Abrir menu principal

Antônio Moreira de Barros

Antônio Moreira de Barros
Nascimento 1841
Taubaté
Morte 1896 (55 anos)
Paris
Nacionalidade Flag of Brazil (1870–1889).svg brasileiro
Ocupação Político

Antônio Moreira de Barros (Taubaté, 1841Paris, 1896) foi um político brasileiro.

Foi presidente da província de Alagoas, nomeado por carta imperial de 31 de julho de 1867, de 9 de setembro de 1867 a 22 de maio de 1868, ministro das Relações Exteriores do Brasil e presidente da Câmara dos Deputados do Brasil.

Foi conselheiro de Dom Pedro II, deputado geral (Partido Liberal), cavaleiro da Grã-cruz da Ordem do Leão Holandês e oficial da Ordem da Rosa.[1]

Sobrinho do barão de Pereira de Barros e primo do Conde de Santo Agostinho, todos membros da família Pereira de Barros, de Taubaté.

Possuia duas fazendas chamadas Quilombo, uma em Taubaté,[2] e outra em São Carlos.[3] Seu filho, o homônimo Antônio Moreira de Barros (1868-1919), possuía também fazenda em São Carlos (atual Ibaté), a Fazenda Palmital.[4][5]

Referências

  1. Almanak Laemmert, 1888, p. 109
  2. DI LORENZO, A.L. Italianos em Taubaté: O Núcleo Colonial do Quiririm, 1890/1920. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2002. link.
  3. MESSIAS, Rosane Carvalho. O cultivo do café nas bocas do sertão paulista: Mercado interno e mão de obra no período de transição, 1830-1888. São Paulo: Ed. da Unesp, 2003, link.
  4. BRANDÃO, M. A. L. A carta do ex-escravo Felício & História de São Carlos (SP). Fundação Cultural Palmares, s.d. link.
  5. BENINCASA, V. Velhas fazendas: arquitetura e cotidiano nos campos de Araraquara 1830-1930. São Carlos, SP: EdUFSCar, 2003. 403 p.

Ligações externasEditar