Abrir menu principal

António Amorim de Vasconcelos Porto

Disambig grey.svg Nota: Se procura o engenheiro e ferroviário português do Século XIX, veja António de Vasconcellos Porto.


António Amorim de Vasconcelos Porto
Outros nomes Vasconcelos Porto
Nascimento 30 de Março de 1893
Santarém
Morte 28 de Novembro de 1956
Porto
Nacionalidade Portugal Portugal
Progenitores Mãe: Margarida Gomes de Amorim Porto
Pai: Vasconcelos Porto
Cônjuge Maria Salomé Correia de Sampaio de Vasconcelos Porto
Ocupação Engenheiro e ferroviário
Empregador Comp. dos C. de F. Portugueses, Comp. dos C. de F. do Porto à Póvoa e Famalicão, Comp. dos C. de F. do Norte de Portugal
Cargo Subchefe de divisão adjunto, director

António Amorim de Vasconcelos Porto, também conhecido como Engenheiro Vasconcelos Porto (Santarém, 30 de Março de 1893 - Porto, 28 de Novembro de 1956), foi um engenheiro e ferroviário português.

BiografiaEditar

Vida pessoal e educaçãoEditar

Nasceu na localidade de Santarém, em 30 de Março de 1893, filho de Margarida Gomes de Amorim Porto e do General Carlos Augusto Coelho de Vasconcelos Porto; casou com Maria Salomé Correia de Sampaio de Vasconcelos Porto, tendo falecido na sua habitação do Porto, em 28 de Novembro de 1956.[1] Obteve, no Instituto Superior Técnico, o curso de Engenharia Mecânica.[1]

Carreira profissionalEditar

Em 21 de Maio de 1926, foi nomeado como director da exploração da Companhia dos Caminhos de Ferro do Porto à Póvoa e Famalicão; passou, com a mesma categoria, para a Companhia dos Caminhos de Ferro do Norte de Portugal, em 29 de Janeiro de 1927. No dia 1 de Janeiro de 1947, transitou para a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, onde exerceu a função de subchefe de divisão adjunto à Divisão-geral.[1]

Foi nomeado, por um despacho do Ministro das Colónias, para integrar a delegação portuguesa do Congresso Internacional dos Caminhos de Ferro, em Lucerna, em Junho de 1947.[1]

Referências

  1. a b c d «Os nossos mortos: Engenheiro Vasconcelos Porto». Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1656). 599 páginas. 16 de Dezembro de 1956 
  Este artigo sobre engenheiro(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.