Antônio Augusto de Assis

Antônio Augusto de Assis
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo de Jaboticabal
Atividade eclesiástica
Diocese Jaboticabal
Nomeação 31 de julho de 1931
Entrada solene 8 de novembro de 1931
Predecessor criação diocese
Sucessor Dom José Varani
Mandato 1931 - 1961
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 24 de abril de 1892
Nomeação episcopal 29 de julho de 1907
Ordenação episcopal 17 de novembro de 1907
Pouso Alegre
por Dom Joaquim Cardeal Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti
Lema episcopal "IN CARITATE NON FICTA" ("Na caridade não fingida")
Nomeado arcebispo 24 de fevereiro de 1922
Dados pessoais
Nascimento Lagoa Dourada
5 de dezembro de 1863
Morte Jaboticabal
7 de fevereiro de 1961 (97 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas - Bispo-Auxiliar de Pouso Alegre
(29.7.1907-29.4.1909)
- Bispo de Pouso Alegre
(29.4.1909-7.2.1916)
- Bispo de Guaxupé
(28.5.1916-2.8.1918)
- Bispo-Auxiliar de Mariana
(2.8.1918-31.7.1931)
Títulos anteriores Bispo Titular de Sura
Bispo Titular de Dioclecianópolis
Arcebispo Titular de Berytus
Sepultado Catedral Nossa Senhora do Carmo de Jaboticabal
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Antônio Augusto de Assis (5 de dezembro de 18637 de fevereiro de 1961) foi um bispo da católico brasileiro. Foi bispo diocesano de Pouso Alegre, Guaxupé e Jaboticabal. Foi também arcebispo titular de Berytus.[1]

BiografiaEditar

Nasceu em Lagoa Dourada, então Diocese de Mariana, Minas Gerais, província do então Império do Brasil.

Foi ordenado presbítero a 24 de abril de 1892. Em 10 de julho de 1907, foi nomeado Bispo Titular de Sura e Coadjutor de Pouso Alegre, sendo bispo diocesano Dom João Batista Correia Néri. Foi sagrado a 17 de novembro de 1907. Com a transferência de Dom Néri para sua terra natal, Campinas, que fora escolhida para sediar uma das primeiras dioceses do interior paulista, Dom Assis foi nomeado Vigário Capitular de Pouso Alegre, em outubro de 1907, e nesta qualidade regeu a Diocese até maio de 1909.

Em 27 de janeiro de 1909, foi nomeado Bispo de Pouso Alegre, tomando posse a 17 de novembro deste mesmo ano. Criada a Diocese de Guaxupé, foi para lá transferido, sendo seu primeiro bispo e Administrador Apostólico. A 2 de agosto de 1918, foi nomeado Arcebispo Titular de Deoclecianópolis e Auxiliar de Dom Silvério Gomes Pimenta, Arcebispo de Mariana, permanecendo como tal até a posse de Dom Helvécio Gomes de Oliveira, época em que se retirou para o Rio de Janeiro.

Com a criação da Diocese de Jaboticabal, a 25 de janeiro de 1929, foi chamado pela Santa Sé para ser seu dirigente, no dia 5 de agosto de 1931, quando se torna seu primeiro bispo, sem que houvesse a perda de seu título de Arcebispo. Sua posse solene deu-se a 8 de novembro de 1931.

Dom Assis faleceu dia 7 de fevereiro de 1961,. Seus restos mortais encontram-se depositados na cripta da Catedral de Nossa Senhora do Carmo de Jaboticabal.

Referências

  1. «Archbishop Antônio Augusto de Assis» (em inglês). Consultado em 5 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar

Precedido por
Criação da Diocese
 
Arcebispo (título pessoal) de Jaboticabal

1931 - 1961
Sucedido por
Dom José Varani
Precedido por
Criação da Diocese
 
Bispo de Guaxupé

1916 - 1918
Sucedido por
Dom Ranulpho da Silva Farias
Precedido por
Dom João Batista Correia Néri
 
Bispo de Pouso Alegre

1909 - 1916
Sucedido por
Dom Otávio Augusto Chagas de Miranda