Abrir menu principal
André Cayatte
Nascimento 3 de fevereiro de 1909
Carcassone,  França
Morte 5 de fevereiro de 1989 (80 anos)
Paris, França
Ocupação Cineasta
Festival de Berlim
Urso de Ouro
1951

Grand Prix do Júri
1973

Outros prêmios
Leão de Ouro
1950, 1960

André Cayatte (Carcassone, 3 de fevereiro de 1909Paris, 5 de fevereiro de 1989) foi um diretor de cinema francês.[1]

BiografiaEditar

Formado em direito[1] e doutorado em filosofia e letras, Cayatte chegou ao cinema por acaso, ao ser contratado como advogado para verificar um caso de plágio de um filme.[carece de fontes?]

Estreou no cinema francês em 1938 quando escreveu o roteiro do filme Entrée des Artistes, de Marc Allegret. Sua primeira direção foi em 1942 em La Fausse Maîtresse, a adaptação para as telas de uma obra de Balzac.[1]

Sua carreira internacional decolou em 1949 com o filme Les Amants de Vérone, estrelado por Anouk Aimée e em 1950, quando ganhou o Leão de Ouro do Festival de Veneza com Justice Est Faite. Ele voltaria a conquistar o prêmio dez anos depois com o filme Le Passage du Rhin, estrelado por Charles Aznavour.[carece de fontes?]

Seu último trabalho como diretor foi em L'Amour en Question, em 1978, estrelado por Annie Girardot e Bibi Anderson.[carece de fontes?]

Referências

  1. a b c «André Cayatte». Encyclopædia Britannica. Consultado em 16 de julho de 2019 
  Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.