António Marques Miguel

arquiteto português

António Marques Miguel (Lisboa, 2 de Dezembro de 1941) é um arquitecto e professor universitário português.
Arquitecto desde 1973 pela ESBAL - Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, terminou na mesma em 1964, o curso de Pintura.
Foi docente do Mestrado em Desenho Urbano, no ISCTE-IUL, entre 1995 e 1998. É professor convidado, desde 1998, para a licenciatura em Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa.

António Marques Miguel
Nascimento 2 de dezembro de 1941 (80 anos)
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação arquiteto

Académico efectivo da Academia Nacional de Belas Artes.

UrbanismoEditar

 
Janelas da Casa dos Bicos (pormenor)

. No âmbito do urbanismo e planeamento, em equipas multidisciplinares, desenvolve actividade nos sectores do PDM - Planos Directores Municipais, Estratégicos, de Valorização Urbana e Pormenor, no Continente e na Ilha da Madeira.

Trabalhou no Fundo de Fomento de Habitação, 1975-81, depois de ter estado no Funchal em 1974, e na Câmara Municipal de Lisboa em 1971. Em 1983 fundou o "Atelier da Glória", de que se afastou em 1990. Cria a AM.MA, um gabinete de arquitectura e planeamento. Dos projectos construídos destacam-se: habitação e equipamentos sociais, desportivos e hoteleiros, na Ilha da Madeira /Funchal, e nos distritos de Lisboa, Setúbal, Porto e Algarve. Projecta agências do Montepio Geral em Portugal.

  • Desenho das janelas do alçado Sul da Casa dos Bicos, na XVII Exposição de C.A.C., Lisboa 1982.
  • Mercados municipais em (Lisboa/Rosa Agulha e Funchal) e Centro Urbano de Animação Bela Vista, em Setúbal.
  • Habitação social de custos controlados.

Prémios e MençõesEditar

  • Primeiro prémio para as novas instalações da R.D.P., Madeira.

Segundos e terceiros prémios e Menções Honrosas em concursos de Arquitectura:

 
Prémio-Valmor 1983 Menção

Prémio ValmorEditar

Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura em 1983

  • Menção Honrosa atribuída pela Câmara Municipal de Lisboa a António Marques Miguel pela intervenção efectuada num imóvel na Graça, em Lisboa, em conjunto com Manuel Graça Dias. A Intervenção na moradia estilo Art nouveau justificou a menção, “pelo sentido de integração dos espaços interiores”.

Actividade maçónicaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências