/Santo André
Prata La Paz 1986 Equipe
Competidora de MRV/Minas
Salonpas Cup
Prata Fortaleza 2002 Equipe
Competidora de MRV/Minas
Top Volley
Prata Basileia 2002 Equipe

Ana Maria Volponi Freitas (Casa Branca, 29 de janeiro de 1966) é uma ex-voleibolista indoor brasileira que atuando na posição Central, com marca de 295 de alcance no ataque e 285cm no bloquei, e defendeu a Seleção Brasileira desde as categorias de base, sagrando-se medalhista de ouro no Campeonato Mundial Juvenil de 1984 no Peru, ainda nesta categoria foi semifinalista no Campeonato Mundial Juvenil de 1985 na Itália e obteve a inédita medalha de ouro na edição do ano de 1987 na Coreia do Sul e defendeu diversos clubes brasileiros.Pela seleção principal obteve duas medalhas de pratas no Campeonato Sul-Americano de 1985 na Venezuela e no Brasil no ano de 1989, mesmo resultado obtido nos Jogos Pan-Americanos de 1991 em Havana, acrescentando a estas conquistas obteve o inédito bronze nos Jogos da Boa Vontade de 1990 nos Estados Unidos e disputou também pela seleção uma edição do Campeonato Mundial em 1990 na China.Em clubes conquistou a medalha de ouro na primeira edição do Campeonato Mundial de Clubes realizado no Brasil em 1991, também obteve o tetracampeonato no Campeonato Sul-Americano de Clubes nos anos de 1989, 1990, 1991 e 1992, Chile, Argentina e as demais no Brasil, respectivamente, além das pratas obtidas nesta mesma competição nos anos de 1986 e 1996, Bolívia e Peru, suas respectivas sedes e foi semifinalista no extinto Torneio Internacional Salonpas Cup em 2001 e medalhista de prata na edição do ano de 2002 e também neste mesmo ano obteve o vice-campeonato no Torneio Internacional Top Volley na Suíça.Ao final de sua carreira passou a exercer a função Líbero[1].

CarreiraEditar

Ana teve uma infância marcada pela perda precoce de sua mãe quando tinha 6 anos de idade[2] e teve seu primeiro contato com o voleibol ainda na fase escolar em Casa Branca.Aos 15 anos de idade aceitou o convite para competir pelo C.A.Paulistano[3] e dois anos depois perdeu seu pai e a convivência com as ex-atletas Fernanda Emerick e Ana Gomes, que a incentivaram por um caminho saudável[2].

Serviu a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Juvenil de 1984, camisa#8, sediado em Iquitos-Peru, desta vez obteve sua primeira medalha de ouro a nível continental[4].Em 1985 atuou na Seleção Brasileira em preparação ao Campeonato Mundial Juvenil, quando convocada pelo técnico Marco Aurélio Motta, técnico da categoria juvenil, e esta base foi enviada para disputar o Campeonato Sul-Americano Adulto de Caracas-Venezuela e vestindo a camisa#5 conquista ou o vice-campeonato[5].E no referido Campeonato Mundial Juvenil, cuja sede foi em Milão-Itália, foi semifinalista, encerrando na quarta posição[6][7].

Ana foi convocada pelo técnico Jorjão para seleção principal em preparação para o Campeonato Mundial da ex-Tchecoslováquia de 1986, época que já era atleta da Pirelli/Santo André [8][9] e conquistou por este clube a medalha de prata no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1986 em La Paz-Bolívia[10].

No ano seguinte compos a representação da Seleção Brasileira, vestindo a camisa#8, mas desta vez foi na categoria juvenil e na fase preparatória foi vice-campeã do Torneio Internacional da Europa de 1987[11] e fez parte da equipe que conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial Juvenil realizado em Seul-Coreia do Sul , sendo a primeira do país nesta categoria na modalidade feminina sob o comando do técnico Marco Aurélio Motta[12].

Ela passou ser atleta do Lufkin/RJ[8], cujo departamento de voleibol deixava Sorocaba-SP e passou atuar no Rio de Janeiro; e novamente sob o comando de Marco Aurélio Motta que formou a equipe com jogadoras campeãs mundiais juvenis[13] e sagrou-se campeã do Campeonato Carioca de 1987[14] e obteve o título do Campeonato Brasileiro neste mesmo ano[15].

