Abrir menu principal


Andrés Calamaro
Andrés Calamaro-Razzmatazz-03.jpg
Informação geral
Nome completo Andrés Calamaro Massel
Também conhecido(a) como El Salmón
Nascimento 22 de agosto de 1961 (57 anos)
Origem Buenos Aires, Argentina Argentina
País  Argentina
Gênero(s) Rock, Pop, Tango, Folk rock, Rock Argentino
Gravadora(s) Universal Music Group
Afiliação(ões) Los Abuelos de la Nada, Los Rodríguez
Página oficial calamaro.com

Andrés Calamaro é um cantor, compositor e produtor argentino. Foi membro da importante banda argentina Los Abuelos de la Nada. Na Espanha, com a banda Los Rodríguez, teve grande sucesso na década de 1990. Tornou-se um dos principais ícones do rock argentino nas duas últimas décadas.

Índice

HistóriaEditar

Los Abuelos de la Nada e primeira fase como solista (1982 - 1989)Editar

Começou a se destacar como letrista na banda argentina Los Abuelos de la Nada. Em paralelo dá início a uma carreira solo, com Hotel Calamaro (1984). No ano seguinte grava seu último álbum com o grupo e mais um álbum solo, Vida Cruel (1985). Logo vem aquela que é considerada sua melhor produção dessa primeira fase, Nadie sale vivo de aquí (1989), que ocupa o 60º lugar entre os cem melhores álbuns do rock argentino, em eleição realizada em 2007 pela revista Rolling Stone.[1]

Los Rodríguez (1990 - 1996) e segunda fase como solista (1997 - 2000)Editar

Com a crise da indústria fonográfica argentina do começo dos anos 90, Calamaro decide migrar para a Espanha, onde forma uma banda com ex-integrantes do grupo madrilenho Tequila.[2] Los Rodríguez alcança grande sucesso na década de 1990, com sua combinação de rock e ritmos latinos e espanhóis.[3] Após o fim do grupo retoma sua carreira solo, gravando em 1997 nos EUA, com músicos de estúdio, aquele que viria a ser destacado pela crítica como um dos seus melhores trabalhos, Alta Suciedad (1997), que também alcançou grande sucesso comercial, com cerca de 500.000 cópias vendidas em todo o mundo[4][5]. O álbum duplo Honestidad Brutal (1999) também é prestigiado pela crítica, estando ambas obras em posições de destaque nos rankings de melhores álbuns do rock argentino e espanhol.[6][7] A abundante criação musical de Calamaro alcança seu cume no álbum quíntuplo El Salmón (2000), com 103 canções.[8]

Tercera fase como solista (2001 - atualmente)Editar

Seguiu-se um período sem novos lançamentos ou turnês. El cantante (2004) mostra que suas influências não se limitam ao rock, incluindo diversas versões de clássicos latino-americanos, de gêneros como a salsa, o tango e a música folclórica argentina.[9] A volta do artista aos palcos é registrada em álbuns ao vivo que o recolocam em evidência, destacando-se o chamado apropriadamente de El Regreso (2005).[10] Primeiro álbum totalmente de inéditas desde 2000, La lengua popular (2007)[11] é seguido por On the rock (2010), que conta com diversas colaborações, característica marcante do músico argentino.[12] Bohemio (2013) é bem recebido pela crítica, sendo o décimo-terceiro do portenho como solista.[13][14] Em 2019, como parte da turnê de Cargar la suerte (2018), Calamaro inclui pela primeira vez uma apresentação no Brasil.[15]

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdio

  • Hotel Calamaro (1984)
  • Vida cruel (1985)
  • Por mirarte (1988)
  • Nadie sale vivo de aquí (1989)
  • Alta suciedad (1997)
  • Honestidad brutal (1999)
  • El salmón (2000)
  • El cantante (2004)
  • Tinta roja (2006)
  • El palacio de las flores (2006)
  • La lengua popular (2007)
  • On the rock (2010)
  • Bohemio (2013)
  • Volumen 11 (2016)
  • Cargar la suerte (2018)

Álbuns ao vivo

  • El regreso (2005)
  • Made in Argentina - Made in Spain (2006)
  • Dos son multitud (2008) - com Fito & Fitipaldis
  • Jamón del medio (2014)
  • Pura sangre DVD (2014)
  • Hijos del pueblo (2015) - com Enrique Bunbury

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Argentine Rock: 100 Best Albums - Rolling Stone Magazine». RateYourMusic. Consultado em 20 de junho de 2019 
  2. LOS40 (27 de junho de 2002). «Biografía de Los Rodríguez». LOS40 (em espanhol). Consultado em 20 de junho de 2019 
  3. «La historia de 'Sin documentos', el disco que dio vuelta el rock en español». www.lanacion.com.ar (em espanhol). 3 de setembro de 2018. Consultado em 20 de junho de 2019 
  4. «Veinte años de Alta suciedad: un clásico sin tiempo de Andrés Calamaro». www.lanacion.com.ar (em espanhol). 1 de setembro de 2017. Consultado em 20 de junho de 2019 
  5. LOS40 (25 de junho de 2002). «Biografía Andrés Calamaro». LOS40 (em espanhol). Consultado em 20 de junho de 2019 
  6. «Argentine Rock: 100 Best Albums - Rolling Stone Magazine». RateYourMusic. Consultado em 20 de junho de 2019 
  7. «Los 50 mejores discos de la Historia del Rock español, según la Rolling Stone». RateYourMusic. Consultado em 20 de junho de 2019 
  8. «Andrés Calamaro, el loco que quiso grabarlo todo». www.publico.es. Consultado em 20 de junho de 2019 
  9. «Calamaro pone hoy a la venta «El cantante», su álbum de versiones». La Voz de Galicia (em espanhol). 15 de fevereiro de 2004. Consultado em 20 de junho de 2019 
  10. «"El regreso", de Andrés Calamaro». Efe Eme (em espanhol). 28 de outubro de 2016. Consultado em 20 de junho de 2019 
  11. 20Minutos (18 de setembro de 2008). «Calamaro habla una "lengua popular"». 20minutos.es - Últimas Noticias (em espanhol). Consultado em 20 de junho de 2019 
  12. S.A.P, El Mercurio (27 de maio de 2010). «Calamaro elogia a Calle 13 y Diego "El Cigala", colaboradores de su nuevo disco | Emol.com». Emol (em Spanish). Consultado em 20 de junho de 2019 
  13. «Discos: "Bohemio", de Andrés Calamaro». Efe Eme (em espanhol). 25 de setembro de 2013. Consultado em 20 de junho de 2019 
  14. «'Bohemio', el nuevo éxito de Andrés Calamaro». Infobae (em espanhol). Consultado em 20 de junho de 2019 
  15. «Andrés Calamaro confirma show em Porto Alegre». GaúchaZH. 10 de junho de 2019. Consultado em 20 de junho de 2019 

Ligações externasEditar

Sítio oficial (em castelhano)

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Andrés Calamaro
   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da Argentina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.