André de Soveral

Santo André de Soveral
Protomártir do Brasil
Nascimento 1572 em São Vicente, Brasil
Morte 16 de julho de 1645 (73 anos) em Cunhaú,São Gonçalo do Amarante (Rio Grande do Norte), Rio Grande do Norte Brasil
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 5 de março de 2000, Vaticano por Papa João Paulo II
Canonização 15 de outubro de 2017, Praça de São Pedro, Vaticano por Papa Francisco
Festa litúrgica 3 de outubro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santo André de Soveral, SJ (São Vicente, 1572Cunhaú, 16 de julho de 1645) foi um padre católico luso-brasileiro, morto durante a Guerra da Restauração no chamado Martírio de Cunhaú, um massacre promovido por tropas holandesas e seus presbíteros protestantes calvinistas, que lutavam contra o Império Português no Brasil.

Cunhaú era um povoado de Canguaretama, no Rio Grande do Norte, que se formou em torno de um engenho de cana-de-açúcar, uma das riquezas da região, além das minas para produção de peças, já que as do outro lado do oceano demoravam muito e eram caras, com ameaça de baixa rentabilidade e perda do insumo a tempo de ser processado pelo centro de transformação (uma espécie de expansão da produção paraibana e pernambucana para o norte, que é o berço econômico potiguar).

Canonização

No dia 15 de outubro de 2017, na Praça de São Pedro, o Papa Francisco realizou a cerimônia de canonização dos Protomártires do Brasil, cuja festa litúrgica foi comemorada no último dia 3 de outubro. Entre eles se destacam eles os padres André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro, além do leigo Mateus Moreira e outros 27 companheiros.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar