Animax (revista)

Revista brasileira sobre anime e mangá
Animax
Fundação 15 de maio de 1996
Editor Sergio Peixoto Silva
Site http://www.animaxmagazine.com/, https://www.catarse.me/animax

Animax foi uma revista sobre animês e mangás lançada no Brasil na década de 1990 pela editora Magnum (editora conhecida por publicar revistas especializadas em armas de fogo).[1]

A Animax nasceu após a cisão da revista Japan Fury, que originalmente foi lançada em 1993 como um fanzine da ORCADE (Organização Cultural de Animação e Desenho)[2] e que em 1995, ganhou uma versão profissional publicada pela editora Nova Sampa[3] em formatinho (13,5 cm x 20,5 cm),[4] e teve seu primeiro número em 15 de maio de 1996.

Editada por Sergio Peixoto Silva e José Roberto Pereira[3][nota 1],[5][6] a revista gerou dois spin-offs: as revistas Hypercomix e Mega Man, a primeira é um revista satírica semelhante a revista Mad que trazia paródias a séries de mangá e anime, lançada incialmente como um fanzine e a segunda um mangá licenciado do jogo homônimo da Capcom,[1][7] ambas eram totalmente produzidas por artistas brasileiros e trouxeram histórias desenhadas por artistas como Érica Awano e Eduardo Francisco (que fizeram suas estreias como desenhistas em Mega Man)[8][9] e Daniel HDR (que atualmente desenha para o mercado norte-americano em editoras como a Marvel Comics).[10]

A revista chegou a ter uma nova versão em 2004, a Animax Reload em formato A5 (um pouco maior que o tradicional formatinho). editada por Alexandre Nagado.[11]


Em 2017, em parceria com a editora Warpzone, Sergio Peixoto lançou uma edição comemorativa intitulada Animax nº 51, no formato A5.[12]

Em 2018, foi anunciado um projeto de financiamento coletivo no Catarse para publicar a revista em formato digital.[13] Em setembro de 2019, a Animax foi cancelada, dando lugar a uma nova versão da Anime EX.[14]

Projetos posterioresEditar

Após divergências, a dupla de editores desfez a parceria, Em 2002, Sergio Peixoto lançou a revista Anime EX pela Editora Trama (mesma editora das revistas Holy Avenger e Dragão Brasil)[15] em formato americano, mas com uma estrutura de pautas similar à da predecessora, com apenas algumas seções recebendo nomes diferentes.[16]

Em 2005, Peixoto lançou pela Digerati a revista Anime Fury, nos mesmos moldes das revistas Japan Fury e Animax (em formatinho e com 36 páginas)[4] e participa do livro Hentai – A Sedução do Mangá pela Opera Graphica, que também contou com textos do jornalista e pesquisador acadêmico Nobu Chinen e o quadrinista Minami Keizi, precursor do estilo mangá no Brasil na década de 1960.[17] No ano seguinte José Roberto lançou a Kamikaze, que gerou uma certa polêmica devido ao conteúdo gratuitamente ofensivo a cosplayers e fãs de anime e mangá.[6]

Em 2013, Peixoto publica o livro "Mangá do começo ao fim"[18]

Notas

  1. Falecido em fevereiro de 2012

Referências

  1. a b Sergio Miranda (Fevereiro de 1997. "Wizard - O Guia dos Quadrinhos #8 - Novos Mangás nas Bancas": 14 Editora Globo ISSN 1413-6082
  2. Convenção de animês e mangás em Osasco
  3. a b Peixoto Silva, Sergio (maio de 2019). «A História da Animax - Parte 1». Animax (63): 13-22 
  4. a b Juliana Freire (16 de janeiro de 2005). «Anime Fury Nº 1 nas bancas». Anime Pró 
  5. Falece o editor e escritor José Roberto Pereira
  6. a b Leandro Cruz e David Denis Lobão (26 de abril de 2006). «Nova revista nas bancas – Kamikaze». UOL 
  7. Guilherme Kroll Domingues (31 de agosto de 2010). «Relembrando a aventura de Ranma ½ pela Animangá». Universo HQ 
  8. Carlo Costa (10 de fevereiro de 2009). «Entrevista:Eduardo Francisco». HQ Maniacs 
  9. «Arte japonesa do Mangá em Maceió». site do Jornal Primeira Edição. 7 de dezembro de 2006. Consultado em 21 de novembro de 2009 
  10. «Entrevista com o quadrinista Daniel HDR». Anime Pró. 21 de fevereiro de 2006 
  11. Marcelo Forlani (25 de Outubro de 2004). «Nova revista sobre animê e mangá nas bancas». Omelete 
  12. Revista Animax nº 51
  13. Animax Catarse
  14. ANIME EX 01 CHEGOU! Nova fase, mudança de nome e de visual.
  15. Érico Borgo (31 de Março de 2003). «Omelete entrevista: Marcelo Cassaro fala sobre Dungeon Crawlers». Omelete 
  16. press release (24 de outubro de 2002). «Trama lança a Mangá Ex, uma nova revista sobre mangás». Universo HQ 
  17. Opera Graphica lança livro teórico sobre hentai
  18. Lançado Mangá dom começo ao fim
Bibliografia

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.