Abrir menu principal
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

A década de 2010, também conhecida como anos 2010 ou ainda anos 10, compreende o período de tempo entre 1 de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2019.

SÉCULOS: Século XXSéculo XXISéculo XXII
DÉCADAS: 196019701980199020002010202020302040 • 2050 • 2060
ANOS: 20102011201220132014201520162017201820192020

Índice

Cronologia de eventosEditar

Visão geral no mundoEditar

 
Bento XVI, primeiro papa a abdicar desde o século XIII

A década de 2010 teve início enfrentando as consequências após o fim crise econômica mundial, iniciada nos últimos anos da década anterior. A crise afetou especialmente os países da União Europeia, em especial os do sul da Europa, que tiveram aumento no desemprego e notas rebaixadas da dívida por agências como a Fitch e a Standard & Poor's. Mesmo os Estados Unidos, pela primeira vez, perderam a nota máxima (AAA). [42] [43] Porém, surpreendentemente países da América latina como Peru e Uruguai não foram tão afetados por essa crise quanto economias latino-americanas mais crescentes como México e Argentina. [44][45]

A década também ficou marcada pela crise migratória na Europa, agravada em 2015. Centenas de milhares de migrantes irregulares vindos da África, Oriente Médio e Ásia Meridional buscam refúgio nos estados membros da União Europeia. Muitos seguiram a rota do Mediterrâneo, ocorrendo vários naufrágios e muitos perdem a vida. Ocorreu também uma nova aproximação entre a França e a Alemanha principalmente após a vitória de Emmanuel Macron nas eleições francesas. Uma das grandes polêmicas na Europa foi o anuncio da saída do Reino Unido da União Europeia mais conhecido como brexit marcado para 31 de outubro de 2019. [46][47]

A partir de 2016, grande parte do mundo ocidental começou a experimentar uma reação política contra a globalização, especialmente a política de imigração e os acordos de livre comércio. Essa tendência ficou mais evidente após a votação do Brexit no Reino Unido e a eleição de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos [27]. O aumento da desigualdade econômica nos países desenvolvidos também foi um importante tema de discussão ao longo da década. Em outros lugares, o sentimento populista aumentou nos países asiáticos no final de 2010, particularmente no sudeste da Ásia e na Índia. [48][49][50]

No Norte da África, irrompeu a Primavera Árabe [51], em que regimes ditatoriais iniciados ainda no século XX foram depostos através de forças populares, por meio dos rebeldes, tendo início na Tunísia e estendendo-se depois para o Egito e principalmente para a Líbia, culminando com a execução do ditador Muammar al-Gaddafi [52]. Por outro lado, emergiu o grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante, concentrado na região do Levante [53]. Tal grupo vale-se de execuções brutais de reféns como método de intimidação, estendendo sua atividade para todo o norte da África e até mesmo para a Europa, sendo particularmente notáveis os ataques de novembro de 2015 em Paris, que deixaram 129 mortos e mais de 300 feridos [54][55], sendo este o maior ataque ocorrido em solo europeu desde a Segunda Guerra Mundial. Como resposta, a França iniciou uma ofensiva militar aliando-se à Rússia em bombardeios às áreas controladas pelo Estado Islâmico na região do Levante. [56][57]

Ocorreu também o escândalo do Vatileaks, em que documentos secretos do Vaticano foram roubados, denunciando casos de corrupção no Banco do Vaticano e disputas internas dentro da Cúria [58][59]. Em 2013, o papa Bento XVI abdicou do pontificado, fato que não ocorria desde o século XIII [60], o motivo alegado foi a falta de condições de saúde para continuar a exercer o pontificado. Em suas últimas audiências, Bento XVI denunciou a hipocrisia religiosa, e disse renunciar "para o bem da Igreja", ele foi sucedido pelo Papa Francisco, primeiro papa oriundo da América Latina. [61]

Outro marco importante da década foi a popularização dos dispositivos móveis. As vendas de computadores convencionais caíram pela primeira vez, dando lugar ao crescimento de smartphones e tablets, conceito desconhecido do grande público até o lançamento do primeiro iPad pela Apple, em 2010. A Apple se tornou, no início da década, a empresa com maior de valor de mercado no mundo. Posteriormente o conceito do tablet seria adotado por outras fabricantes como a Motorola, a Sony, a Microsoft — em uma de suas até então raras incursões no mercado de hardware — e sobretudo a Samsung, com quem a Apple travou uma batalha judicial por causa de patentes durante 7 anos [62] [63][64]

No BrasilEditar

 
Dilma Rousseff, a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente do Brasil

O maior marco no início da década foi a eleição de Dilma Rousseff como a primeira mulher a ser eleita Presidente da República. Eleita pelo PT, demitiu vários ministros e funcionários de alto escalão em seu primeiro ano de mandato devido a acusações de corrupção. Teve, no início, um mandato caracterizado por uma política, em parte, voltada pela continuidade dos programas sociais de seus dois antecessores imediatos, Luís Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso e, em outra, por parcerias com a iniciativa privada na gestão de aeroportos e reduções pontuais de impostos em setores estratégicos da economia, como a eletricidade. Entretanto, o crescimento do PIB brasileiro não se destacou, em comparação a outros países emergentes. [65][66][67]

Em 2013, em meio a uma acelerada da inflação, o aumento da tarifa dos transportes públicos em São Paulo serviu de estopim para uma irrupção de protestos em todas as grandes cidades do Brasil,[68] [69]muitos deles violentos, chegando mesmo a incendiar a área frontal do Palácio Itamaraty, em Brasília, com várias demandas e condenações a toda a classe política brasileira.[70] A presidente Dilma Rousseff respondeu a isto com a proposta de um plebiscito para uma reforma política, que não ocorreu. Mesmo com a popularidade bem mais baixa, Dilma Rousseff foi reeleita para um segundo mandato em 2014. Em seu segundo mandato, o Brasil vivenciou a pior recessão desde o início do Plano Real.[71] Acusações de crimes de responsabilidade resultaram no impeachment de Dilma Roussef, assumindo o vice-presidente Michel Temer em 2016.[72]

Outro marco importante no Brasil foi o julgamento do Escândalo do Mensalão, tendo, como relator, o ministro Joaquim Barbosa, o primeiro negro a exercer a presidência do STF. Neste julgamento, 25 dos 37 réus foram condenados, entre eles os ex-ministros José Dirceu e José Genoíno, a penas que variam desde multa até prisão em regime fechado. Eclodiu também a Operação Lava Jato, apurando um rombo histórico na Petrobras, que perdeu grande parte de seu valor de mercado. Nesta operação, vários próceres de grandes empresas e muitos políticos foram presos, inclusive o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.[73][74][75][33] Também nesta década ocorreram o massacre do Realengo, que deixou 13 mortos e 22 feridos, o massacre de Suzano, que deixou 10 mortos e 11 feridos, e o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, que deixou mais de 240 mortos e outras centenas de feridos, além de um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil e do mundo, ocorrido com a ruptura da barragem de Mariana, em Minas Gerais, controlada pela Samarco. Todo o ecossistema da bacia do Rio Doce foi completamente destruído após sofrer um despejo de 50 milhões de metros cúbicos de lama tóxica, que chegou até mesmo a atingir o litoral do Espírito Santo. Em 2019, houve o rompimento de uma barragem de rejeitos de minério de ferro, na Mina de Córrego do Feijão, administrada pela Vale S.A., na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, que deixou mais de 230 mortos e destruiu grande parte da fauna do Rio Paraopeba. [76][77][78][79][80]

Vale destacar também que nestes 10 anos, o Brasil recebeu diversos eventos importantes do mundo, desde políticos, desportivos e até religiosos. A Rio+20 em 2012, a Copa das Confederações 2013, onde a seleção de futebol se sagrou campeã [81], a Jornada Mundial da Juventude de 2013 quando o Papa Francisco fez sua primeira visita ao país[82], a Copa do Mundo 2014 na qual o Brasil perdeu na semifinal e ficou em quarto lugarl[83] e irá receber a Copa América [84] e a décima primeira Cúpula dos Brics em 2019 [85].

