Abrir menu principal
Anoushka Shankar
Nascimento 9 de junho de 1981 (38 anos)
Londres
Cidadania Reino Unido, Estados Unidos, Índia
Progenitores Pai:Ravi Shankar
Cônjuge Joe Wright
Irmão(s) Shubbo Shankar, Norah Jones
Ocupação compositora, autor-compositor, atriz, escritora
Página oficial
http://www.anoushkashankar.com/

Anoushka Shankar (Londres, 9 de junho de 1981) é citarista e compositora britânica de origem indiana. É filha de Ravi Shankar, citarista indiano, e Sukanya Shankar. É meia-irmã, pela parte do pai, de Norah Jones, vencedora de oito Grammy Award.

BiografiaEditar

Aos oito anos de idade, o seu pai iniciou-a no treino da cítara. Deu o seu primeiro espectáculo público aos treze anos de idade em Nova Deli. Desde então, tornou-se uma citarista mundialmente reconhecida. O seu nome é uma homenagem a uma grande amiga da família, Anne Pennington, e a versão russa do nome foi em consequência da popularidade da actriz Anoushka Hempel na ocasião.

Depois da sua mãe se juntar de novo com Ravi Shankar, viveu desde os sete anos de idade em Encinitas, Califórnia, nos EUA, onde deu vários espectáculos de caridade durante a sua adolescência e graduou-se na escola secundária local.

Num documentário da estação pública americana PBS, Anoushka explicou que foi assim que ganhou o seu sotaque americano que, segundo ela, os seus fãs indianos acham “engraçado”.

Em 1998, Anoushka tocou num jantar de gala para convidados, entre os quais fazia parte o Ministro dos Negócios Estrangeiros britânico Robin Cook, que a distinguiu com o Escudo da Câmara dos Comuns. Em Fevereiro de 2000, Shankar tornou-se a primeira mulher a actuar no The Ramakrishna Centre em Calcutá. A Indian Television Academy, a Asmi, e o “India Times” escolheram-na como uma das quatro Mulheres do Ano em 2003. Em 2004, foi nomeada como um dos vinte Heróis Asiáticos pela edição indiana da revista Time

O seu álbum “Rise” foi nomeado para um Grammy na categoria de Melhor Álbum Contemporâneo de World Music. Anoushka também se tornou na primeira mulher a actuar nos Grammy Awards ao tocar durante a cerimónia da 48ª edição, antes da transmissão televisiva.

Tocou cítara no Concert for George, um espectáculo memorial a George Harrison no primeiro aniversário da sua morte. O concerto deu-se no Royal Albert Hall em Londres a 29 de Novembro de 2002.

Shankar é uma ativista pelos direitos dos animais e membro do PETA, People for the Ethical Treatment of Animals (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais). Ela e o seu pai apareceram numa pequena publicidade institucional contra o sofrimento dos animais. [1]

Anoushka, em colaboração com Karsh Kale, lançou um álbum intitulado “Breathing Under Water”, uma mescla entre a cítara clássica e música electrónica. Vocalistas convidados incluem Norah Jones e Sting. O seu pai também actua num dueto de cítara com Anoushka. O álbum foi lançado em 28 de Agosto de 2007.

Anoushka gravou o seu penúltimo álbum em Madrid, Espanha. Lançado no outono de 2011, "Traveller" explora semelhanças e diferenças entre a música indiana clássica e o flamenco espanhol, e mostra os talentos de Shubha Mudgal, Tanmoy Bose, Pepe Habichuela, Sandra Carrasco e Duquende, entre outros.

DiscografiaEditar

Ligações externasEditar


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anoushka Shankar