Antônio Henriques Rabelo

militar e revolucionário brasileiro

Antônio Henriques Rabelo (Fortaleza, 1792Recife, 5 de julho de 1817) foi um militar e revolucionário brasileiro. Tenente da artilharia do regimento do Recife, foi um dos líderes e mártires da Revolução Pernambucana.[1][2]

Antônio Henriques Rabelo
Nome completo Antônio Henriques Rabelo
Nascimento 1792
Fortaleza, Capitania do Ceará
Reino de Portugal Brasil Colonial
Morte 5 de julho de 1817 (25 anos)
Recife, Capitania de Pernambuco
Flag of the United Kingdom of Portugal, Brazil, and Algarves.svg Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Militar

Pelo seu envolvimento na insurreição de 1817, foi condenado à morte por crime de lesa-majestade. Enforcado, teve o seu corpo morto esquartejado: as mãos foram cortadas e a cabeça decepada ficou presa em um poste. Seus restos foram arrastados pelas ruas do Recife à cauda de cavalo.[2]

BiografiaEditar

Antônio Henriques Rabelo Pereira nasceu em Fortaleza na então Capitania Geral de Pernambuco (hoje capital do estado do Ceará) no ano de 1792. Mudou-se para o Recife na infância. Recebeu esmerada educação.[2]

Pelo seu envolvimento na Revolução Pernambucana de 1817, foi condenado à morte por crime de lesa-majestade. No dia 5 de julho de 1817, aos 25 anos, subiu ao patíbulo no Recife. Enforcado, teve o seu corpo morto esquartejado: as mãos foram cortadas e a cabeça decepada ficou presa em um poste. Seus restos foram arrastados pelas ruas à cauda de cavalo até o cemitério de Santo Antônio, onde foi sepultado.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.