Abrir menu principal

António Joaquim Ferreira da Fonseca

António Joaquim Ferreira da Fonseca.

António Joaquim Ferreira da Fonseca (Trancoso, 1887 - 22 de Junho de 1937),[1] foi um político português.

Índice

Carreira académicaEditar

António Joaquim Ferreira da Fonseca tirou o bacharelato em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 1910.

Carreira profissionalEditar

Para além de advocacia, Ferreira da Fonseca ocupou vários cargos de direcção dos quais se destacam o de director da Junta do Crédito Público e o de presidente do Tribunal de Contas. Em 1932, Ferreira da Fonseca funda a Tobis Portuguesa, sendo seu presidente.

Carreira políticaEditar

Ferreira da Fonseca inicia a sua carreira política em 1911 sendo deputado pelo distrito da Guarda, cargo que ocupará até 1926, excepto em 1919, durante o Sidonismo, em que é deputado por Gouveia.

À frente de cargos de direcção, foi responsável pelos seguinte ministérios:

Em 1926, substitui João Chagas em Paris, na função de ministro de Portugal.

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.