Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


António Sala
Nascimento 14 de janeiro de 1949 (70 anos)
Vila Nova de Gaia
Cidadania Portugal
Ocupação anunciante de radio
Prêmios Comendador da Ordem do Mérito

António Manuel Sala Mira Gomes ComM (Vila Nova de Gaia, Vilar de Andorinho, 14 de Janeiro de 1949) é um locutor e cantor português.

BiografiaEditar

Nasceu às 7h15 da manhã duma Sexta-feira. Veio viver para Lisboa aos dez anos e entrou para a rádio em 1966. Tendo-se estreado aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa, onde também era sonorizador e técnico de som, candidatou-se a um concurso da Rádio Ribatejo, onde veio a apresentar o programa Caravana das Cinco. Cantou em coros de igreja e forma os seus primeiros grupos, primeiro Os Fachos, depois os Argonautas. Torna-se locutor profissional, novamente nos Emissores Associados de Lisboa, onde apresentou o programa da manhã com Paulo Medeiros e Carlos Pereira da Silva. Quando foi chamado a cumprir o serviço militar, também o fez como radialista, no programa Alerta Está, da Região Militar de Lisboa.

É como cantor que surgirá na televisão, em Canal 13, de Mário Dias Ramos. A carreira dos Maranata, agrupamento saído de um coro de igreja, inicia-se em 1971. A sua estreia como apresentador de televisão, em 1972, acontece com Música Maestro, a primeira produção da Edipim. Após o 25 de Abril, grava o primeiro disco a solo, Recados de Telex.

Em 1978 apresenta o concurso Ou vai ou taxa, na RTP1. Transfere-se da RDP para a Rádio Renascença em 1979, onde obtém um enorme sucesso no programa matinal Despertar em co-apresentação com Olga Cardoso. Escreve a música de Zé Brasileiro Português de Braga, com letra de Vasco de Lima Couto, para a cantora Alexandra, e interpreta com esta um dueto, no Festival RTP da Canção de 1980. No mesmo ano publica Dicionário de Anedotas.

Em 1983 junta-se a Carlos Paião e Luís Arriaga para co-protagonizar O Foguete, de que foi um dos autores, na RTP1. Lança o livro Anedotas de Sala em 1984. Nesse ano regressa ao Festival RTP da Canção com Uma Canção Amiga. Com o seu filho Miguel lança, em 1985, o single Parabéns a Você. Em 1987 canta ao vivo no Coliseu de Lisboa, na comemoração dos seus 20 anos de carreira, assinalando também os 50 anos de emissões da RR.

Em 1989 lança o LP Microfone e Voz, dedicado a Carlos Paião.

Em 1990 começa a apresentar, na RTP2, o concurso Palavra Puxa Palavra. A partir de 1992 assume o cargo de director de programas da Rádio Renascença, em simultâneo com a apresentação do programa Despertar. Em 1993 apresenta na RTP o programa Você Decide e a nova versão do concurso 1,2,3. Ainda na RTP apresenta, em 1995, o concurso Quem é o quê?.

Em 1996 comemora 30 anos de carreira, com a edição do duplo CD Trinta Anos de Carreira, juntando 44 canções, e do lançamento do livro "Palavras despidas de música", com letras de músicas. Passa a conduzir um programa de entrevistas na Renascença, tornando-se ainda director-geral do Grupo Renascença, entre 2003 e 2007, ano em que passa a assessor do Conselho de Gerência.

A Videofono edita em 2007 um DVD com o documentário António Sala, o Comunicador. É editado também o duplo CD, Lisboa e o meu piano, com 15 temas de sua autoria ao piano.

Em 2007, é eleito pela Rádio Clube Português (do Grupo Media Capital) a maior figura de sempre da história da rádio em Portugal.

Recebeu a Medalha de Mérito da Cidade de Lisboa e foi, ainda, condecorado a 8 de Junho de 2010 com a insígnia honorífica de Comendador da Ordem do Mérito[1] pelo Presidente da República Cavaco Silva, durante as comemorações do 10 de Junho, Dia de Portugal.

Em 2011, o comunicador edita o livro António Sala - Memórias da Vida e da Rádio dos Afectos. O início de 2012 é marcado por um cancro que o obriga a retirar parte do rim direito. Supera-o com o optimismo que lhe é conhecido publicamente. Também foi jurado nas várias edições dos programas televisivos da TVI A Tua Cara Não Me É Estranha e A Tua Cara Não Me É Estranha Kids.

