António Teixeira Fernandes

padre, professor universitário e sociólogo português

António Teixeira Fernandes (Urrô, Arouca, Área Metropolitana do Porto, 1939) é um padre, professor universitário e sociólogo português: um dos pioneiros da introdução do ensino académico da Sociologia em Portugal, sendo Doutorado em Sociologia pela Universidade Gregoriana (Roma - Itália). É também sacerdote da Igreja Católica Romana, ordenado a 5 de Agosto de 1962, sendo, na contemporaneidade, Juiz do Tribunal Eclesiástico da Diocese do Porto.

CarreiraEditar

É Professor Catedrático Jubilado da Universidade do Porto e Investigador Integrado do ISFLUP.[1] Foi o fundador, em 1985, do curso de Licenciatura em Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e mais tarde, em 1989, do Instituto de Sociologia, unindo, num mesmo projecto, docência e investigação. Também foi o fundador, em 1991, da revista Sociologia do Departamento de Sociologia. Exerceu as funções de Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras, de 1987 a 1991 e de Delegado nacional, por nomeação governamental, no Comité para a Investigação Sócio-Económica Aplicada, em Bruxelas, de 1994 a 1997. Autor, até ao momento, de dezenas de livros e de dezenas de artigos, percorre os diferentes domínios da Sociologia, sem nunca perder a coerência do todo e a densidade da indagação sociológica. Ao mesmo tempo que revisita e divulga os clássicos fundadores, sistematiza, questiona e reformula os mais recentes paradigmas, sem se furtar às reflexões epistemológicas ou às implicações metodológicas e técnicas.

Grande admirador de Jean-Luc Godard e de Claude Chabrol.

Referências

  1. «Associação Portuguesa de Sociologia» (PDF). Consultado em 26 de janeiro de 2010. Arquivado do original (PDF) em 8 de maio de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Personalidades, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.