Abrir menu principal

André Gunder Frank

professor académico alemão
André Gunder Frank
Nascimento 24 de fevereiro de 1929
Berlim, Alemanha
Morte 23 de abril de 2005 (76 anos)
Luxemburgo
Ocupação Economista e sociólogo

Andreas (André) Gunder Frank (Berlim, 24 de fevereiro de 1929 - Luxemburgo, 23 de abril de 2005) foi um economista e sociólogo alemão. Nos anos 1960, foi um dos criadores da Teoria da Dependência - com Theotonio dos Santos, Ruy Mauro Marini, Vânia Bambirra, e outros - cuja formulação, próxima à da "teoria do desenvolvimento desigual e combinado" de Leon Trotsky, auxiliou o combate às formulações hegemônicas dos partidos comunistas.

Com Samir Amin e Giovanni Arrighi, foi também um dos expoentes da Teoria do sistema-mundo, inaugurada por Wallerstein, nos anos 1970. "Frank recua a origem do sistema mundial contemporâneo para cinco mil anos atrás, recusando as interpretações que espalharam a visão da historiografia eurocêntrica, particularmente a obra braudeliana, acerca da economia-mundo de ascendência ocidental, em construção desde o século XVI. Para Gunder Frank, a Europa e o Ocidente já foram periferia de um mundo em que a ascendência coube a outras civilizações, capazes de melhor fazer comércio e acumular o capital."[1]

Gunder Frank pode ser considerado o precursor do debate marxista acerca da dependência. Não somente derrubou as teses sobre a ocorrência de um feudalismo na América Latina, como foi o principal crítico do capitalismo dependente .

Trajetória pessoalEditar

Nascido em Berlim, educou-se nos EUA, onde, em 1957, recebeu o título de PhD em Economia. Lecionou Economia, História e outros cursos dentro da área das ciências sociais nos EUA, Canadá, Bélgica, Alemanha, México, Chile e Inglaterra.

Foi professor de Estudos de Desenvolvimento na Universidade da Ânglia Oriental (Norwich, Inglaterra).

Lecionou na Universidade de Brasília (UnB), a convite de Darcy Ribeiro, pouco antes do golpe militar de 1964.

Livros ImportantesEditar

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar