Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A bandeira branca e negra diagonal, símbolo do anarcopacifismo

Anarcopacifismo, também conhecido como Anarquismo Pacifista é uma das vertentes do anarquismo.

Esta linha posiciona-se contra qualquer tipo de violência, contra as classes sociais, como meio de se concretizar a transformação social, e tem como um dos principais conceitos a desobediência civil.[1][2]

HistóriaEditar

O seu maior predecessor foi Henry David Thoreau,[2] que através de seu trabalho "A Desobediência Civil" influenciou pessoas como Liev Tolstói e Mahatma Gandhi.[1][2]

O maior expoente dessa linha foi Tolstói (o próprio nunca se reivindicou anarquista) e seus seguidores na Rússia. Eles eram principalmente camponeses, e baseavam-se em uma interpretação do cristianismo que rejeitava qualquer autoridade coerciva. Eles eram ativos pela Rússia e seguiam uma dieta vegetariana estrita. Foram inicialmente perseguidos pelo Estado Czarista, por recusarem sua autoridade. Após a Revolução Bolchevique, foram alvo de repressão, por recusarem esse governo assim como o anterior. A maioria deles foi morta no governo de Lenin e Stalin.

Referências

  1. a b George Woodcock. Anarchism: A History of Libertarian Ideas and Movements (1962)
  2. a b c «"Resisting the Nation State, the pacifist and anarchist tradition" by Geoffrey Ostergaard». www.ppu.org.uk 


  Este artigo sobre Anarquismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.