Antonio Agliardi (Cologno al Serio, 4 de setembro de 1832Roma, 19 de março de 1915) foi um cardeal italiano da Igreja Católica, arcebispo, e diplomata papal.

Antonio Agliardi
Cardeal da Santa Igreja Romana
Chanceler da Chancelaria dos Breves Apostólicos
Info/Prelado da Igreja Católica

Título

Cardeal-bispo de Albano
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 29 de junho de 1908
Sucessor Ottavio Cagiano de Azevedo
Mandato 19081915
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 22 de dezembro de 1855
Nomeação episcopal 23 de setembro de 1884
Ordenação episcopal 12 de outubro de 1884
por Dom Giovanni Cardeal Simeoni
Nomeado arcebispo 23 de setembro de 1884
Cardinalato
Criação 22 de junho de 1896
por Papa Leão XIII
Ordem Cardeal-presbítero (1896-1915)
Cardeal-bispo (1899-1915)
Título Santos Nereu e Aquileu (1896-1899)
Albano (1899-1915)
São Lourenço em Dâmaso (1903-1915)
Brasão
Dados pessoais
Nascimento Cologno al Serio
4 de setembro de 1832
Morte Roma
19 de março de 1915 (82 anos)
Nacionalidade italiano
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Biografia

editar

Agliardi nasceu em Cologno al Serio, onde é atualmente a província de Bérgamo.[1]

Estudou Teologia e Direito canônico, e depois de servir como pároco em sua diocese nativa por doze anos, foi enviado pelo papa para o Canadá como capelão do bispo. Em seu retorno, foi nomeado secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos.[1]

Em 1884, foi nomeado, pelo Papa Leão XIII, Arcebispo da Cesareia in partibus e enviado para a Índia como delegado apostólico para reportar sobre a criação da hierarquia lá.[1]

Em 1887 visitou novamente a Índia, para firmar os termos da concordata combinado com Portugal. No mesmo ano foi nomeado secretário da Congregação super negotiis ecclesiae extraordinariis. Em 1889 tornou-se núncio apostólico na Baviera em Munique, e em 1892, em Viena. Deixando-se envolver nas disputas eclesiásticas que dividiu a Hungria em 1895, foi objeto de reclamação formal por parte do governo húngaro e em 1896 foi chamado de volta.[1]

No consistório de 1896 foi elevado a cardeal-presbítero de Santi Nereo e Achilleo. Em 1899 foi nomeado cardeal-bispo de Albano.[2] Em 1903, foi nomeado vice-chanceler da Igreja Católica,[1] e se tornou chanceler da Chancelaria dos Breves Apostólicos na Secretaria de Estado da Santa Sé em 1908.

Morreu em Roma e foi sepultado em Bérgamo.[3]

Notas

  1. a b c d e Chisholm, Hugh. «Agliardi, Antonio». Encyclopædia Britannica (em inglês). 1 1911 ed. Cambridge: Cambridge University Press. p. 377 
  2. Cheney, David M. «Antonio Cardinal Agliardi [Catholic-Hierarchy]». www.catholic-hierarchy.org. Consultado em 15 de julho de 2021 
  3. Chisholm, Hugh. «Agliardi, Antonio». Encyclopædia Britannica (em inglês). 30 1922 ed. Cambridge: Cambridge University Press. p. 71 

Referências

Ligações externas

editar


Títulos da Igreja Católica
Precedido por:
ele mesmo como vice-chanceler
Chanceler da Santa Igreja Romana
1908–1915
Sucedido por:
Ottavio Cagiano de Azevedo
Precedido por:
Nenhum
Delegado Apostólico para as Índias Orientais
23 de setembro de 1884 – 9 de maio de 1887
Sucedido por:
Andrea Aiuti