Em 2018, após mais de 30 anos de governos considerados de esquerda no espectro político, houve uma grande mudança política no país quando o deputado Jair Bolsonaro conhecido por suas opiniões nacionalistas da direita foi eleito Presidente da Republica, ele foi eleito principalmente após o descobrimento de diversos escândalos de corrupção que ocorreram durante governos anteriores [86][87], a crise econômica do Brasil desde 2014 que se desencadeou no Governo Dilma [88] e a insatisfação do povo em quanto a governos da esquerda. [89][90][91]

No mundo dos esportes, o Brasil recebeu diversos eventos desportivos, entre eles, a Copa das Confederações 2013, onde a seleção de futebol se tornou campeã [81], a Copa do Mundo de 2014 na qual viria a ocorrer o fatídico 7 a 1 para a seleção alemã na semifinal [83][92] e em seguida em 2016, o evento desportivo mais importante do mundo depois da Copa, os Jogos Olímpicos Rio 2016[93],no qual o país teve a melhor participação da história [94]. No final da década, o país se recuperou no futebol, conseguindo alcançar a terceira posição no Ranking da FIFA [95], porém perdeu para a Seleção Belga (que demostrou um ótimo desempenho na Copa mesmo sem nunca ter ganho uma) nas quartas de final na Copa do Mundo de 2018 [96][97] e ainda irá receber a Copa América 2019 que sediaria em 2015 mas em virtude dos grandes eventos, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, o país optou por trocar com o Chile[84].


Política e guerrasEditar

GuerrasEditar

As principais guerras da década são:

Guerras InternacionaisEditar

Nome Data de início Data final Descrição
Conflito entre Israel e Palestina 14 de maio de 1948


em progresso As origens do conflito remontam ao final do século XIX quando judeus colonos começaram a migrar a Palestina e se juntar a judeus remanescentes das invasões históricas.

Porém é desde 1948 que o conflito armado entre as comunidades judaica e árabe em Israel e na Cisjordânia começa. Depois de Israel ocupar a Cisjordânia, a nação israelense começou a fazer assentamentos lá , o que tem sido um obstáculo para o processo de paz. As tensões também continuaram altas, já que o Hamas, que controla a Faixa de Gaza [98][99], continua lançando foguetes transfronteiriços até o território de Israel [100] [101].

Guerra ao Terror 11 de setembro de 2001 em progresso Motivado pelos ataques de 11 de setembro de 2001, o então Presidente americano, George W. Bush, declarou a "Guerra ao Terror" como parte de sua estratégia global para combater o terrorismo conhecida como Doutrina Bush e desde então os Estados Unidos e governos aliados iniciaram um esforço de larga escala para combater o terrorismo globalmente. [102][103] Com o apoio da OTAN os Estados Unidos invadiram o Afeganistão e derrubaram o governo talibã que o controlava [104][105]. Dois anos depois, sob o pretexto de que o governo de Saddam Hussein tinha armas de destruição em massa (sem autorização prévia da ONU), os Estados Unidos invadiram o Iraque e derrubaram o governo de Hussein [106][107], após a invasão os Estados Unidos ocupou o território do país. Contudo, a insurgência talibã continua provocando um aumento da violência na região .
Intervenção militar da Rússia na Ucrânia 20 de fevereiro de 2014 em progresso Após a queda do presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, os soldados russos assumiram o controle de posições estratégicas no território ucraniano da Crimeia e posteriormente anexaram a região em um controverso referendo no ano de 2014 [108]. Nos meses que se seguiram, os protestos em Donestsk transformaram-se em um confliro armado entre o governo da Ucrânia e as forças separatistas apoiadas pela Rússia [109][110].
Guerra contra o Estado Islâmico 13 de junho de 2014 em progresso No final de 2013, uma organização terrorista chamada Estado Islâmico do Iraque e do Levante começou a fazer avanços militares rápidos e ganhos territoriais no Iraque e na Síria. Ele capturou Mossul na Batalha de Mossul em junho [111] [112] e fez Raqqua sua capital.[113][114] Várias coalizações internacionais foram formadas para ajudar a combater os militantes do Oriente Médio.[115] Em dezembro de 2017, o Estado Islâmico já havia perdido grande parte do seu território e as tropas russas foram retiradas da Síria.[116][117] Após a organização terrorista perder o controle das cidades de Mossul e de Raqqua [118] ela se mostrou muito enfraquecida e praticamente derrotada, sendo assim o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou a derrota do Estado Islâmico na Síria e anunciou a retirada de tropas americanas do país em dezembro de 2018. [119][120][121][122]


Primavera ÁrabeEditar

Nome Data de inicio Data final Descrição
Guerra Civil

Síria

26 de janeiro

de 2011

em

progresso

A Guerra Civil Síria é um conflito interno em andamento na Síria, que começou como uma série de grandes protestos populares, parte da Primavera Árabe, em 26 de janeiro de 2011 e progrediu para uma violenta revolta armada em 15 de março de 2011. Enquanto a oposição (os chamados "Rebeldes") alega estar lutando para destituir o presidente Bashar al-Assad do poder para posteriormente instalar uma nova liderança mais democrática no país, o governo sírio diz estar apenas combatendo "terroristas armados que visam desestabilizar o país". Com o passar do tempo, a guerra passou a abranger aspectos de natureza sectária e religiosa, com a expansão do Estado Islâmico sobre o território, e forças curdas, combatendo tanto o governo quanto umas às outras. Assim, o conflito acabou espalhando-se para a região, atingindo também países como Iraque, Líbano e a Turquia, ocasionado uma emigração em massa.

MarcosEditar

Conflitos, política e religiãoEditar

 
Osama Bin Laden é capturado e morto em 2 de maio de 2011.

2011

Desastres naturaisEditar

Desastres por causas humanasEditar

Saúde públicaEditar

A década ficou marcada pela diminuição da pandemia de gripe A no mundo [146]. Ocorreu também na África Ocidental um surto de ébola entre 2013 e 2016 o que provocou 11 mil mortes[147] [148]. Nas Américas, especialmente no Brasil, ocorreu em 2013 um surto de chicungunha [149]e posteriormente uma epidemia de Zica, que causou o nascimento de bebês com microcefalia [150]. Ambas as epidemias foram causadas pelo mosquito Aedes aegypti.

