Toninho Vieira

futebolista brasileiro
(Redirecionado de Antônio Carlos Pires Vieira)

Antônio Carlos Pires Vieira, mais conhecido como Toninho Vieira (Ituiutaba, 22 de abril de 1959)[1] é um ex-futebolista brasileiro.

Toninho Vieira
Informações pessoais
Nome completo Antônio Carlos Pires Vieira
Data de nascimento 22 de abril de 1959 (64 anos)
Local de nascimento Ituiutaba, Minas Gerais, Brasil
Nacionalidade brasileiro
destro
Apelido Toninho, Toninho Vieira
Informações profissionais
Posição meio-campista
Clubes de juventude
1975–1978 Santos FC
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1976–1983
1982
1983–1984
1985–1989
Santos FC
EC Santo André (emp.)
EC Pinheiros-PR
Barcelona SC
158 (6)

Foi ídolo do Santos Futebol Clube.

Carreira editar

Filho de Simião, ex-centroavante do Floresta de Uberlândia[2], começou a jogar futebol aos 9 anos e disputava campeonatos estudantis e municipais.[3] Os garotos que se destacavam nessas partidas eram convidados por olheiros a fazer testes em equipes grandes de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Bonifácio Machado, o Ditão, era um desses observadores de atletas e foi por meio dele que Toninho chegou ao Santos FC.[3]

O volante tinha 14 anos quando passou pela primeira peneira no Santos FC. Foi reprovado devido à sua compleição franzina, mas não desistiu. No ano seguinte voltou ao clube, se submeteu novamente às avaliações, e desta vez obteve êxito. Na base do Alvinegro Praiano foi campeão santista (categoria de 14 a 16 anos) e campeão paulista (16 a 18 anos). Essas equipes foram o embrião dos Meninos da Vila.

Em 1976, teve sua primeira chance na equipe principal, em um amistoso diante do Marília, aos 17 anos.[3] Em 1977 permaneceu nas divisões de base, e no ano seguinte, firmou-se no time principal[4], com a chancela do treinador Chico Formiga.[3]

Foi um dos integrantes da geração conhecida como Meninos da Vila, campeã paulista em 1978.[1][3][5] Ele lembra como se formou o selecionado campeão em 1978. “O time principal do Santos FC não estava apresentando bons resultados. Já a equipe da base estava indo muito bem. A torcida começou a pedir que a garotada fosse alçada ao profissional. E foi o que aconteceu”.

Em 1979, alcançou o maior número de jogos por temporada, atuando em exatos 50 partidas e assinalando 2 gols.[3]

Em 1982, foi emprestado ao Santo André[3] por 1 milhão de cruzeiros.[6]

Retornou ao Santos no início de 1983, porém, logo acertou sua transferência para o EC Pinheiros do Paraná.[3] Sua última partida aconteceu em 6 de março de 1983, no empate em 1x1 com o Moto Club no Castelão, em São Luís.[3] Entre 1976 a 1983, fez 158 jogos pelo clube e marcou 6 gols.[3]

No Pinheiros entrou para a história do clube quando marcou o primeiro gol do Estádio Érton Coelho de Queiroz, em sua inauguração no dia 7 de setembro de 1983.[7]

Em 1985, se transferiu para o Barcelona do Equador[3][8][9], onde jogou por cinco anos, alcançando os títulos nacionais de 1985 e 1987.

Em 1989, encerrou a carreira e voltou ao Brasil. Comprou uma indústria de pesca em Iguape, que manteve até 2007. Nesse período formou-se em Direito e concluiu Pós-Graduação em Direito Desportivo.

Títulos editar

Santos
Seleção Brasileira
Barcelona

Referências

  1. a b «Toninho Vieira - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 31 de maio de 2023 
  2. Abril, Editora (16 de maio de 1980). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril 
  3. a b c d e f g h i j k «Toninho Vieira – 1976-1983 – Acervo Histórico do Santos FC». 30 de dezembro de 2018. Consultado em 31 de maio de 2023 
  4. Abril, Editora (24 de março de 1978). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril 
  5. «Elenco Paulistão 1978 - Santos FC». Acervo Santista. 19 de agosto de 1978. Consultado em 31 de maio de 2023 
  6. Abril, Editora (30 de julho de 1982). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril 
  7. Construído para ser a sede de um clube formador de atletas, estádio Erton Coelho Queiroz tem sua vocação retomada pela diretoria do Paraná Clube Tribuna do Paraná - acessado em 7 de setembro de 2016
  8. Abril, Editora (30 de março de 1987). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril 
  9. Abril, Editora (28 de abril de 1986). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril