Angel Hits & Amigos

Angel Hits & Amigos é o décimo segundo álbum de estúdio da apresentadora e cantora brasileira Angélica, lançado em 1999. É também, junto com Meu Jeito de Ser, o único álbum de estúdio que não tem o próprio nome dela como título. O álbum foi o primeiro no direcionamento a um público mais adulto.[1]

Angel Hits & Amigos
Álbum de estúdio de Angélica
Lançamento 1999
Gravação 1998—99
Gênero(s) Pop
Idioma(s) (em português)
Formato(s)
Gravadora(s) Sony BMG Brasil
Cronologia de Angélica
Angélica
(1998)
Angélica
(2001)

O disco conta com a participação de outros artistas, amigos de Angélica.[2][3][4] Foram feitos videoclipes para promovê-lo, o videoclipe para a canção "Boogie Oogie Oogie" foi gravado no Rock in Rio Café, com uma sátira a história de Cinderela, [5] já a canção "O Sal da Terra" teve seu clipe gravado em Grumari.[6]

Esse foi o último disco lançado pela gravadora Sony.

FaixasEditar

TítuloCompositor(es)Participação especial Duração
1. "Vou de Táxi (Joe Le Taxi)"  Franck Langolff, Étienne Roda-Gil / Versão: Aloysio Reis, BiafraClaudinho & Buchecha 3:45
2. "Acho Que Me Apaixonei"  Rubinho, A. Saccomani, Dennis, AndersonPepê & Neném 4:21
3. "Nosso Filme de Amor"  Michael Sullivan, Dudu Falcão 4:24
4. "Meu Herói"  Michael Sullivan, Paulo RicardoRodrigo Faro 3:57
5. "Quero Ser (Quiero Ser)"  E. Diaz, C. Colla, P.I. / Versão: Soto 3:21
6. "Cuida de Mim"  Michael Sullivan, Carlos CollaEbony Vox 4:33
7. "O Sal da Terra"  Beto Guedes, Ronaldo BastosJota Quest 4:54
8. "Aquarela"  Guido Morra, Maurizio Fabrizio, Toquinho, Vinícius de MoraesToquinho 4:03
9. "Segredo"  Michael Sullivan, Dudu Falcão 3:55
10. "O Verde É Nosso"  TatauTatau (Araketu) 5:04
11. "Pensando em Ti"  Claudinho de OliveiraBelo (Soweto) 4:32
12. "Sorte"  Celso Fonseca, Ronaldo BastosMaurício Mattar 3:55
13. "Boogie Oogie Oogie"  Janice Marie Johnson, Perry KibbleEdson Cordeiro 4:06
14. "Mauricinhos & Patricinhas"  Mu Chebabi, Paulo MuylaertCasseta & Planeta 3:49

Referências

  1. «BATE-PAPO COM Angélica». Bate-papo UOL. UOL HOST. 11 de novembro de 1999. Consultado em 6 de julho de 2015 
  2. «Angélica no rastro do reino dos adultos». O Globo. 23 de outubro de 1999. Consultado em 27 de maio de 2015 
  3. Mônica Soares (29 de outubro de 1999). «Apenas uma mulher». Jornal do Brasil. Consultado em 27 de maio de 2015 
  4. Chantal Brissac (1 de novembro de 1999). «Um altar para o amor de Maurício e Angélica». ISTOÉ Gente. Terra Networks. Consultado em 27 de maio de 2015 
  5. «Dos tempos da discoteca a Cinderela». Manchete. Rio de Janeiro: Bloch Editores. 16 de outubro de 1999. p. 27. Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  6. «Angélica e J. Quest: Clipe em Grumari». Manchete. Rio de Janeiro: Bloch Editores. 23 de outubro de 1999. p. 23. Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  Este artigo sobre um álbum de Angélica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.