EconomiaEditar

LíderesEditar

Cultura e ArteEditar

 
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

MúsicaEditar

CinemaEditar

  • Avatar se torna o filme mais visto da história do cinema, superando Titanic. Até 25 de janeiro de 2010, o filme tinha faturado 562 milhões de dólares nos EUA e Canadá e 1,288 bilhões * mundialmente, alcançando a cifra de 2,62 bilhões de dólares, se tornando a maior bilheteria da história e o primeiro filme a superar a marca de 2 bilhões de dólares. [184][185]
  • Harry Potter que já arrecadou 10,4 bilhões de reais durante dez anos, tem seu tão esperado desfecho, que por sua vez, se transformou em uma das maiores bilheterias do mundo, batendo inúmeros recordes e altamente elogiado por criticos.[186][187]
  • Os filmes de animação se tornaram predominantemente gerados por computador. Estilos mais antigos perderam protagonismo, embora animes continuem sendo populares.
  • Filmes de super-heróis e de ficção científica, principalmente os do Universo Cinematográfico Marvel, que já haviam se popularizado na década anterior, tornam-se líderes de bilheteria e carros-chefes de estúdios de cinema. [188][189]
  • Em dezembro de 2015 estreou o primeiro filme da nova trilogia de Star WarsStar Wars: The Force Awakens. [190]
  • Em 2019, estreou Vingadores:Ultimato, o filme mais bem sucedido do Universo Cinematográfico Marvel, a franquia de filmes mais rica da história do cinema, dando fim a "Saga do Infinito". [191][192][193]

TelevisãoEditar

2010Editar

2011Editar

2012Editar

2013Editar

2015Editar

2016Editar

2017Editar

  • Estreia na CW a série americana Riverdale, que se tornou um sucesso entre o público adolescente.
  • Estreia o último episódio de um dos desenhos mais vistos do Cartoon Network, Apenas um Show.

2018Editar

2019Editar

  • Grey's Anatomy se torna o drama médico mais longo da história.[204]
  • Aniversário de 30 anos desde a estreia dos Simpsons.
  • Vai ao ar a última temporada da série de sucesso mundial, Game of Thrones.

ModaEditar

  • Através da popularização de gêneros musicais como o funk e o sertanejo universitário no Brasil e da música pop no resto do mundo, a moda retrô passa a fazer parte do guarda-roupa dos jovens, remetendo aos visuais do final do século XX, em especial das décadas de 1980 e 1990.
  • A moda grunge dos anos 1990 também volta a influenciar o estilo dos jovens, com camisas de flanela xadrez, gargantilhas (entre as mulheres), jardineiras e jeans rasgados. Entre outros itens que marcaram a época, retornaram à moda jaquetas oversized, mini óculos, óculos com armações redondas e o famoso "mom jeans" — modelo de calças jeans populares entre as mamães na década de 1990.
  • O estilo hipster movimenta o guarda-roupa não somente dos jovens, mas também do público em geral, sendo conhecida por implementar um caldeirão de misturas e gostos da massa, e trazer elementos antigos à serem reutilizados na moda.
  • O estilo gótico reaparece no cenário urbano, mas denominado desta vez como "gótico-suave", sendo uma versão mais leve e comportada do original que teve o seu auge vinte anos antes.
  • No público feminino, durante a metade da década, o retrô e o vintage continuam em alta e dominando o mercado, rebuscando além dos estilos dos anos 1980 e 1990 que já estavam em uso, os dos anos 1970, que reaparecem com força. Da década de 1970 voltam as calças flare, sapatos com grandes plataformas ou com saltos grossos e cores mais fracas entre mulheres adultas. Entre as jovens, as inspirações para as vestimentas provém das duas décadas posteriores. Da década de 1980: roupas muito coloridas e brilhosas, neon, saias, shorts, sapatos scarpins, polainas, jeans ácido e a cintura alta. Grande parte das jovens e adultas começam a usar seus "cabelos naturais" e afro, muito volumosos e ousados como consequência da popularização do ativismo dos movimentos negro e feminista.
  • No público masculino o estilo hipster dita os ressurgimentos. A moda contém inspirações das cinco últimas décadas do século anterior, tendo a estética dos anos 1980 e 1990 se destacado como as duas mais populares. Da década de 1950 reaparece o famoso corte "undercut", calças justas e camisas com a barra virada, e jaquetas jeans ou de couro. Da década de 1970, as cores mais suaves e os cabelos afro. Dos anos 1980, as cores vibrantes, mocassins e jeans rasgados e com lavagem ácida. Da década de 1990, as camisas quadriculadas e flanela, sapatenis, coturnos, entre outros acessórios.

Geração ZEditar

A maioria da geração Z, nascidos em média entre 1994 e 2010, passaram na década de 2010 por sua infância, adolescência ou fase adulta. Essa geração nasceu após o surgimento da internet e desde a infância está acostumada com a tecnologia, exatamente por esse motivo eles tem muita facilidade no manuseio de smartphones, computadores, tablets e redes sociais e sempre estão um passo a frente dos próprios pais no mundo da tecnologia. Existem certas dificuldades em quanto a sua educação já que os pais dessa geração não tiveram contato com a internet até a fase adulta, muitos deles tendem a compará-los a si mesmos quando jovens e pensam que seus filhos não deveriam ter tanto contato com a internet para ter uma infância saudável. Porém essa geração chegou ao mundo em um momento de contexto tecnológico totalmente diferente daquele em que viveram os pais. Por isso, a adaptação natural tornou essas crianças predispostas a essa inovação [205] [206]

Ciência e tecnologiaEditar

CiênciaEditar

 
Chega ao fim a era dos ônibus espaciais.
 
A Estação Espacial Internacional é concluída no inicio da década.

2010Editar

2011Editar

2012Editar

  • Cientistas do CERN anunciam que podem ter descoberto o bosão de Higgs conhecido como a "partícula de Deus".

2014Editar

2015Editar

2016Editar

TecnologiaEditar

 
É lançado o tablet, inovação tecnológica que marcou a década.

InternetEditar

 
Fundada na década de 1990, se popularizou nessa década.
 
Spotify difunde o serviço de streaming musical.

Diversão eletrônicaEditar

EsportesEditar

Principais eventos multiesportivos da década de 2010
Ano Evento Local Data da escolha
2010 9.º Jogos Sul-Americanos Medellín   Colômbia 7 de novembro de 2006
21.º Jogos Olímpicos de Inverno Vancouver   Canadá 2 de julho de 2003
16.º Jogos Asiáticos Guangzhou   China 1 de julho de 2004
19.º Jogos da Commonwealth Deli   Índia 14 de novembro de 2003
11.º Jogos Sul-Asiáticos Daca   Bangladesh
2011 16.º Jogos Pan-Americanos Guadalajara   México 28 de maio de 2006
10.º Jogos Pan-Africanos Maputo   Moçambique 27 de abril de 2005
14.º Jogos do Pacífico Nouméa   Nova Caledônia
2012 30.º Jogos Olímpicos de Verão Londres   Inglaterra 6 de julho de 2005
2013 9.º Jogos Mundiais Cáli   Colômbia 15 de julho de 2009
12.º Jogos Sul-Asiáticos Deli   Índia
2014 3.º Jogos da Lusofonia Goa   Índia 14 de julho de 2009
22.º Jogos Olímpicos de Inverno Sóchi   Rússia 4 de julho de 2007
17.º Jogos Asiáticos Incheon   Coreia do Sul 17 de abril de 2007
10.º Jogos Sul-Americanoss Santiago   Chile 7 de novembro de 2006
20.º Jogos da Commonwealth Glasgow   Escócia 9 de novembro de 2007
2015 17.º Jogos Jogos Pan-Americanos Toronto   Canadá 6 de novembro de 2009
11.º Jogos Pan-Africanos Brazzaville   República do Congo 14 de setembro de 2011
15.º Jogos do Pacífico Port Moresby   Papua-Nova Guiné 27 de setembro de 2009
1.º Jogos Europeus Baku   Azerbaijão 8 de dezembro de 2012
2016 31.º Jogos Olímpicos de Verão Rio de Janeiro   Brasil 2 de outubro de 2009
2017 4.º Jogos da Lusofonia Maputo   Moçambique
10.º Jogos Mundiais Wroclaw   Polónia 12 de janeiro de 2012
2018 23.º Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang   Coreia do Sul 6 de julho de 2011
21.º Jogos da Commonwealth Gold Coast   Austrália 11 de novembro de 2011
2019 18.º Jogos Pan-americanos Lima   Peru 11 de outubro de 2013
Principais eventos futebolísticos da década de 2010
Ano Evento Local Campeão
2010 19.º Copa do Mundo FIFA   África do Sul   Espanha (1.º título)
27.º Campeonato Africano das Nações   Angola   Egito (7.º título)
2011 43.º Copa América   Argentina   Uruguai (15.º título)
15.º Copa da Ásia   Catar   Japão (4.º título)
11.º Copa Ouro da CONCACAF   Estados Unidos   México (6.º título)
6.º Copa do Mundo FIFA Feminino   Alemanha   Japão (1º título)
2012 28.º Campeonato Africano das Nações   Guiné Equatorial e   Gabão   Zâmbia (1.º título)
14.º Campeonato Europeu de Futebol   Polónia e   Ucrânia   Espanha (3.º título)
9.º Copa das Nações   Ilhas Salomão   Taiti (1.º título)
2013 29.º Campeonato Africano das Nações   África do Sul   Nigéria (3.º título)
12.º Copa Ouro da CONCACAF   Estados Unidos   Estados Unidos (4.º título)
9.º Copa das Confederações   Brasil   Brasil (4.º título)
2014 20.º Copa do Mundo FIFA   Brasil   Alemanha (4.º título)
2015 13.º Copa Ouro da CONCACAF   Estados Unidos e   Canadá   México (7.º título)
44.º Copa América   Chile   Chile (1.º título)
16.º Copa da Ásia   Austrália   Austrália (1.º título)
30.º Campeonato Africano das Nações   Guiné Equatorial   Costa do Marfim (2.º título)
7.º Copa do Mundo FIFA Feminino   Canadá   Estados Unidos (3º título)
2016 15.º Campeonato Europeu de Futebol   França   Portugal (1.º título)
45.º Copa América   Estados Unidos   Chile (2.º título)
10.º Copa das Nações   Papua-Nova Guiné   Nova Zelândia (5.º título)
2017 14.º Copa Ouro da CONCACAF   Estados Unidos   Estados Unidos (6.º título)
31.º Campeonato Africano das Nações   Gabão   Camarões (5° título)
10.º Copa das Confederações   Rússia   Alemanha (1.º título)
2018 21.º Copa do Mundo FIFA   Rússia   França (2.º título)
2019 8.º Copa do Mundo FIFA Feminino   França
46.º Copa América   Brasil

