Ana Maria de Anhalt

Ana Maria de Anhalt
Abadessa de Gernrode e Frose
Reinado 1570
a 1577
Antecessor(a) Isabel de Anhalt-Zerbst
Sucessor(a) Sibila de Anhalt
Duquesa de Brieg
Reinado 19 de maio de 1577
a 25 de março de 1602
Coroação Bárbara de Brandemburgo, Duquesa de Brieg
Predecessor Doroteia Sibila de Brandemburgo
 
Esposo Joaquim Frederico de Brieg
Descendência Jorge Ernesto de Brieg
João Cristiano de Brieg
Bárbara de Brieg
Jorge Rudolfo de Brieg
Ana Maria de Brieg
Maria Sofia de Brieg
Casa Ascania
Nascimento 13 de junho de 1561
  Zerbst, Saxônia-Anhalt, Alemanha
Morte 14 de novembro de 1605 (44 anos)
  Brzeg, Alemanha (actual Polónia)
Pai Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt
Mãe Inês de Barby-Mühlingen
Religião Luteranismo

Ana Maria de Anhalt (13 de junho de 156114 de novembro de 1605), foi uma princesa de Anhalt por nascimento. Após o seu casamento, tornou-se duquesa de Legnica-Brzeg-Oława-Wołów.

Ana Maria era a filha mais velha de Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt, e da sua primeira esposa, a princesa Inês de Barby-Mühlingen, filha do conde Wolfgang I de Barby-Mühlingen.

VidaEditar

Em 1570, quando tinha apenas nove anos de idade, Ana Maria sucedeu à sua tia paterna, a princesa Isabel, como abadessa de Gernrode e Frose. No entanto, esse cargo era apenas titular, uma vez que os seus territórios já tinham sido incorporados no principado de Anhalt, sendo o seu pai o "administrador" e detentor do voto de Gernrode no Reichtag.[1]

Em 1577, Ana Maria foi retirada da sua posição como abadessa para se casar com o príncipe Joaquim Frederico, filho mais velho de Jorge II, Duque de Brzeg. O casamento realizou-se em Brzeg a 19 de Maio desse mesmo ano. A sua irmã Sibila sucedeu-a na posição de abadessa.

O duque Jorge II morreu em 1586 e foi sucedido pelo seus filhos, mas apenas em Oława e Wołów, uma vez que Brzeg foi entregue à sua viúva, a princesa Bárbara de Brandemburgo como parte do seu Oprawa wdowia ("direitos de viúva"). Ana Maria e o marido estabeleceram residência em Oława. Três anos depois, em 1589, Ana Maria deu à luz o primeiro dos seis filhos do casal.[2][3]

Após a morte do seu irmão João Jorge em 1592, Joaquim Frederico tornou-se o único governante de Oława-Wołów. Depois de a viúva de João Jorge ter abdicado do seu Oprawa wdowia em 1594 e a princesa Bárbara de Brandemburgo falecer em 1595, Joaquim Frederico conseguiu finalmente unir todo o seu ducado. No seu testamento, que finalizou a 16 de Dezembro de 1595, ofereceu o distrito de Oława à sua esposa como Oprawa wdowia.

Joaquim Frederico morreu a 25 de Março de 1602. Ana Maria assumiu a regência em nome dos seus dois filhos, os príncipes João Cristiano e Jorge Rudolfo, que eram ainda menores de idade na altura. Além da sua posição como regente, era também a duquesa reinante de Oława graças ao seu Oprawa wdowia.

Ana Maria morreu apenas três anos depois do marido. Uma vez que os seus filhos ainda eram menores de idade, a sua cunhada, a princesa Isabel Madalena de Brieg e o marido dela, Carlos II de Poděbrady, duque Ziębice-Oleśnica, assumiram o papel de regentes até 1609, data em que João Cristiano chegou à maioridade e assumiu o governo sozinho.

DescendênciaEditar

Do seu casamento, Ana Maria teve os seguintes filhosː

  1. Jorge Ernesto de Brieg (29 de Agosto de 1589 – 6 de Novembro de 1589), morreu com poucos meses de idade.
  2. João Cristiano de Brieg (28 de Agosto de 1591 – 25 de Dezembro de 1639), duque de Brzeg–Legnica–Wołów. Casado primeiro com a princesa Doroteia Sibila de Brandemburgo; com descendência. Casado depois com Anna Hedwig Sitzsch; com descendência.
  3. Bárbara Inês de Brieg (24 de Fevereiro de 1593 – 24 de Julho de 1631), casada com Hans Ulrich von Schaffgotsch und zu Kynast und Greiffenstein, Barão de Trachenberg e Warmbrunn.
  4. Jorge Rudolfo de Brieg (12 de Janeiro de 1595 – 14 de Janeiro de 1653), casado primeiro com a princesa Sofia Isabel de Anhalt-Dessau; sem descendência. Casou-se depois com a princesa Isabel Madalena de Brieg; sem descendência.
  5. Ana Maria de Brieg (16 de Dezembro de 1596 – 25 de Março de 1602), morreu aos cinco anos de idade.
  6. Maria Sofia de Brieg (26 de Abril de 1601 – 26 de Outubro de 1654).

GenealogiaEditar

Os antepassados de Ana Maria de Anhalt em três gerações
Ana Maria de Anhalt Pai:
Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt
Avô paterno:
João V, Príncipe de Anhalt-Zerbst
Bisavô paterno:
Ernesto I, Príncipe de Anhalt-Dessau
Bisavó paterna:
Margarida de Münsterberg
Avó paterna:
Margarida de Brandemburgo, Duquesa da Pomerânia
Bisavô paterno:
Joaquim I Nestor, Príncipe-Eleitor de Brandemburgo
Bisavó paterna:
Isabel da Dinamarca, Princesa-Eleitora de Brandemburgo
Mãe:
Inês de Barby-Mühlingen
Avô materno:
Wolfgang I de Barby-Mühlingen
Bisavô materno:
Burkhart V de Barby-Mühlingen
Bisavó materna:
Madalena de Mecklemburgo
Avó materna:
Inês de Mansfeld zu Mittel-Ort
Bisavô materno:
Gerardo VII de Mansfeld
Bisavó materna:
Margarida de Gleichen

ReferênciasEditar