Transferiu-se para em 1988 para Sadia E.C[16] e por este clube conquistou o tricampeonato nas edições do Campeonato Sul-Americano de Clubes nos anos de 1989, 1990 e 1991, cujas sedes foram em Santiago-Chile, Buenos Aires-Argentina e Ribeirão Preto-Brasil[10], tricampeã paulista consecutivamente nos anos de 1988, 1989 e 1990[17], de maneira análoga obteve o tricampeã da Liga Nacional nas temporadas 1988-89, 1989-90[18] e 1990-91[15] e alcançou o título do I Campeonato Mundial de Clubes de 1991, realizado em São Paulo-Brasil[19][20].

Em 1989 voltou a servir a Seleção Brasileira na conquista do vice-campeonato no Campeonato Sul-Americano, esta vez tal feito obtido em Curitiba-Brasil[21].No ano seguinte foi novamente convocada para Seleção Brasileira em preparação ao Campeonato Mundial desse ano e conquistou o inédito bronze no Jogos da Amizade (Goodwill Games) sediado em Seatle-Estados Unidos[22].

Ainda visando a preparação para o referido Campeonato Mundial de 1990 em Pequim-China, conquistou o título do Torneio Internacional da Alemanha Oriental de 1990[11], e os vice-campeonatos da Copa Internacional Chinilin em Zerblovisk-Rússia, e da Copa Internacional de Reggio Calabria na Itália[11] e neste fez parte da equipe que alcançou a sétima posição no supramencionado mundial[23] sob o comando do técnico Inaldo Manta [24].

Representou a Seleção Brasileira na edição dos Jogos Pan-Americanos de 1991 em Havana-Cuba[25][26][27].Na jornada esportiva 1991-92 representou a Blue Life /Recra[28].Defendeu as cores do Colgate/São Caetano e conquistou seu tetracampeonato no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1992 , este sediado em São Caetano do Sul-Brasil[10], além do título da Copa Brasil de 1992, e neste mesmo ano foi vice-campeã do Campeonato Paulista[17], mesma colocação obtida na Liga Nacional 1992-93[15].

Renovou com Colgate/São Caetano para disputar as competições do calendário esportivo seguinte[29] e transferiu-se para a Nossa Caixa/Recra na temporada 1994-95 e na correspondente Superliga Brasileira A[29] alcançou o quarto lugar[30].

Reforçou nas competições de 1995-96 o Transmontano/J.C.Amaral comandada pelo técnico Chico dos Santos[31], conquistando o título do Campeonato Paulista Metropolitano de 1995 e encerrou na quarta posição por este clube na Superliga Brasileira A 1995-96[30][32] e por este clube participou na conquista da medalha de prata no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1996 em Lima-Peru[33].

Com contrato renovado com patrocinador representou o J.C. Amaral/Recra e obteve o título dos Jogos Abertos do Interior neste mesmo ano e do Campeonato Paulista[17][34][35].E novamente alcançou a quarta posição na Superliga Brasileira A 1996-97[30][36].

Atuou no período seguinte pelo Rexona/PR conquistando o título da Superliga Brasileira A 1997-98[30][37][38] e foi eleita a Melhor Defensora da edição[39].No início da Superliga Brasileira A 1998-99 , aos 31 anos de idade, Ana já estava grávida de gêmeas e foi substituída na temporada, sendo totalmente amparada pelo clube paranaense durante sua licença maternidade,antes assumia a condição de capitã da equipe[40].

Em 1999 nascem suas filhas Mariana e Beatriz, frutos do casamento com o ex-basquetebolista Fábio Giordan[3] e regressou a atividade no mesmo ano[41] e exerceu a função de Líbero no Campeonato Carioca de 1999[42] conquistando o título[43] e disputou a Superliga Brasileira A 1999-00 por este clube[44][45] e alcançou o título desta edição[30][41].Não renovou com o Rexona/PR para temporada 2000-01[46] sendo contratada pelo São Caetano E.C. e por este disputou o Campeonato Paulista de 2000[47] e disputou a Superliga Brasileira A 2000-01[48][49] quando finalizou na sexta posição[30].

Reforçou a equipe da MRV/Minas [8][50] e foi semifinalista na primeira edição do extinto Salonpas Cup de 2001 em Salvador, encerrando na quarta colocação]][51][52] e por esta equipe disputou a Superliga Brasileira A 2001-02[53] conquistando seu heptacampeonato nacional[30][54].Pelo o MRV/Minas permaneceu na temporada seguinte e com a parceria do patrocinador representou o MRV/São Bernardo no Campeonato Paulista de 2002[55][56][57].

Ainda pelo MRV/Minas conquistou o vice-campeonato do Torneio Internacional Top Volley, na época chamado de IX Precon Top Volley International, em 2002 na Basileia-Suíça[58][59];e no mesmo ano disputou a Salonpas Cup em Fortaleza-CE e conquistou a medalha de prata e foi premiada como a Melhor Recepção do torneio[60][61] a Superliga Brasileira A 2002-03[62] encerrando com vice-campeonato[30].

Ana Volponi jogou a partida final da Superliga anteriormente citada com uma infiltração no joelho e pretendia encerar a carreira e em dezembro deste ano foi contratada para substituir a líbero da Rexona-Ades/PR no início da Superliga Brasileira A 2003-04[2][3][41], nesta jornada recebeu apoio das companheiras de quadra que ajudavam levar as gêmeas para escola, ao teatro, apoio principalmente dado pela jogadora Elisângela Oliveira [63] e neste período o clube transferiu o projeto para o Rexona-Ades e disputou a Superliga Brasileira A correspondente[64][65] alcançando o bronze nesta edição[30].

Dedicou-se 22 anos ao voleibol como atleta[66] encerrou a carreira em 2004 e não foi o fato de ser mãe de gêmeas que pesou em sua decisão para aposentadoria e sim o físico que a limitava após ter sido submetida a seis procedimentos cirúrgicos nos seus joelhos[3].Após aposentadoria foi convidada em 2005 para ser coordenadora do projeto de voleibol no Instituto Compartilhar, justamente no núcleo de Casa Branca, sua cidade natal[67].

Voltou atuar como jogadora na Categoria Master e em 2011 conquistou título do Lady Master Chile em Santiago- Chile, pela equipe do Círculo Militar do Paraná (Categoria 35+)[68]. Suas filhas Mariana e Beatriz passaram a trilhar nas categorias de base do Círculo Militar/Expoente e nas arquibancadas acompanha os jogos que participam[69] e em 2014 sua filha Mariana foi convocada para Seleção Brasileira na categoria infantil[70].