Referências

  1. a b «Acidente de avião na Rússia mata presidente da Polônia - Internacional». Estadão. Consultado em 22 de abril de 2019 
  2. a b «Espanha vence Holanda na prorrogação e é campeã pela 1ª vez». Terra. Consultado em 22 de abril de 2019 
  3. a b G1, Do; Paulo, em Brasília e em São (31 de outubro de 2010). «Dilma Rousseff é a primeira mulher eleita presidente do Brasil». Eleições 2010. Consultado em 22 de abril de 2019 
  4. a b «Dilma Rousseff toma posse e inicia segundo mandato na Presidência da República». O Globo. 1 de janeiro de 2015. Consultado em 22 de abril de 2019 
  5. a b «Primavera Árabe – resumo». Guia do Estudante. Consultado em 22 de abril de 2019 
  6. «Fim da Guerra do Iraque: Desafio agora é manter estabilidade política e segurança no país». vestibular.uol.com.br. Consultado em 22 de abril de 2019 
  7. «Estados Unidos oficializam o fim da Guerra do Iraque». VEJA.com. Consultado em 23 de abril de 2019 
  8. a b Welle (www.dw.com), Deutsche. «2011: Muammar Kadafi é morto na revolução líbia | DW | 20.10.2018». DW.COM. Consultado em 23 de abril de 2019 
  9. «Presidente Aníbal Cavaco Silva é reeleito em Portugal». Gazeta do Povo. Consultado em 23 de abril de 2019 
  10. «Pedro Passos Coelho foi eleito para o cargo de primeiro-ministro». Caras. Consultado em 23 de abril de 2019 
  11. a b G1, Do; Paulo, em São (7 de novembro de 2012). «Barack Obama derrota Mitt Romney e é reeleito presidente dos EUA». Eleições nos EUA 2012. Consultado em 23 de abril de 2019 
  12. «Vladimir Putin é eleito presidente da Rússia pela terceira vez». Bom Dia Brasil. 5 de março de 2012. Consultado em 23 de abril de 2019 
  13. G1, Mariana Oliveira e Nathalia PassarinhoDo; Brasília, em (17 de dezembro de 2012). «Supremo conclui julgamento do mensalão após quatro meses e meio». Julgamento do mensalão. Consultado em 23 de abril de 2019 
  14. superuser (19 de fevereiro de 2014). «Morre Hugo Chavez, presidente da Venezuela». HISTORY. Consultado em 23 de abril de 2019 
  15. «Hu Jintao deixa o cargo de líder do Partido Comunista». Opinião e Notícia. 14 de novembro de 2012. Consultado em 24 de abril de 2019 
  16. a b «Putin assina acordo para anexar Crimeia à Rússia». O Globo. 18 de março de 2014. Consultado em 24 de abril de 2019 
  17. G1, Do; Brasília, em (13 de agosto de 2014). «Eduardo Campos morre em Santos após queda do avião em que viajava». Santos e Região. Consultado em 24 de abril de 2019 
  18. G1, Do; Brasília, em (26 de outubro de 2014). «Dilma é reeleita presidente e amplia para 16 anos ciclo do PT no poder». Eleições 2014. Consultado em 24 de abril de 2019 
  19. a b «Dilma Rousseff é reeleita». Agência Brasil. 26 de outubro de 2014 
  20. «Giorgio Napolitano renuncia à presidência da Itália». O Globo. 14 de janeiro de 2015. Consultado em 24 de abril de 2019 
  21. «Jurista Sergio Mattarella é eleito presidente da Itália». CartaCapital. 31 de janeiro de 2015. Consultado em 24 de abril de 2019 
  22. G1, Do; Paulo, em São (4 de outubro de 2015). «Direita vence eleições legislativas em Portugal mas perde maioria absoluta». Mundo. Consultado em 24 de abril de 2019 
  23. a b «Conferência do clima termina com 'acordo histórico' contra aquecimento global». BBC News Brasil. Consultado em 24 de abril de 2019 
  24. G1, Do; Paulo, em São (24 de junho de 2016). «Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo». Mundo. Consultado em 24 de abril de 2019 
  25. «Reino Unido decide pela saída da União Europeia». GaúchaZH. 24 de junho de 2016. Consultado em 24 de abril de 2019 
  26. «Impeachment é aprovado e Dilma Rousseff deixa de ser presidente do Brasil». epocanegocios.globo.com. Consultado em 24 de abril de 2019 
  27. a b «Aconteceu. Trump eleito presidente». www.jn.pt. Consultado em 24 de abril de 2019 
  28. «Marcelo Rebelo de Sousa eleito Presidente da República». www.jornaldenegocios.pt. Consultado em 24 de abril de 2019 
  29. «Donald Trump toma posse como 45º presidente dos Estados Unidos». G1. Consultado em 24 de abril de 2019 
  30. «Robert Mugabe renuncia à presidência do Zimbábue após 37 anos no poder». G1. Consultado em 24 de abril de 2019 
  31. a b Moleiro, Alonso (21 de maio de 2018). «Maduro é reeleito presidente da Venezuela com uma forte abstenção e em meio a denúncias de fraude». EL PAÍS. Consultado em 24 de abril de 2019 
  32. Magri, Diogo (15 de julho de 2018). «França goleia Croácia na final e é bicampeã da Copa». EL PAÍS. Consultado em 22 de abril de 2019 
  33. a b c «Lula se entrega à PF e é preso para cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro». G1. Consultado em 24 de abril de 2019 
  34. a b «Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil». VEJA.com. Consultado em 24 de abril de 2019 
  35. a b «Bolsonaro, 38º presidente do país, toma posse hoje à tarde». Agência Brasil. 1 de janeiro de 2019. Consultado em 22 de abril de 2019 
  36. a b «Temer diz que deixa Presidência 'com a alma leve e a consciência do dever cumprido'». G1. Consultado em 22 de abril de 2019 
  37. a b «Quem é Juan Guaidó, presidente autoproclamado da Venezuela recebido por Bolsonaro?» (em inglês). 28 de fevereiro de 2019 
  38. «Entenda a crise na Venezuela: da reeleição de Maduro à tentativa de tirá-lo do governo». G1. Consultado em 28 de maio de 2019 
  39. «O que se sabe sobre o incêndio na Catedral de Notre-Dame». EXAME. 16 de abril de 2019. Consultado em 28 de maio de 2019 
  40. «Incêndio em Notre-Dame: o que se sabe sobre a tragédia que consumiu catedral em Paris» (em inglês). 16 de abril de 2019 
  41. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Incêndio destrói parte da Catedral de Notre-Dame | DW | 15.04.2019». DW.COM. Consultado em 28 de maio de 2019 
  42. Redação (23 de dezembro de 2010). «2010, Economia. Crise econômica internacional não se esgotou». EcoDebate. Consultado em 23 de abril de 2019 
  43. «As agências de "rating" ampliaram a crise de hoje. E preparam... a crise de amanhã». PÚBLICO. Consultado em 23 de abril de 2019 
  44. «Dez anos da crise de 2008: colapso, consequências e lições». Nexo Jornal. Consultado em 23 de abril de 2019 
  45. «O mundo depois da crise de 2008». epocanegocios.globo.com. Consultado em 23 de abril de 2019 
  46. «Linha Direta - União Europeia adia Brexit para 31 de outubro, data da festa de Halloween». RFI. 11 de abril de 2019. Consultado em 23 de abril de 2019 
  47. a b BBC, Laurence PeterDa (29 de agosto de 2015). «O que há por trás da crise de imigrantes na Europa?». Mundo. Consultado em 23 de abril de 2019 
  48. «Por que o populismo está crescendo na direita e na esquerda?». G1. Consultado em 1 de maio de 2019 
  49. «As polêmicas envolvendo a política migratória de Trump | Atualidades no Vestibular». Guia do Estudante. Consultado em 1 de maio de 2019 
  50. «Desigualdade subiu nos países desenvolvidos e cortou crescimento». O Globo. 8 de dezembro de 2014. Consultado em 1 de maio de 2019 
  51. «Primavera Árabe. Os principais fatos da Primavera Árabe». Brasil Escola. Consultado em 5 de maio de 2019 
  52. «A morte de Kadafi em fotos». EXAME. 21 de outubro de 2011. Consultado em 5 de maio de 2019 
  53. a b «A expansão do Estado Islâmico». Infográficos - O Globo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  54. G1, Do; Paulo, em São (14 de novembro de 2015). «Ataques em Paris: veja quem são os mortos na série de atentados». Mundo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  55. «Governo francês identifica todas as 129 vítimas dos ataques». BBC News Brasil. Consultado em 5 de maio de 2019 
