Abrir menu principal

Lista do Património Mundial em perigo

artigo de lista da Wikimedia
Área Arqueológica de Chan Chan, Peru

A Lista do Patrimônio Mundial em Perigo é homologada e divulgada anualmente pelo Comitê do Patrimônio Mundial (órgão executivo da Convenção do Patrimônio Mundial (WHC-World Heritage Convention) e lista os sítios, todos já integrantes da Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, que se encontram severamente degradados, ameaçados, desprotegidos e vulneráveis, por variados aspectos, situações, motivos e consequências, tanto por ação humana e/ou natural.

Esses sítios, já reconhecidos como Patrimônio Mundial, necessitam de urgentes intervenções, salvaguardas especiais e recursos financeiros, possibilitando operações coordenadas pela UNESCO, para garantir sua recuperação e existência.

A solicitação, para avaliação junto ao Comitê do Patrimônio Mundial, e incluir um sítio na lista de em perigo é requerida pelo país-membro aonde o mesmo está localizado. Após estudos e avaliações, o Comitê do Patrimônio Mundial, em acordo com o artigo 11.4 da Convenção do Patrimônio Mundial promulgada na décima sétima (17ª) sessão anual da UNESCO realizada entre 17 de outubro a 21 de novembro de 1972 - Paris, França [1] criando o WHC - World Heritage Convention (Convenção do Patrimônio Mundial), inclui-o na lista de Patrimônio Mundial em Perigo, divulgando um alerta oficial da situação emergencial que está ocorrendo, proporcionando uma maior visibilidade junto aos estados-membros signatários (atualmente 191) da Convenção[2], e a toda a comunidade internacional, com o objetivo principal de conscientização e procurando apoio financeiro, material e humano para somar esforços e garantir ao sítio sua recuperação e existência.

Atualmente (Março de 2018) cinquenta e quatro (54) sítios localizados em trinta e três (33) países constam da lista.

Lista dos Sítios do Patrimônio Mundial em Perigo - por país [3] (Em parêntesis: em primeiro o ano da inclusão do sítio como Patrimônio Mundial ; em segundo o ano de inclusão na lista de em perigo):

AfeganistãoEditar

ÁustriaEditar

BelizeEditar

BolíviaEditar

ChileEditar

ColômbiaEditar

Costa do MarfimEditar

  • Reserva Natural Integral do Monte Nimba (1992) (sítio transfronteiriço com a Guiné) - como resultado de dois factores: a proposta de concessão de uma mina de ferro a um consórcio internacional e a instalação de um grande número de refugiados na parte guineense do monte.

Congo, República Democrática doEditar

EgitoEditar

Estados UnidosEditar

EtiópiaEditar

GeórgiaEditar

GuinéEditar

HondurasEditar

IêmenEditar

Ilhas SalomãoEditar

IndonésiaEditar

IrãoEditar

IraqueEditar

Jerusalém (Sítio proposta pela Jordânia)Editar

LíbiaEditar

MadagáscarEditar

MaliEditar

MicronésiaEditar

NígerEditar

PalestinaEditar

PanamáEditar

PeruEditar

Reino UnidoEditar

República Centro-AfricanaEditar

SenegalEditar

SérviaEditar

SíriaEditar

TanzâniaEditar

UgandaEditar

UzbequistãoEditar

VenezuelaEditar

Referências

  1. UNESCO-WHC - Convenção do Patrimônio Mundial - texto oficial - Paris, França - ('em inglês') ; ('em francês') ; ('em espanhol') ; Texto Integral da Convenção ('em português'). Visitadas em 4 de abril de 2016
  2. UNESCO-WHC - Lista dos Países Signatários da Convenção do Patrimônio Mundial - ('em inglês') ; ('em francês'). Visitadas em 4 de abril de 2016
  3. UNESCO-WHC - Lista do Patrimônio Mundial em Perigo - ('em inglês') . Visitada em 7 de Março de 2018

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar