Ansar Bait al-Maqdis

Ansar Bait al-Maqdis (em árabe: أنصار بيت المقدس Anṣār Bayt al-Maqdis,[1] "Defensores da Santa Casa"), ou Ansar Jerusalem[2] ("Defensores de Jerusalém") é um grupo jihadista baseado no Egito; muitos membros baseados no Sinai juraram lealdade ao Estado Islâmico do Iraque e do Levante e a maior parte do grupo tornou-se uma província do Estado Islâmico, renomeando-se Wilayat Sina (Província do Sinai)

Ansar al-Bait Maqdis emergiu como um grupo militante extremista após a Revolução Egípcia de 2011, com as suas operações aumentando na sequência do golpe de Estado no Egito em 2013 que depôs o presidente Mohamed Morsi.[3]

Acredita-se que seria principal grupo por trás da atividade militante no Sinai.[4] O grupo recrutou beduínos, bem como outros egípcios e pessoas de outras nacionalidades.[4] Dez líderes do grupo foram relatados por terem escapado do Sinai para Gaza e Mersa Matruh, no final de 2013.[5]

Durante 2014, o grupo enviou emissários para o Estado Islâmico na Síria para buscar apoio financeiro, armas e conselhos táticos.[6] Em 10 de novembro de 2014, muitos membros do grupo fizeram um juramento de lealdade a Abu Bakr al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico do Iraque e do Levante.[7] Na sequência deste compromisso, os defensores do Estado Islâmico dentro do grupo tornaram-se uma província oficial do Estado Islâmico na região.[8][9]

Referências

  1. «Jihadist group claims responsibility for Israel attack». Daily News Egypt. 23 de setembro de 2012 
  2. «Egyptian tanks, helicopters push through Sinai». Times of Israel. 9 de setembro de 2012 
  3. «Egypt faces new threat in al-Qaida-linked group Ansar Beyt al-Maqdis». The Guardian. 31 de janeiro de 2014 
  4. a b «Single terror group responsible for most attacks in Sinai, intelligence sources say». Times of Israel. 3 de outubro de 2012 
  5. «Ansar Bayt al-Maqdis members escape to Gaza, Marsa Matrouh». Egypt Independent. 9 de dezembro de 2013 
  6. «Islamic State Sprouting Limbs Beyond Its Base». The New York Times. 14 de fevereiro de 2015 
  7. «Egypt jihadists vow loyalty to IS as Iraq probes leader's fate». AFP. 10 de novembro de 2014 
  8. «The Islamic State's Archipelago of Provinces». Washington Institute for Near East Policy. 14 de novembro de 2014 
  9. «Sinai-based jihadist group rebranded as Islamic State's official arm». Long War Journal. 14 de novembro de 2014 
  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Ansar Bait al-Maqdis».