Anderson Cooper

ator

Anderson Hays Cooper (Nova Iorque, 3 de junho de 1967) é um jornalista e escritor americano. Ele é o principal âncora do programa Anderson Cooper 360°, da CNN e também correspondente para o programa 60 Minutes, da CBS.[1][2]

Anderson Cooper
Anderson em 2018
Nascimento 3 de junho de 1967 (53 anos)
Manhattan, Nova Iorque
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Progenitores Mãe: Gloria Vanderbilt
Pai: Wyatt Emory Cooper
Parentesco Família Vanderbilt
Filho(s) 1
Alma mater Universidade Yale (BA)
Ocupação Jornalista, comentarista político
Período de atividade 1990–presente

CarreiraEditar

Nascido em uma família rica de Manhattan, Cooper se formou na Universidade de Yale com bacharelado em artes em 1989. Iniciou sua carreira de jornalista no Channel One News. Depois foi contratado pela ABC News como correspondente em 1995. Em 2001, ingressou na CNN, para apresentar o Anderson Cooper 360°.

Ele recebeu elogios por suas reportagens especiais, como a sua cobertura do furacão Katrina em 2005 fazendo sua popularidade entre o público aumentar drasticamente. Por sua cobertura do terremoto no Haiti em 2010, Cooper recebeu a Ordem Nacional de Honra e Mérito, a mais alta honraria concedida pelo governo haitiano.[3] De setembro de 2011 a maio de 2013, ele também foi o apresentador do talk show, Anderson Live.[4]

Ao todo ele já ganhou 18 prêmios Emmys e dois prêmios Peabody, bem como um Prêmio Edward Murrow do Overseas Press Club em 2011.[5] Cooper se assumiu gay em 2012, e se tornou a primeira pessoa abertamente LGBT a moderar um debate presidencial nos Estados Unidos.[6]

Vida pessoalEditar

Cooper é filho socialite e modelo Gloria Vanderbilt.[7] Ele tem dois meio-irmãos mais velhos, Leopold Stanislaus "Stan" Stokowski (n. 1950) e Christopher Stokowski (n. 1952), do casamento de dez anos de Vanderbilt com o maestro Leopold Stokowski.

Cooper é abertamente gay; embora por anos, evitasse discutir sua vida privada em entrevistas. Em 30 de abril de 2020, ele anunciou o nascimento de seu filho Wyatt Morgan. O nome é uma homenagem a seu pai, que faleceu quando Cooper tinha apenas 10 anos.[8]

Durante anos Cooper viveu um relacionamento com o executivo Benjamin Maisani que durou até 2018.[9]

Referências

  1. http://www.imdb.com/title/tt1522406/fullcredits
  2. Palka, Mary Kelli (21 de outubro de 2007). «Anderson Cooper: He runs to where others are running from». Florida Times-Union. www.jacksonville.com. Consultado em 13 de julho de 2010. Cópia arquivada em 27 de janeiro de 2013 
  3. Ricky Carter. «Anderson Cooper to receive Vito Russo Award at the 24th Annual GLAAD Media Awards». GLAAD (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2013 
  4. Mikey O'Connell (29 de outubro de 2012). «Anderson Cooper's Daytime Talk Show Canceled After 2 Seasons». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  5. Indiana University Bicentennial. «Bicentennial Lecture Series: Anderson Cooper». Universidade de Indiana (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  6. «Why it matters that Anderson Cooper was the first out gay man to moderate a presidential debate». The Washington Post (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  7. G1 (17 de junho de 2019). «Gloria Vanderbilt, socialite e modelo, morre aos 95 anos». Globo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  8. GQ (3 de maio de 2020). «Âncora da CNN anuncia nascimento do primeiro filho ao vivo na TV». Globo.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 
  9. «"Ser gay é uma das maiores bênçãos da minha vida", declara Anderson Cooper ao vivo na CNN». Glamurama. 13 de janeiro de 2021. Consultado em 11 de fevereiro de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.