Angelo Amato

Angelo Amato, S.D.B. (Molfetta, 8 de junho de 1938) é um cardeal católico italiano e prefeito emérito da Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano.

Angelo Amato
Cardeal da Igreja Católica
Prefeito emérito da Congregação para a Causa dos Santos
Hierarquia
Papa Francisco
Reitor-Mor Ángel Fernández Artime, S.D.B.
Atividade eclesiástica
Congregação Salesianos
Diocese Diocese de Roma
Serviço pastoral Congregação para a Causa dos Santos
Nomeação 9 de julho de 2008
Predecessor Dom José Cardeal Saraiva Martins, C.M.F.
Sucessor Dom Giovanni Angelo Cardeal Becciu
Mandato 2008 - 2018
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 22 de dezembro de 1967
Roma
Ordenação episcopal 6 de janeiro de 2003
Basílica de São Pedro
por Papa João Paulo II
Nomeado arcebispo 19 de dezembro de 2002
Cardinalato
Criação 20 de novembro de 2010
por Papa Bento XVI
Ordem Cardeal-diácono (2010-2021)
Cardeal-presbítero (2021-)
Título Santa Maria em Aquiro
Brasão
Coat of arms of Angelo Amato.svg
Lema Sufficit Gratia Mea
Dados pessoais
Nascimento Molfetta
8 de junho de 1938 (83 anos)
Nacionalidade italiano
Funções exercidas - Secretário-Geral da Congregação para a Doutrina da Fé (2002-2008)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Fez o ensino básico na escola das Irmãs Salesianas do Sagrado Coração de Bari e o ensino médio na Escola Náutica de Bari. Entrou na Congregação Salesiana na Torre Annunziata em 1953, fazendo seu noviciado em Portici Bellavista, de 1955 a 1956 e a primeira profissão em 16 de agosto de 1956. Concluiu o ensino médio em 1959, no Ginásio San Gregorio de Catânia. Estudou na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma (licenciatura em filosofia), de 1959 a 1962. Fez a profissão perpétua em 28 de junho de 1962 e de 1962 a 1964, estudou na Universidade Salesiana de Brindisi e de 1964 a 1967, na Pontifícia Universidade Salesiana de Roma.[1]

Foi ordenado sacerdote aos 22 de dezembro de 1967.[2] Após ordenado presbítero começou a cursar seus estudos de pós-graduação na Pontifícia Universidade Gregoriana e na Pontifícia Universidade Salesiana, em que se especializou em Cristologia.[1]

Em 1972 iniciou a lecionar na Pontifícia Universidade Salesiana, já em 1974 conseguiu o doutorado. Nos anos de 1978 e 1979 foi bolsista do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, na cidade de Tessalônica, na Grécia.[1] Foi nomeado secretário da Congregação para a Doutrina da Fé em 19 de dezembro de 2002 pelo Papa João Paulo II, por isso, foi consagrado como arcebispo-titular de Sila em 6 de janeiro de 2003, na Basílica de São Pedro, por João Paulo II coadjuvado por Leonardo Sandri, substituto da Secretaria de Estado, e por Antonio Maria Vegliò, secretário da Congregação para as Igrejas Orientais.[1][2]

Foi nomeado prefeito da Congregação para a Causa dos Santos pelo Papa Bento XVI em 9 de julho de 2008.[3]

Em 20 de outubro de 2010, foi anunciada a sua criação como cardeal pelo Papa Bento XVI, no Consistório de 20 de novembro, em que recebeu o barrete vermelho e o título de cardeal-diácono de Santa Maria em Aquiro..[1][2][4] Renunciou à prefeitura da Congregação para a Causa dos Santos em 31 de agosto de 2018.

No Consistório realizado em 3 de maio de 2021, optou pela ordem dos cardeais-presbíteros, mantendo sua diaconia pro hac vice.[5]

ConclavesEditar

Referências

Ligações externasEditar

Precedido por
Leoncio Leviste Lat
 
Arcebispo-Titular de Sila

2002 - 2010
Sucedido por
Savio Hon Tai-Fai, S.D.B.
Precedido por
Tarcisio Bertone, S.D.B.
 
Secretário da Congregação para
a Doutrina da Fé

2002 - 2008
Sucedido por
Luis Ladaria, S.J.
Precedido por
José Saraiva Martins, C.M.F.
 
Prefeito da Congregação para
as Causas dos Santos

2008 - 2018
Sucedido por
Giovanni Angelo Becciu
Precedido por
Antonio Innocenti
 
Cardeal-presbítero de
Santa Maria em Aquiro

2010 -
Até 2021 como cardeal-diácono
Sucedido por
incumbente