Abrir menu principal

Aniquilacionismo é uma doutrina escatológica minoritária que diz que as almas dos pecadores serão aniquiladas após a morte de seus corpos físicos. É seguida entre outras denominações, pelos Anabatistas, e Adventistas (assim como eram os anabatistas, a última é considerada fundamentalista) com o fundamento de que a tortura eterna aos pecadores, defendidas por outras doutrinas, é incompatível com o caráter amoroso e justo do Deus cristão.

Escatologia: 1 doutrina das coisas que devem acontecer no fim do mundo.

Doutrina que trata do destino final do homem e do mundo; pode apresentar-se em discurso profético ou em contexto apocalíptico.

Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros.

 Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras.

 Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo.

 E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo. Apocalipse 20.12-15 nesse contesto os aniquilacionistas pregam que todos os impenitentes sucumbirão até serem consumidos e não mais existirão. Quem tiver muitos pecados será queimado por mais tempo do que quem tiver menos pecados (Lucas 12.47-48)


A religião Testemunhas de Jeová apresenta uma modalidade de aniquilacionismo, ao afirmar que alma, vida e corpo são a mesma coisa, logo, a alma é destruída na morte. Portanto, não poderia haver um aniquilamento posterior. A morte seria automaticamente o oposto da vida e o aniquilamento completo, de imediato.

Fundamentalismo

Seitas

Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.