Abrir menu principal
Antifa (Brasil)
Tipo Frente ampla de partidos e organizações de esquerda
Fundação 25 de junho de 1933
Propósito Combater o fascismo

Durante o período entreguerras (1918-1939), imigrantes italianos [1] e alemães [2] no Brasil, mobilizaram-se para combater o nazifascismo. O grupo conhecido como Movimento dos Alemães Livres foi extinto em 1943.[3]

Na década de 1930, o antifascismo se fortaleceu com a Frente Única Antifascista, em oposição ao movimento da Ação Integralista Brasileira (AIB).

Em 2018, o movimento antifa brasileiro manifestou-se contra a candidatura Jair Bolsonaro à Presidência do Brasil[4] sendo que sua ala de Torcida organizada apoiou Fernando Haddad no mesmo ano[5] e em 2019 contra as comemorações do golpe de 64.[6]

BibliografiaEditar

  • SENA JR., Carlos Zacarias F. de. Os impasses da estratégia: os comunistas, o antifascismo e a revolução burguesa no Brasil, 1936-1948 (Os impasses da estratégia: os comunistas e os dilemas da União Nacional na revolução (im)possível [1]

Referências

  1. Universidad Nacional del Centro de la Provincia de Buenos Aires - 0 ANTIFASCISMO ITALIANO NO BRASIL: COMPARAÇÕES INTERNACIONAlS E VIVÉNCIAS TRANSNACIONAIS Joiío Fábio Bertonha, 2004. Acessado em 06/03/2018.
  2. Simpósio Nacional de História - RESISTÊNCIA ANTI-NAZISTA NO BRASIL: O MOVIMENTO DOS ALEMÃES LIVRES EM SÃO PAULO NO CONTEXTO DA II GUERRA MUNDIAL Wanilton Dudek, Julho de 2015. Acessado em 06/03/2018.
  3. Exílio e literatura: escritores de fala alemã durante a época do nazismo. Autora: Izabela Maria Furtado Kestler. EdUSP, 2003, pág. 171 ISBN 9788531407321 Adicionado em 06/04/2018.
  4. Repressão impede manifestações democráticas em 32 universidades
  5. Superesportes; Superesportes (23 de outubro de 2018). «Máfia Azul e outras 68 torcidas organizadas entregam manifesto em apoio a Haddad». Superesportes. Consultado em 6 de novembro de 2019 
  6. Gol contra: ditadura militar impôs derrota ao Brasil (por Torcidas Antifas Unidas)

Ver tambémEditar