Abrir menu principal

Anselmo Vendrechovski Júnior

futebolista brasileiro

Anselmo Vendrechovski Júnior, também conhecido como Juninho (Wenceslau Braz, 16 de setembro de 1982) é um ex-ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro. Juninho tinha como ponto forte as cobranças de falta, com o uso de chute muito potente de longa distância e com muita precisão e efeito.[1]

Juninho
Juninho Tigres.jpg
Informações pessoais
Nome completo Anselmo Vendrechovski Júnior
Data de nasc. 16 de setembro de 1982 (36 anos)
Local de nasc. Wenceslau Braz (PR), Brasil
Altura 1,81 m
Destro
Apelido Canhão de General Severiano
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
2000–2002 Coritiba
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2002–2004
2005–2007
2008
2009
2010
2010–2018
Coritiba
Botafogo
São Paulo
Botafogo
Samsung Bluewings
Tigres
0014 0000(0)
0126 000(22)
0013 0000(1)
0047 0000(9)
0017 0000(4)
0328 000(39)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 2 de dezembro de 2018.

Índice

CarreiraEditar

CoritibaEditar

Juninho foi revelado pelo Coritiba em 2002.[2]

BotafogoEditar

Em 2005, o zagueiro chegou ao Botafogo por indicação do então técnico Paulo Bonamigo. Teve poucas oportunidades naquele ano, tendo se destacado ao ter feito, de cabeça, o gol da vitória alvinegra frente ao Volta Redonda,[3] que classificou seu time às semifinais da Taça Guanabara.

Em 2006, após uma lesão do titular Scheidt, ganhou a confiança do técnico Cuca e da torcida, com suas atuações com muita garra e luta durante o Brasileirão, e, logo, virou titular, capitão e ídolo. Em 2007, Juninho se destacou pelos muitos gols marcados, em especial de falta. No Brasileirão, ele fez 10 gols, sendo o terceiro goleador do Botafogo[4] e o jogador que mais fez gols de bola parada na competição.[5] Nesse ano, o jogador recebeu o troféu de bronze do Prêmio Craque do Brasileirão, por ter sido escolhido o terceiro melhor quarto zagueiro do campeonato.[6]

São PauloEditar

Juninho acabou sendo negociado com o São Paulo ao ter parte de seus direitos federativos, que pertenciam à empresa MFD, vendidos ao tricolor paulista.[7] No entanto, o zagueiro ficou marcado por uma má atuação contra o Palmeiras [8] e não mais conseguiu obter a titularidade na equipe que viria a ser campeã brasileira.

Retorno ao BotafogoEditar

Logo, em 2009, Juninho acertou seu retorno ao Botafogo, voltando a ser capitão da equipe, inclusive. Na sua segunda passagem, conquistou a Taça Guanabara e o vice da Taça Rio e do Estadual. Obteve excelente rendimento em cobranças de falta, resultando em vários gols em favor da equipe durante a temporada. Todavia, foi alvo de críticas devido à má campanha do time e a sua pouca velocidade e impulsão.[9]

Samsung BluewingsEditar

Ao final da temporada, após ajudar o Botafogo na luta contra o rebaixamento, Juninho acertou com o Samsung Bluewings, da Coreia do Sul..[10]

Tigres UANLEditar

Em Junho de 2010 o Tigres UANL do México anuncia a contratação do jogador junto ao Botafogo. O zagueiro assinou um contrato de 3 anos com a equipe mexicana, e o valor pago ao Botafogo não foi anunciado.[11]

AponsentadoriaEditar

Anunciou sua aposentadoria em 06 de dezembro de 2018, aos 36 anos, defendendo a camisa do Tigres-MEX.

TítulosEditar

Coritiba
Botafogo
São Paulo
Tigres UANL

Referências

Ligações externasEditar