Antônio Gonçalves de Oliveira

Antônio Gonçalves de Oliveira (Curvelo, 13 de setembro de 1910Brasília, 18 de agosto de 1992) foi um magistrado brasileiro.

Gonçalves de Oliveira
20° Presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil
Mandato: 11 de dezembro de 1968
até 18 de janeiro de 1969
Antecessor(a): Luís Gallotti
Sucessor(a): Luís Gallotti
(Interino)
Ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil
Mandato: 30 de dezembro de 1946
até 5 de dezembro de 1966
Nomeação por: Juscelino Kubitschek
Antecessor(a): Orozimbo Nonato
Sucessor(a): Vaga extinta pelo Ato Institucional n.º 6 de 1969.
6º Presidente do Tribunal Superior Eleitoral do Brasil
Mandato: 17 de novembro de 1966
até 3 de fevereiro de 1969
Antecessor(a): Antônio Vilas Boas
Sucessor(a): Elói Rocha
Ministro do Tribunal Superior Eleitoral do Brasil
Mandato: 9 de março de 1965
até 3 de fevereiro de 1969
Antecessor(a): Cândido Mota Filho
Sucessor(a): Elói Rocha
Dados pessoais
Nascimento: 16 de janeiro de 1910
Curvelo, Minas Gerais
Falecimento: 18 de agosto de 1992 (82 anos)
Brasília, Distrito Federal
Alma mater: Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais

Filho de José Gonçalves de Oliveira e de Carmelita Pinto de Oliveira, formou-se na Faculdade de Direito da UFMG, em 1935.

Foi consultor-geral da república nos períodos de 1954 a 1955 (governo de Café Filho) e 1956 a 1960 (governo Juscelino Kubitschek).[1]

Nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal em 1960, ocupou sua presidência no período de 17 de novembro de 1966 a 10 de fevereiro de 1969.[2]

Ocupou uma vaga de ministro do Tribunal Superior Eleitoral, onde ocupou a presidência entre 1966 e 1969.[3]

Após a aposentadoria, retornou ao exercício das atividades advocatícias. Faleceu em Brasília, em 18 de agosto de 1992, sendo sepultado no Cemitério Campo da Esperança.[2]

Ligações externasEditar

Referências

  1. Brasil, CPDOC-Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «OLIVEIRA, ANTONIO GONCALVES DE». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  2. a b «Ministros :: STF - Supremo Tribunal Federal». www.stf.jus.br. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  3. «Antônio Gonçalves de Oliveira». Biblioteca TSE. Consultado em 22 de maio de 2021 

Precedido por
Orozimbo Nonato
Ministro do Supremo Tribunal Federal
15 de fevereiro de 1960 – 3 de fevereiro de 1969
Sucedido por
Vaga extinta pelo Ato Institucional n.º 6 de 1969
Precedido por
Antônio Vilas Boas
Presidente do Tribunal Superior Eleitoral
17 de novembro de 1966 – 3 de fevereiro de 1969
Sucedido por
Elói Rocha
Precedido por
Luís Gallotti
Presidente do Supremo Tribunal Federal
11 de dezembro de 1968 — 18 de janeiro de 1969
Sucedido por
Luís Gallotti
(Interino)
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.