  56. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Rússia une forças com a França contra "Estado Islâmico" | DW | 17.11.2015». DW.COM. Consultado em 5 de maio de 2019 
  57. Mello, João (18 de novembro de 2015). «Rússia se une a França em ataques contra Estado Islâmico». GGN. Consultado em 5 de maio de 2019 
  58. «Especialistas apontam 'Vatileaks' como um dos motivos para renúncia». Jornal Nacional. 11 de março de 2013. Consultado em 5 de maio de 2019 
  59. Joao. «VatiLeaks: Um caso insensato e embaraçoso». www.ihu.unisinos.br. Consultado em 5 de maio de 2019 
  60. Radio 4, Mark Dowd Da BBC. «Por que o papa Bento 16 renunciou?». BBC News Brasil. Consultado em 5 de maio de 2019 
  61. «Entenda o 'VatiLeaks', vazamento de documentos secretos do Vaticano». Praça de Sales. 3 de março de 2012. Consultado em 23 de abril de 2019 
  62. Jr, Alessandro Feitosa (28 de junho de 2018). «Apple e Samsung encerram batalha judicial por patentes que já durava sete anos». Gizmodo Brasil. Consultado em 5 de maio de 2019 
  63. «A popularização dos tablets no Brasil». Web Consult. Consultado em 23 de abril de 2019 
  64. at 20:17, Front End e Back End-Henrique Paranhos 27 de março de 2018. «Popularidade dos smartphones aumenta exigências técnicas». www.impacta.com.br. Consultado em 5 de maio de 2019 
  65. «Os avanços e as crises do primeiro mandato de Dilma Rousseff». Senado Federal. Consultado em 25 de abril de 2019 
  66. «De aprovação recorde ao impeachment: relembre os principais momentos do governo Dilma» (em inglês). 29 de agosto de 2016 
  67. Mont'Alverne, Camila (15 de abril de 2015). «Os primeiros cem dias do governo Dilma: diferenças em editoriais de 2011 e de 2015». Comunicação e Política. Consultado em 27 de abril de 2019 
  68. Paulo, Do G1 São (11 de junho de 2013). «Saiba mais sobre os protestos em SP contra aumentos de ônibus e Metrô». São Paulo. Consultado em 27 de abril de 2019 
  69. «Protestos contra e a favor de Dilma tomam as ruas em 20 estados». O Globo. 31 de julho de 2016. Consultado em 27 de abril de 2019 
  70. «Manifestantes invadem Palácio do Itamaraty». EBC. 20 de junho de 2013. Consultado em 27 de abril de 2019 
  71. [1]
  72. Garcia, Gustavo; Fern; Calgaro, a; Matoso, Filipe; G1, Laís Lis e Mateus RodriguesDo; Brasília, em (31 de agosto de 2016). «Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Temer assume». Processo de Impeachment de Dilma. Consultado em 25 de abril de 2019 
  73. «Entenda a Operação Lava Jato - Poder - Folha de S.Paulo». arte.folha.uol.com.br. Consultado em 25 de abril de 2019 
  74. Paulo, César MenezesSão (16 de novembro de 2013). «José Dirceu e José Genoíno seguem em avião da PF para Brasília». Jornal Hoje. Consultado em 25 de abril de 2019 
  75. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Lava Jato completa cinco anos com derrotas e sob críticas | DW | 17.03.2019». DW.COM. Consultado em 25 de abril de 2019 
  76. RJ, Do G1 (7 de abril de 2011). «Atirador entra em escola em Realengo, mata alunos e se suicida». Tragédia em Realengo. Consultado em 25 de abril de 2019 
  77. «Brumadinho: chega a 233 número de mortos identificados em rompimento de barragem da Vale». G1. Consultado em 25 de abril de 2019 
  78. «O massacre de Suzano». ISTOÉ Independente. 15 de março de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  79. «Tragédia da boate Kiss: seis anos em imagens». GaúchaZH. 25 de janeiro de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  80. «Há 3 anos, rompimento de barragem de Mariana causou maior desastre ambiental do país e matou 19 pessoas». G1. Consultado em 25 de abril de 2019 
  81. a b «Melhores momentos de Brasil 3 x 0 Espanha pela final da Copa das Confederações». globoesporte. Consultado em 27 de abril de 2019 
  82. «Papa no Brasil». Terra. Consultado em 27 de abril de 2019 
  83. a b «Goleada de 7 a 1 para a Alemanha completa quatro anos; veja por onde andam os jogadores brasileiros». Extra Online. Consultado em 27 de abril de 2019 
  84. a b «Copa América 2019: saiba os detalhes do torneio no Brasil». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 27 de abril de 2019 
  85. «Brasil sediará 11ª Cúpula do Brics em 2019». Agência Brasil. 30 de novembro de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  86. «8 escândalos de corrupção envolvendo os governos do PT». Eleições 2018. 26 de outubro de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  87. «13 escândalos do PT no poder». O Globo. 4 de março de 2016. Consultado em 27 de abril de 2019 
  88. «Crise Econômica no Brasil: resumo e causas». Toda Matéria. Consultado em 27 de abril de 2019 
  89. «6 motivos por que o Brasil elegeu Jair Bolsonaro presidente». HuffPost Brasil. 29 de outubro de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  90. «Jair Bolsonaro é eleito presidente do Brasil». VEJA.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  91. «Jair Bolsonaro é eleito presidente e interrompe série de vitórias do PT». G1. Consultado em 27 de abril de 2019 
  92. a b «Campanha do Brasil na Copa do Mundo teve altos e baixos». EBC. 8 de julho de 2014. Consultado em 27 de abril de 2019 
  93. G1. «O que rolou na Rio 2016». G1. Consultado em 27 de abril de 2019 
  94. Moniz, María Martín, Gustavo (22 de agosto de 2016). «Brasil fecha a Olimpíada Rio 2016 com a melhor participação do país em Jogos». EL PAÍS. Consultado em 27 de abril de 2019 
  95. «França lidera novo Ranking da Fifa; Brasil é o 3°». VEJA.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  96. Dia, O. (6 de julho de 2018). «Fim do sonho! Brasil perde para Bélgica e dá adeus ao Mundial da Rússia». O Dia - Copa do Mundo. Consultado em 27 de abril de 2019 
  97. «Brasil perde para a Bélgica e dá adeus à Copa do Mundo». GaúchaZH. 6 de julho de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  98. «O que é o Hamas, grupo terrorista que criticou visita de Bolsonaro a Israel». Gazeta do Povo. Consultado em 22 de maio de 2019 
  99. Globo, Redação iBahia e Agência O. (3 de abril de 2019). «Entenda o que é o Hamas, movimento criticado por Flávio Bolsonaro». iBahia. Consultado em 22 de maio de 2019 
  100. «Israel revida ataques do Hamas e bombardeia Gaza». VEJA.com. Consultado em 22 de maio de 2019 
  101. «Ataques entre Israel e Hamas em Gaza já têm mais de 20 mortos». O Globo. 5 de maio de 2019. Consultado em 22 de maio de 2019 
  102. «Os EUA e a Guerra ao Terror. Guerra ao Terror - Brasil Escola». Guerras Brasil Escola. Consultado em 23 de maio de 2019 
  103. «Guerra ao terror continua 15 anos após atentados de 11/9 nos EUA». RFI. 11 de setembro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2019 
  104. Welle (www.dw.com), Deutsche. «A intervenção dos EUA no Afeganistão | DW | 22.08.2017». DW.COM. Consultado em 23 de maio de 2019 
  105. «Invasão do Afeganistão pelos Estados Unidos». InfoEscola. Consultado em 31 de maio de 2019 
  106. «Invasão americana no Iraque». História do Mundo. Consultado em 23 de maio de 2019 
  107. «2003: Estados Unidos invadem o Iraque e derrubam Saddam Hussein». cbn.globoradio.globo.com. Consultado em 31 de maio de 2019 
  108. «Entenda a nova escalada de tensão entre Ucrânia e Rússia» (em inglês). 26 de novembro de 2018 
