Antoine-Tristan Danty d'Isnard

botânico francês

Antoine-Tristan Danty d'Isnard ou Danthi-Disnard (Londres, 12 de maio de 1633Paris, 15 de maio de 1743) foi um botânico francês.

Antoine-Tristan Danty d'Isnard
Nascimento 12 de maio de 1663
Londres
Morte 15 de maio de 1743 (80 anos)
Paris
Cidadania França
Ocupação botânico,

Em 1661, dois anos antes do seu nascimento, seu pai foi chamdo pelo rei Carlos II de Inglaterra (1630-1685) para combater uma epidemia de peste. Em 1688, os Danty d’Isnard retornam a França, onde, em Paris, Antoine-Tristan obtem seu título de doutorado em 1703.

Após a morte de Joseph Pitton de Tournefort (1656-1708) , Antoine assume brevemente como curador do "Jardim do Rei", sendo substituído por Antoine de Jussieu (1686-1758). Tornou-se assistente botânico da Academia das Ciências da França em 25 de janeiro de 1716, titular químico em 11 de agosto de 1721, e titular botânico em 20 de agosto de 1722.

Elaborou o catálogo das plantas do Jardim do Rei em 1709. Recolhe numerosas plantas da região parisiense e as classifica com Tournefort, Sébastien Vaillant (1669-1722) e Antoine de Jussieu (1686-1758). O seu herbário foi comprado por Philibert Commerson (1727-1773), posteriormente por Adrien de Jussieu (1797-1853) , e atualmente é conservado pelo Museu Nacional de História Natural(França).

FontesEditar

  • Pascale Heurtel (2004). O jardim do rei. in L’Herbier du monde. Cinq siècles d’aventures et de passions botaniques au Muséum national d’histoire naturelle (P. Morat, G.-G. Aymonin et J.-C. Jolinon, dir.), Muséum national d’histoire naturelle de Paris (Paris) e Les Arènes/L’iconoclaste (Paris) : 24-29.
  • Philippe Jaussaud & Édouard R. Brygoo (2004). Du Jardin au Muséum en 516 biographies. Muséum national d’histoire naturelle de Paris : 630 p.