Ansprando

Ansprando (657712) foi rei dos lombardos por um breve período no ano de 712. Era duque de Asti e regente durante a minoridade de Liuberto (700-701). Foi deposto como regente em Novara por Regimberto, que se auto-proclamou rei. Começou assim uma guerra pela sucessão ao trono durante a qual Ansprando se exilou na corte do duque da Baviera, Teodeberto (702–719), em 702.[1]

Ansprando
Rei dos lombardos
Reinado 712712
Antecessor(a) Ariberto II
Sucessor(a) Liuprando
Nascimento 657
Morte 712

Ansprando retornou em 711 com um grande exército fornecido pelo duque. A este exército se juntaram muitos austrasianos insatisfeitos com o governo atual. A batalha ocorreu nas proximidades de Pavia entre seus soldados e os de Ariberto II, que havia usurpado o trono lombardo. Ariberto, diante da iminente derrota, fugiu em direção aos francos levando consigo o tesouro real, mas afogou-se no rio Ticino durante a fuga.[1]

Ansprando foi proclamado rei, ascendendo ao trono em março de 712, mas em junho deste mesmo ano morreu deixando o trono ao filho Liuprando.[1]

Referências

  1. a b c «German Tribes» (em inglês). Consultado em 28 de abril de 2012 

BibliografiaEditar

Precedido por
Ariberto II
Rei dos lombardos
712-712
Sucedido por
Liuprando
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.