  109. Presse, Da France (22 de março de 2014). «Manifestação pró-Rússia reúne milhares em Donetsk». Mundo. Consultado em 24 de maio de 2019 
  110. «Pró-russos fazem manifestação em Donetsk - Band.com.br». O Aprendiz. Consultado em 24 de maio de 2019 
  111. «Três pontos para entender por que a batalha de Mossul contra o Estado Islâmico é tão importante» (em inglês). 20 de outubro de 2016 
  112. Agências. «Parlamento do Iraque culpa ex-primeiro-ministro pela queda de Mossul». PÚBLICO. Consultado em 31 de maio de 2019 
  113. Presse, Da France (21 de outubro de 2016). «Após Mossul, próximo alvo é Raqqa, capital do Estado Islâmico na Síria». Mundo. Consultado em 31 de maio de 2019 
  114. «Retomada de Raqqa representa o fim do Estado Islâmico?» (em inglês). 18 de outubro de 2017 
  115. «Coalizão Global – Trabalhando para Derrotar o Estado Islâmico». Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil. 22 de março de 2017. Consultado em 31 de maio de 2019 
  116. «A derrocada do califado: veja como o Estado Islâmico perdeu território na Síria e no Iraque em 2017». G1. Consultado em 31 de maio de 2019 
  117. «Iraque declara vitória contra Estado Islâmico em Mossul». G1. Consultado em 31 de maio de 2019 
  118. «'Capital' do EI na Síria, Raqqa é libertada». epocanegocios.globo.com. Consultado em 31 de maio de 2019 
  119. «Derrota do Estado Islâmico é anunciada na Síria» (em inglês). 23 de março de 2019 
  120. Minas, Rádio Itatiaia-A. Rádio de. «Trump diz que Estado Islâmico já foi derrotado e retira tropas americanas da Síria». www.itatiaia.com.br. Consultado em 31 de maio de 2019 
  121. Lusa, Agência; Lusa, Agência. «EUA declaram que "califado" do grupo jihadista Estado Islâmico foi eliminado». Observador. Consultado em 31 de maio de 2019 
  122. «Trump afirma ter derrotado Estado Islâmico na Síria». Valor Econômico. 19 de dezembro de 2018. Consultado em 31 de maio de 2019 
  123. «Conflitos no Egito em 2011: "Primavera Árabe" - Brasil Escola». Guerras Brasil Escola. Consultado em 5 de maio de 2019 
  124. G1, Do; Internacionais, Com Agências (2 de maio de 2011). «EUA anunciam a morte do terrorista Osama bin Laden no Paquistão». Mundo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  125. Wingfield-Hayes, Rupert (11 de junho de 2018). «Como Kim Jong-un subiu ao poder na Coreia do Norte - e quais seus planos para o país» (em inglês) 
  126. G1, Do; Presse, com France (25 de junho de 2011). «Repressão a protestos na Síria deixa mais 18 mortos, diz ONG». Revolta Árabe. Consultado em 27 de abril de 2019 
  127. «O Golpe Militar da Guiné-Bissau de 12 de abril de 2012 no âmbito do Direito Internacional». CERES. 28 de maio de 2015. Consultado em 5 de maio de 2019 
  128. «Fernando Lugo - Entenda o impeachment do presidente paraguaio». Blog do Enem. 27 de junho de 2012. Consultado em 5 de maio de 2019 
  129. G1, Do; Paulo, em São (8 de abril de 2013). «Margaret Thatcher morre na Inglaterra». Mundo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  130. «Fama Show | Recorde o nascimento do príncipe George e da princesa Charlotte». Fama Show. Consultado em 5 de maio de 2019 
  131. «Morte de Nelson Mandela». g1.globo.com. Consultado em 5 de maio de 2019 
  132. «Ucrânia: entenda os protestos que ocorrem há dois meses». BBC News Brasil. Consultado em 5 de maio de 2019 
  133. Reuters, Da (21 de fevereiro de 2015). «Um ano depois de fugir da Ucrânia, presidente deposto fala em retorno». Mundo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  134. G1, Do; Paulo, em São (2 de junho de 2014). «Rei Juan Carlos da Espanha abdica em favor de seu filho». Mundo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  135. «EUA e Cuba retomam relação após 5 décadas.» 
  136. «Todas as fases da Operação Lava-Jato». Infográficos - O Globo. Consultado em 5 de maio de 2019 
  137. Mundo, Da BBC. «Por que encontro entre o papa e o patriarca russo em Cuba é histórico?». BBC News Brasil. Consultado em 5 de maio de 2019 
  138. «Copa do Mundo Rússia 2018». Mundo Educação. Consultado em 27 de abril de 2019 
  139. «Ex-presidente dos EUA George H.W. Bush morre aos 94 anos». G1. Consultado em 27 de abril de 2019 
  140. «Morre o ex-presidente americano George H.W. Bush, que liderou os EUA na primeira guerra contra o Iraque» (em inglês). 1 de dezembro de 2018 
  141. «Folha Online — Mundo — Erupção em vulcão na Islândia aumenta; caos aéreo pode durar dois dias». www1.folha.uol.com.br. 15 de abril de 2010. Consultado em 5 de maio de 2011 
  142. "Analysis: A month on, Japan nuclear crisis still scarring" Arquivado em 2011-04-14 no wayback.archive-it.org International Business Times (Australia). 9 April 2011, retrieved 12 April 2011; excerpt, According to James Acton, Associate of the Nuclear Policy Program at the Carnegie Endowment for International Peace, "Fukushima is not the worst nuclear accident ever but it is the most complicated and the most dramatic...This was a crisis that played out in real time on TV. Chernobyl did not." «Cópia arquivada». Consultado em 6 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 18 de abril de 2011 
  143. G1 (27 de abril de 2015). «Número de mortos passa de 4 mil após terremoto no Nepal». Consultado em 27 de abril de 2015 
  144. «Número de mortos em terremoto passa de 2.300; Nepal tem novo tremor de terra». noticias.r7.com. Consultado em 26 de abril de 2015 
  145. Sismo em Itália. Número de mortos sobe para 267
  146. «Pandemia de gripe A continua em queda no mundo, afirma OMS - Saúde». Estadão. Consultado em 27 de abril de 2019 
  147. G1, Do; Paulo, em São (1 de agosto de 2014). «Entenda a epidemia de ebola na África». Ciência e Saúde. Consultado em 27 de abril de 2019 
  148. Presse, Da France (6 de maio de 2015). «Marca de 11 mil mortes por ebola foi alcançada, diz OMS». Ebola. Consultado em 27 de abril de 2019 
  149. Notícias, Blog da Saúde, Blog, Saúde, Ministério. «Dados do Ministério mostram evolução do chikungunya no Brasil». Blog da Saúde. Consultado em 27 de abril de 2019 
  150. G1, Do; Paulo, em São (9 de novembro de 2015). «Zika vírus já foi registrado em 14 estados, segundo Ministério da Saúde». Bem Estar. Consultado em 27 de abril de 2019 
  151. «Entenda a crise na Grécia». BBC News Brasil. Consultado em 27 de abril de 2019 
  152. «Crise econômica da Grécia. Crise econômica da Grécia e Europa». Mundo Educação. Consultado em 27 de abril de 2019 
  153. Brasil, Ewerthon Tobace De Tóquio para a BBC. «China passa Japão e é 2ª maior economia mundial». BBC News Brasil. Consultado em 27 de abril de 2019 
  154. «China se torna segunda maior economia mundial - Economia». Estadão. Consultado em 27 de abril de 2019 
  155. «Petrobras torna-se na segunda maior petrolífera mundial». Semanario SOL. Consultado em 27 de abril de 2019 
  156. «Com a capitalização, Petrobras passa a ser a 4ª maior empresa do mundo». economia.uol.com.br. Consultado em 27 de abril de 2019 
  157. «Banco Central anuncia a segunda família de cédulas do Real • OEconomista». OEconomista (em inglês). 3 de fevereiro de 2010. Consultado em 27 de abril de 2019 
  158. «Estônia entra para a zona do euro». BBC Brasil. 1 de janeiro de 2010 
  159. EFE, Da (1 de janeiro de 2015). «Lituânia adota o euro como moeda no primeiro dia de 2015». Economia. Consultado em 27 de abril de 2019 