Títulos e resultadosEditar

Premiações individuaisEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. Angelfire.com. «Dá-lhe Rexona». Consultado em 26 de agosto de 2012 
  2. a b c UOL Esporte (2 de dezembro de 2003). «Vlei-Ana Volponi usa experiência para ajudar Rexona na Superliga». Consultado em 23 de julho de 2012 
  3. a b c d Mara Conti (22 de agosto de 2013). «Entrevista- no divã, a jogadora de vôlei Ana Maria Volponi Freitas». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  4. Todor66. «Women Junior under-19 Volleyball VII South American Chamionship 1984 Iquitos (PER) 25-30.09 - Winner Brazil» (em inglês). Consultado em 22 de julho de 2012 
  5. Todor66. «Women Volleyball XVI South American Championship 1985 Caracas (VEN) 07 - 02.08 Winner Peru» (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2012 
  6. a b Todor66. «Women Junior Volleyball III World Championship 1985 Italy 12-22.09 - Winner Cuba» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  7. Revista Placar (27 de setembro de 1985). «Revista Placar N.º 801 –Págs.72-73». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  8. a b c d e Photo&Grafia. «Photo&Grafia-Agência de Comunicação». Consultado em 24 de julho de 2012 
  9. Revista Placar (14 de abril de 1986). «Revista Placar N.º 829 –Pág.70». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  10. a b c CSV- Confederación Sudamericana de Voleibol. «Ranking Feminino- Sudamericano de Clubes Femenino» (em espanhol). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  11. a b c d e f g Sport Support. «Sport Support- Training For Life!Cilene Drewnick» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  12. Todor66. «Women Junior Volleyball IV World Championship 1987 Seoul, Pusan (KOR) 02-13.09 - Winner Brazil» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  13. Revista Placar (9 de março de 1987). «Revista Placar N.º 875 –Pág.52». Consultado em 1 de fevereiro de 2014 
  14. a b Federação de Volley-Ball do Rio de Janeiro. «Galeria dos Campeões- Feminino». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 28 de janeiro de 2015 
  15. a b c d e CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Todos os Campeões». Consultado em 27 de janeiro de 2015 
  16. VoleiMaster. «1988 - Equipe Sadia de Voleibol». Consultado em 24 de julho de 2012 
  17. a b c d Wikipédia. «Artigo Campeonato Paulista de Voleibol Feminino-Resultados» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  18. Jornal do Brasil (22 de janeiro de 1990). «Jornal do Brasil-Pesquisa de arquivos notícias Google». Consultado em 23 de julho de 2012 
  19. FIVB-Federação Internacional de Voleibol (10 de abril de 2013). «Press release-Suiza y Brasil serán sede del Campeonato Mundial de Clubes FIVB» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  20. Carolina Canossa (14 de dezembro de 2010). «Gazeta Esportiva.Net-Na volta do Mundial, Osasco tenta repetir Sadia e Leite Moça». Consultado em 24 de julho de 2012 
  21. Todor66. «Women Volleyball XVIII South American Championship 1989 Curitiba (BRA) 23-29.09 - Winner Peru» (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2012. Arquivado do original em 7 de março de 2010 
  22. Todor66. «Women Volleyball Goodwill Games 1990 Seatle (USA) - 31.07-05.08 Winner Soviet Union» (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2012 
  23. Todor66. «Women Volleyball XI World Championship 1990 Beijing (CHN) - 22.08-01.09 Winner Soviet Union» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  24. Photo&Grafia (16 de outubro de 2003). «A OPINIÃO DE BAKALHAU-HISTÓRIAS DO ESPORTE». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  25. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (13 de julho de 2007). «A história do voleibol nos Jogos Pan-Americanos // Perfis da Seleção Feminina e do técnico Zé Roberto». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 12 de dezembro de 2013 
  26. Todor66. «Women Volleyball Panamerican Games 1991 Havana (CUB) - 11-18.08 Winner Cuba» (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  27. Folha UOL Esportes. «Folha Online-Especial-2003- Jogos Pan-Americanos». Consultado em 24 de julho de 2012 
  28. Ídolos do Vôlei. «Recra - Blue Life 91/92». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  29. a b Melhor do Vôlei (17 de março de 2010). «Superliga 94/95- Nossa Caixa/Recreativa». Consultado em 27 de janeiro de 2015 
  30. a b c d e f g h i j k l m CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (27 de outubro de 2008). «SUPERLIGA 08/09: Histórico da Superliga». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 17 de outubro de 2014 
  31. Melhor do Vôlei (3 de novembro de 2007). «Superliga 95/96- Transmontano». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  32. Folha UOL Esportes (21 de fevereiro de 1996). «Superliga feminina abre as séries eliminatórias das semifinais na sexta». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  33. El Tiempo. «Campeón brasileño» (em espanhol). Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2014 
  34. Vagner Magalhães (28 de outubro de 1996). «J.C. Amaral sai na frente na decisão-Time fica perto do título paulista». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  35. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «FVP-Campeonato Paulista 2011». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  36. Melhor do Vôlei (3 de novembro de 2007). «Superliga 96/97- Leites Nestlé». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  37. AN-Agência Nacional (9 de maio de 1998). «Rexona». Consultado em 1 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 