DiscografiaEditar

  • Segredos (LP, CBS, 1985)
  • Bons Velhos Tempos (LP, CBS, 1987)
  • Microfone e Voz (LP, MBP, 1989)
  • Histórias (CD, BMG, 1993)
  • Trinta Anos de Carreira (2CD, BMG, 1996)
  • Lisboa E O Meu Piano (2CD, EMI, 2007)

SinglesEditar

  • Recados de Telex/Por Uma Pataca (Single, Alfabeta, 1974)
  • Uma Razão de Ser (Single, Rossil, 1980) - c/ Alexandra
  • Fado Safado/Gosto disto Sim Senhor (Single, Rossil, 1982)
  • Era Assim Que Eu Sonhava/Canção de Nós (Single, Polygram, 1983)
  • O Foguete (Single, EMI, 1983) - c/ Carlos Paião e Luís Arriaga
  • Meninos da Cidade/Meu Segredo (Single, Polydor, 1984)
  • A Minha Aldeia (Single, Polydor, 1984)
  • Uma Canção Amiga / Poema das Bocas Caladas (Single, CBS, 1984)
  • (Onde Estão os) Meus Velhos Amigos / Cantiga De Uma Lenda Antiga (Single, CBS, 1984)
  • Parabéns a Você / Versão Instrumental (Single, CBS, 1985) - c/ Miguel Sala
  • A Canção do Despertar (Single, Polydor, 1988)
  • O Fadinho dos Dois / Versão Instrumental (Single, MBP, 1990) - com Rodrigo
  • Timor História de um Povo (Single, EMI, 1992)
  • Ai Portugal
MARANATA
  • He's Everything To Me (MV nº1)/Saudade/How Sweet Are The Tidings/Quão Grande És Tu (EP, musicorde, 1972) MEP 009
  • Happiness Is The Lord/Caminos/Natal É Grito/Alors Je Chante (EP, Musicorde, 1973) MEP 021
  • Maranata canta Mozart [Canto Ao Mundo/There Is More To Life/Jesus/Caminhei] (EP, Alfabeta, 1973) ALF021
  • As Mãos (Single, Estúdio Ad Libitum, 1975)
  • P’ra lá do mar/Faz do Amor A Tua Paz (Single, EMI, 1976)
  • Vem e Canta (LP, EMI 1977)
  • Velha Estrada/Quero Fazer Uma Estátua (Single, Rossil, 1978) 7019
  • Barbara/Um navio, um avião, um comboio, uma auto-estrada ... p'ra voltar (Single, Rossil, 1979) 7027
  • Canta Mozart - Caminhos 1º Andamento da 40ª sinfonia (Single, Rossil, 1979) 7032
  • Aleluia/Mary (Single, Rossil, 1979) 7038
  • Lua vai e Lua vem/Meu Companheiro (Single, Rossil, 1980) 7061
  • Filho (Xaile do Meu Peito)/Amazing Grace (Single, Rossil, 1981) 7062
  • As Cores da Música (LP, Rossil)
  • Blue Jeans/Canção da Rádio (Single, Rossil)
  • Vai Seguro/Caminhos (Single, Rossil)
GRUPO MÚSICA
  • A Ave e a Infância / Lição de Solfejo (Single, IMAVOX, 1977)
  • Swiss Lady / No teu Mundo (Single, Rossil, 1977) – Rossil 7000
  • A-Ba-Ni-Bi / Quando a noite vem (Single, Rossil, 1978) – Rossil 7020
  • Quando a noite vem (Single, Chantecler, 1979)

LivrosEditar

  • Anedotas de Sala (Dinalivro) 3ª edi-1991
  • Dicionário de Anedotas (Dinalivro, 1992)
  • Palavras Despidas de Música (Dinalivro, 1997)
  • Império de Brandos Costumes (Oficina do Livro, 2000)
  • Histórias dos Avós Contarem aos Netos (Oficina do Livro, 2011)
  • Memórias da Vida e da Rádio dos Afectos (Oficina do Livro, 2011)
  • António Sala - Entrevistas (Chiado Editora, 2013)

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "António Manuel Sala Mira Gomes". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 3 de abril de 2016 

Ligações externasEditar