  160. Sputnik. «União Econômica Euroasiática». br.sputniknews.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  161. «Como o Brasil entrou, sozinho, na pior crise da história». epoca.globo.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  162. «Brasil fecha 2015 com pior crise econômica em 20 anos». Canal Rural. 29 de dezembro de 2015. Consultado em 27 de abril de 2019 
  163. «Relatorio aponta que Brasil saiu da recessão» (em português). Governo do Brasil. 22 de setembro de 2017 
  164. «Rihanna faz 30! Relembre os maiores sucessos da carreira da pop star». jconline.ne10.uol.com.br. Consultado em 28 de abril de 2019 
  165. Brasil, The Music Journal Brazil | MTV (28 de outubro de 2017). «Adele: cantora faturou US$ 21 milhões com o sucesso do álbum "25" | The Music Journal Brazil | MTV». The Music Journal Brazil. Consultado em 28 de abril de 2019 
  166. Russo, Por Beatriz. «Os maiores sucessos de Taylor Swift - Keeping Track». Consultado em 28 de abril de 2019 
  167. Zannin, Por Luara. «Ariana Grande não consegue parar de fazer sucesso e nós temos como provar!». Jovem Pan Floripa. Consultado em 27 de abril de 2019 
  168. «Um fenômeno chamado One Direction». Escotilha. 6 de junho de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  169. «Fenômeno mundial, Maroon 5 chega ao Brasil com a turnê do disco "V" | Benedita Comunicação». www.beneditacomunicacao.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  170. «Do Youtube ao estrelato: Justin Bieber completa 10 anos de carreira». R7.com. 11 de janeiro de 2019. Consultado em 27 de abril de 2019 
  171. «A fórmula poderosa que deu origem ao furacão Anitta». VEJA.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  172. «Letras de sucesso: Quais as músicas de Pabllo Vittar estão bombando». www.blogodorium.com.br. Consultado em 27 de abril de 2019 
  173. [2]
  174. [3]
  175. [4]
  176. [5]
  177. [http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/02/vocalista-do-creed-vem-ao-brasil-para-quatro-shows.html l]
  178. [6]
  179. [7]
  180. Versar, Equipe (27 de dezembro de 2018). «De "Despacito" a "Bailando": os 10 clipes musicais mais vistos no YouTube». Revista Versar. Consultado em 27 de abril de 2019 
  181. [8]
  182. [9]
  183. «As 5 músicas mais legais de Shawn Mendes | Midiorama». www.midiorama.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  184. «'Avatar' passa 'Titanic' tornando-se a maior bilheteria da história do cinema». O Globo. 26 de janeiro de 2010. Consultado em 27 de abril de 2019 
  185. AdoroCinema. «Titanic, Avatar e Star Wars ainda são as maiores bilheterias da história do cinema? Não necessariamente». AdoroCinema. Consultado em 27 de abril de 2019 
  186. «Último filme de Harry Potter bate recorde de bilheteria». BBC News Brasil. Consultado em 27 de abril de 2019 
  187. AdoroCinema. «As maiores bilheterias na história do cinema: Harry Potter». AdoroCinema. Consultado em 27 de abril de 2019 
  188. «Universo Marvel - Aprenda o que é o planejamento estratégico». The Geek Manager. 9 de maio de 2017. Consultado em 27 de abril de 2019 
  189. «Marvel completa 10 anos nos cinemas com 19 filmes: Veja análise e lista com todos (do pior para o melhor)». G1. Consultado em 27 de abril de 2019 
  190. Osborn, Por Alex (21 de dezembro de 2015). «Star Wars: O Despertar da Força quebra recorde de bilheteria». IGN Brasil. Consultado em 27 de abril de 2019 
  191. «"Vingadores: Ultimato": o que achamos do fim da Saga do Infinito?». revistagalileu.globo.com. Consultado em 27 de abril de 2019 
  192. «Assistimos "Vingadores: Ultimato" e confirmamos: o filme conclui a Saga do Infinito da melhor forma!». www.purebreak.com.br (em bretão). Consultado em 27 de abril de 2019 
  193. «Filmes da Marvel já arrecadaram mais de US$ 18 bilhões nos cinemas». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 27 de abril de 2019 
  194. MundoTop10 (21 de junho de 2018). «Top 10 filmes brasileiros de maior público no cinema • Mundo Top 10». Mundo Top 10. Consultado em 28 de abril de 2019 
  195. «Oprah Winfrey confirma fim de programa de TV em 2011». BBC News Brasil. Consultado em 28 de abril de 2019 
  196. «"Avenida Brasil" é vendida a 125 países e bate recordes». Gazeta do Povo. Consultado em 27 de abril de 2019 
  197. «"Avenida Brasil" chega ao fim com repercussão internacional, recorde de audiência e lacunas». Jornal CORREIO | Notícias e opiniões que a Bahia quer saber. 19 de outubro de 2012. Consultado em 27 de abril de 2019 
  198. EFE, Da (9 de fevereiro de 2012). «'House' chega ao fim após a temporada atual, anuncia Fox». Pop & Arte. Consultado em 27 de abril de 2019 
  199. «Com só duas semanas de atraso, "Arrow" traz heróis da DC para TV por assinatura no Brasil». UOL TV e Famosos. Consultado em 27 de abril de 2019 
  200. Presse, Da France (30 de setembro de 2013). «Críticos elogiam final de 'Breaking bad': 'Encontrou a química perfeita'». Pop & Arte. Consultado em 27 de abril de 2019 
  201. «David Letterman vai sair do 'Late Show' após 20 anos no ar». O Globo. 3 de abril de 2014. Consultado em 27 de abril de 2019 
  202. «15 anos de 'American Idol'. O fim de uma era ou o nascer de outra?». www.dn.pt. Consultado em 28 de abril de 2019 
  203. «Cartoon Network anuncia que 'Hora da aventura' vai acabar em 2018». O Globo. 29 de setembro de 2016. Consultado em 28 de abril de 2019 
  204. Tomé, Bruno. «Grey's Anatomy | Série se torna o maior drama médico da TV». Observatório do Cinema. Consultado em 28 de abril de 2019 
  205. «Características da geração Z e as suas influências em sala de aula». Escola da Inteligência. 28 de fevereiro de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  206. Padrão, Novarejo-Grupo (22 de setembro de 2017). «6 Características da Geração Z que você precisa conhecer». NOVAREJO. Consultado em 27 de abril de 2019 
  207. «Cientistas dizem ter achado partícula mais rápida que velocidade da luz». G1.globo.com. 22 de setembro de 2011. Consultado em 4 de Maio de 2012 
  208. «NASA divulga imagens incríveis de Caronte, a lua de Plutão». revistagalileu.globo.com. Consultado em 2 de maio de 2019 
  209. «Descoberta sobre 'Homo naledi' altera quebra-cabeça da evolução humana». O Globo. 9 de maio de 2017. Consultado em 2 de maio de 2019 
  210. G1, Do; Paulo, em São (31 de julho de 2015). «Vacina contra ebola se mostra eficaz em testes na Guiné». Bem Estar. Consultado em 2 de maio de 2019 
  211. «Experimento vê ondas gravitacionais, fenômeno previsto por Einstein - G1». G1. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  212. «Ondas gravitacionais: o que são, de onde vêm e o que têm de importante?». Ondas gravitacionais: o que são, de onde vêm e o que têm de importante? | National Geographic. 8 de novembro de 2017. Consultado em 2 de maio de 2019 
  213. «Archival Disc, da Sony e Panasonic, promete substituir o Blu-ray com seus discos de até 1 TB». R7. R7.com. Consultado em 28 de setembro de 2014 
  214. «Facebook atinge 1 bilhão de usuários cadastrados.». Veja. veja.abril.com.br. Consultado em 4 de setembro de 2012 
  215. Microsoft Is Finally Merging Skype and Windows Live Messenger This Spring (em inglês)
  216. [10]
  217. [11]
  218. Senado aprova Marco Civil da Internet
  219. «Google anuncia fim do Orkut, primeira rede social dos brasileiros.». Veja. veja.abril.com.br. Consultado em 28 de setembro de 2014