  38. José Alan Dias (7 de maio de 1998). «Rexona é o campeão da Superliga feminina». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  39. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (27 de outubro de 2008). «SUPERLIGA 08/09: Os melhores em cada fundamento na história-1997-1998». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2013 
  40. Folhaweb (3 de fevereiro de 1999). «Folha de Londrina - O Jornal do Paraná-Volponi curte 'estado de graça'». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  41. a b c Esportes Terra (25 de novembro de 2003). «Rexona contrata Ana Volponi para a Superliga». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  42. UOL Esportes (9 de novembro de 1999). «Rexona intensifica treinamentos para o Carioca feminino de vôlei». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  43. a b ZDL Comunicação (18 de outubro de 2001). «Equipe Rexona busca o bicampeonato carioca». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 1 de novembro de 2014 
  44. UOL Esportes (21 de dezembro de 1999). «Rexona enfrenta Pinheiros e pode assumir a liderança da Superliga». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  45. UOL Esportes (24 de julho de 2000). «Corrida contra o tempo- Recreativa». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  46. GloboEsporte.com (26 de maio de 2000). «Rexona define seu elenco para a próxima temporada». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  47. GloboEsporte.com (11 de setembro de 2000). «MRV tenta liderança no paulista feminino». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  48. Melhor do Vôlei (6 de janeiro de 2009). «Superliga 00/01- SÃO CAETANO». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  49. Diário da Grande ABC (3 de março de 2001). «Vôlei: Leila é a fera que assusta o São Caetano». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  50. O Estadão (21 de maio de 2001). «Minas contrata jogadoras da seleção». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  51. a b Esportes Terral (29 de julho de 2001). «Brasileiras liquidam italianas em Salvador». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  52. ZDL de Comunicação (29 de julho de 2001). «Últimas Noticias- Hisamitsu bate MRV/Minas e fica em terceiro na Salonpas Cup». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 
  53. Melhor do Vôlei (14 de março de 2008). «Superliga 2001/02- MRV/Minas». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  54. Natiiliofas. «Há 10 anos atrás, o ultimo título da superliga da equipe feminina do Minas!!!». Consultado em 24 de julho de 2012 
  55. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «Divisão Especial 2002-Equipes- Volkswagem Clube-». Consultado em 26 de agosto de 2012 
  56. «VÔLEI FEMININO-UNIÃO NA FINAL». 27 de setembro de 2002. Consultado em 24 de julho de 2012 
  57. «BCN/Osasco vence MRV/São Bernardo no tie-break-O time orientado pelo técnico José Roberto Guimarães sofre para manter-se invicto». ZDL de Comunicação. 22 de agosto de 2002. Consultado em 26 de agosto de 2012. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 
  58. GloboEsporte.com (1 de janeiro de 2003). «MRV-Minas tenta reabilitação na Superliga contra o BCN». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  59. GloboEsporte.com (30 de dezembro de 2002). «MRV-Minas conquista 2º lugar em campeonato internacional de vôlei». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  60. a b UOL Esportes (4 de agosto de 2002). «BCN/Osasco derrota MRV/Minas na final da Salonpas Cup». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  61. GloboEsporte.com (31 de julho de 2002). «Salonpas Cup tem reedição da final da Superliga». Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  62. Portal terra (24 de janeiro de 2003). «Terra-Minas e Macaé abrem segunda fase da Superliga». Consultado em 24 de julho de 2012 
  63. Eduardo Vieira de Souza (12 de outubro de 2005). «Mayla, uma das mães-calouras do esporte». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 
  64. O Estado do Paraná Online (1 de abril de 2004). «Rexona sai na frente: 3x1». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  65. Melhor do Vôlei (6 de janeiro de 2009). «Superliga 2003/04- Rexona-Ades». Consultado em 1 de fevereiro de 2015 
  66. GloboEsporte.com. «Vôlei-NOTÍCIAS-Fernanda Venturini quer continuar no BCN/Osasco». Consultado em 23 de julho de 2012 
  67. Instituto Compartilhar. «Instituto Compartilhar». Consultado em 23 de julho de 2012 
  68. a b Sport Circulo (25 de maio de 2011). «Meninas do Voleibol Master são campeãs no Chile». Consultado em 23 de julho de 2012. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  69. Thiago Paes (24 de março de 2014). «III Taça Curitiba: Dobradinha do Clube Curitibano no feminino, encerrou as disputas das categorias sub-13 e 15 -As meninas deram show nas quadras e fecharam a competição com chave de ouro». Consultado em 1 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 8 de fevereiro de 2015 
  70. Ahe Brasil! (7 de janeiro de 2014). «Seleção infantil feminina é convocada para a primeira avaliação do ano». Consultado em 1 de fevereiro de 2015