Abrir menu principal
Antoine Gizenga
Antoine Gizenga em 2009.
20º Primeiro-ministro da República Democrática do Congo
Período 30 de dezembro de 2006
até 10 de outubro de 2008
Presidente Joseph Kabila
Antecessor Likulia Bolongo
Sucessor Adolphe Muzito
Vice-primeiro-ministro do Congo-Léopoldville
Período 24 de junho de 1960
até 14 de setembro de 1960
Antecessor Escritório estabelecido
Sucessor Jean Bolikango
Primeiro-ministro do Congo-Stanleyville
Período 12 de dezembro de 1960
até 5 de agosto de 1961
Antecessor Escritório estabelecido
Sucessor Escritório abolido
Dados pessoais
Nascimento 5 de outubro de 1925
Bandundu, Congo Belga
Morte 24 de fevereiro de 2019 (93 anos)
Nacionalidade congolês
Filhos Lugi Gizenga
Lumumba Gizenga
Dorothée Gizenga
Partido PALU, PSA
Profissão político

Antoine Gizenga, (Bandundu, 5 de outubro de 192524 de fevereiro de 2019) foi o primeiro ministro da República Democrática do Congo e um veterano político desse país.

Gizenga foi primeiro-ministro em 1960, e em 1961-62, sob a presidência do histórico líder Patrice Lumumba. Logo do assassinato deste em 1961 continuou como primeiro ministro, mas em rebeldia. O seu governo, com sede em Stanleyville (actual Kisangani) foi reconhecido por 21 países de África, Ásia, e Europa do Leste em fevereiro de 1961. Estivo no cárcere entre janeiro de 1962 e julho de 1964 e outra vez entre outubro de 1964 e novembro de 1965. Viveu no exílio entre 1965 e 1992.

Em 2006 regressou à política apresentando-se às primeiras eleições presidenciais democráticas do país à frente do Partido Lumumbista Unificado. Nessas eleições obteve 13,06% dos votos e a terceira posição depois de Joseph Kabila e de Jean-Pierre Bemba. Na segunda volta, Gizenga apoiou Kabila, e este ao vencer nomeou-o primeiro-ministro (30 de dezembro de 2006).

O seu primeiro governo era formado por seis ministros de estado, 54 ministros e vice-ministros, entre os quais Nzanga Mobutu, filho de Mobutu Sese Seko na pasta da agricultura e numa teórica vice-presidência. Também esteve entre eles Mbusa Nyamwisi, ministro dos negócios estrangeiros e antigo líder rebelde, mas não Azarias Ruberwa, o líder rebelde mais importante na actualidade e cabeça da Assembleia Congolesa em prol da Democracia (RCD).

Pediu a demissão a 25 de setembro de 2008 e foi substituído pelo ministro do Orçamento, Adolphe Muzito.

Precedido por
Escritório estabelecido
Vice-primeiro-ministro do Congo-Léopoldville
24 de junho de 1960 até 14 de setembro de 1960
Sucedido por
Jean Bolikango
Precedido por
Escritório estabelecido
Primeiro-ministro do Congo-Stanleyville
12 de dezembro de 1960 até 5 de agosto de 1961
Sucedido por
Escritório abolido
Precedido por
Likulia Bolongo
20º Primeiro-ministro da República Democrática do Congo
30 de dezembro de 2006 até 10 de outubro de 2008
Sucedido por
Adolphe Muzito